Rory de Ruth Langan

7 de abril de 2019



Rory
#1 O'Neil Saga
Autora: Ruth Langan
Tradução: Ieda Moriya
Editora: Harlequin
Edição: 2000
Páginas: 219
Skoob | Goodreads
Compre no Estante Virtual
Irlanda, 1560.
Rory O'Neil era procurado por todos os soldados que envergavam o uniforme inglês, mas isso não deteria sua busca de vingança. Ele era odiado por aqueles que o conheciam como O'Neil Coração Negro. Para os que acreditavam em sua causa, porém, era o único guerreiro corajoso o suficiente para salvá-los. Anna Claire Thompson soube no primeiro instante que Rory seria o homem a conquistar seu coração. Mas será que o obstinado irlandês um dia retribuiria seu amor?

Rory de Ruth Langan foi mais uma daquelas boas surpresas da vida de leitora, um livro que comprei num pacote com outros tantos no bazar, e não poderia imaginar o quanto a história seria interessante. Ainda bem que livro não tem data de validade e hoje vou compartilhar por aqui alguns motivos para ler a história (caso encontre ela por aí), e como a saga da família O'Neil está ao lado de A Marquesa dos Anjos na minha caça ao tesouro nos sebos, hehehe.

A história é ambientada na Irlanda e começa em 1560, quando Rory O'Neil, o primogênito de três irmãos (Connor e Brianna), está prestes a casar. A demora da noiva se transforma em pânico quando todos na igreja são avisados de que a caravana foi atacada por uma comitiva de soldados ingleses.

Apenas um menino sobrevive a chacina e passa ser criado pela família O'Neil. Rory, insano, promete vingança ao líder do esquadrão que ordenou o ataque a caravana de sua noiva e viaja a Irlanda em busca do confronto. Dois anos depois o momento finalmente chega, mas o protagonista cai numa armadilha e é ferido. Amparado por populares é levado escondido a casa da nobre AnnaClaire Thompson.




A ambientação histórica foi o primeiro ponto que chamou minha atenção e um dos melhores da experiência de leitura. A narrativa em terceira pessoa também funcionou bem, porque a autora explora os diálogos para apresentar as características dos protagonistas, ao mesmo tempo que aproxima o leitor de ambos durante a ambientação social e nas relações interpessoais.

Ruth Langan utiliza recursos de escritas que funcionaram bem para a história, como a apresentação inicial de Rory e AnnaClaire estereotipada, ele valentão insensível; ela uma jovem inocente que perdeu a chance de casar para cuidar da mãe; e que ao longo das páginas caem por terra porque mostra que todo personagem (assim como o humano), é plural.

Eu adorei a importância dos personagens secundários, desde a introdução de Rory de forma inconsequente na vida de AnnaClaire através de seus empregados, até a ambientação dos outros membros da família O'Neil que compõem a série de livros - Connor, o irmão do meio, Brianna - caçula, e os pais do irlandês.

E por falar em irlandês tenho que citar que outro bônus da leitura foi conhecer mais sobre o conflito Inglaterra e Irlanda. Eu sabia pouco sobre as disputadas políticas e sociais entre os países e Rory me fez conhecer e pesquisar um pouco mais sobre essa rivalidade, que foi muito mais acirrada do que eu imaginava até então, e que a chegada dos ingleses, como em muitos outros lugares do mundo, foi repleta de violência e opressão.




No trecho final do livro Ruth Langan incorpora uma figura histórica bastante representativa e que faz todo sentido para o enredo. Eu sempre fico com receio de como elementos reais são usados na ficção, e mais uma vez gostei de como o tema é trabalhado na história. No geral a autora soube dosar bem tanto as características dos personagens, como também os elementos históricos utilizados para ambientar o enredo.

Minha nota final para Rory de Ruth Langan foi quatro estrelas no Skoob, um livro que eu adorei ler e conhecer e que se não fosse pelo final, que me causou alguns minutos de tensão que não pude superar, ele teria nota máxima. A sensualidade da história é presente principalmente no flerte entre os dois personagens e nas cenas explicitas a autora opta por um cenário bucólico e bastante característicos do estilo camponês. Já curiosa pelas histórias de Connor e Brianna. Vocês gostam de romances históricos?

Beijos!

Fotos: Nine Stecanella
*Ajude o blog comprando pelos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá! Deixe sua opinião. ;)