Como parei de comprar livros (compulsivamente)

24 de junho de 2013

Oi gente, tudo bem? A primeira vez que pensei neste post anotei ideias que mais eram um relato da minha vida, uma biografia, do que o tema principal. Cheguei a comentar nas redes sociais (Facebook e Twitter) que eu tinha muita vontade de compartilhar minha experiência com os leitores do Estante da Nine mesmo que o tema pareça em um primeiro momento contraditório.

O tema principal da página são os livros (filmes e séries ainda estão engatinhando), e acho importante que cada leitor tenha sua biblioteca de acordo com seus gostos e preferências. Mas depois de passar por algumas situações, que vou descrever logo mais, percebi que estabelecer um limite é fundamental para poder aproveitar de forma plena tudo o que os livros e a leitura podem oferecer.

Fotos: Nine Stecanella


Uma pequena leitora
Eu aprendi a ler e a escrever antes da escola, entre os quatro e cinco anos. Na época, por questões de regras, só pude começar o pré (hoje 1º ano) com seis anos completos. Como meu aniversário é em dezembro eu sempre tive aquela neurose de que se algum dia eu reprovasse ficaria atrasada na escola. Exatamente por isso, mesmo capengando no ensino médio (fui uma boa aluna até a 5ª série, meu último ano no turno da tarde), nunca reprovei. Sempre estudei em escola estadual e na universidade, ganhei uma bolsa do ProUni.

Talvez os objetos mais antigos da minha coleção relacionados com leitura sejam meus quadrinhos da Turma da Mônica. Não são muitos, mas foram tão lidos que estão em pedaços. Um dia, quando o escritório estiver pronto e eu reorganizar tudo, fotografo e mostro para vocês. Eu sempre gostei de revistas, desde criança. Um hábito que mantenho até hoje, mas confesso, estou relapsa com as leituras das publicações. Infelizmente tive que doar quase tudo porque minha família sempre se mudou muito e cada casa de tamanho diferente significava sacrifício. Quando me mudei para meu apartamento (com o Rodrigo), a caixa d'água do prédio transbordou e lá se foi quase toda minha coleção de revistas dos últimos 10 anos.




E com os livros, como tudo começou?
Quando criei meu blog pessoal (atualmente o Estante da Nine, já que os anteriores eram com uma amiga), em 2009, minha coleção estava começando. Claro que eu já tinha livros, mas logo depois descobri as maravilhas de se comprar pela internet. Na época, Saraiva e Submarino faziam boas promoções e com certa frequência. Depois de um tempo, a Saraiva mudou o foco das ofertas.

Entre metade 2009 e o final de 2011 eu comprei muitos mais livros do que seria capaz de ler e ainda tenho opções para uns três, quatro anos. Sem brincadeira, já fiz a loucura de gastar R$250, R$300 em livros e na época ganhava de salário no estágio R$400. Mas tudo estava ok. Qualquer parte da casa da minha mãe tinha livros e existia o perigo de abrir uma porta e morrer soterrada por uma pilha de romances.

O primeiro problema
Obviamente não precisa ser gênio para imaginar que o primeiro obstáculo que enfrentei foi o endividamento no cartão de crédito. Eu perdi tanto dinheiro negociando e pagando juros que jurei (até ficou com cara de trocadilho) que JAMAIS perderia o controle novamente. Todas as coleções em superpromoções e os livros a R$10 saíram, no final das contas, pelo valor de livraria física. Por isso, minha primeira dica é: se a promoção é incrível pondere quais títulos vocês quer ou são prioridades. Depois de 15, 20 dias a oferta volta, muitas vezes melhor, e você não precisa fazer a mesma besteira que eu: comprar mais do que pode pagar.

Os parceiros
Quem me acompanha há mais tempo sabe que parceria sempre foi um assunto delicado por aqui. Eu ficava muito indignada quando as seleções aconteciam e o Estante da Nine não estava lá. Mas depois de amadurecer em outros aspectos relacionados ao blog, comecei encarar de forma mais tranquila. O meu problema era o Estante da Nine não ser escolhido mesmo quando estava dentro das exigências e não de que A ou B passou. Claro, sempre acontecem as incoerências, mas deixei isso para lá.

Hoje o blog é bem maior do foi lá no começo, em 2009. Os livros de parcerias aumentaram a fila e causaram um certo caos. Antes que alguém me pergunte, sim, meu sonho é trabalhar com o blog. Eu conseguiriam aliar minha formação de jornalista ao meu hobby preferido. Mas o caminho é longo e ainda não estou nem perto. Até porque comercialmente o Estante da Nine não tem apelo. Publieditorial para resenha não me chama atenção e financeiramente eu prefiro anunciantes, mas isso é outro assunto... O fato é que com mais parceiras, chegam mais livros, a fila aumenta, e comecei a me pressionar mais. Resultado: infinitas ressacas literárias.











O segundo problema
Eu comecei a perceber que minha paixão por livros estava um pouco descontrolada e nada saudável quando iniciei a mudança no ano passado. Eu fiz tantas viagens, mas tantas viagens, por quatro andares de escadas que pensei em desistir. Essa foi a primeira vez que visualizei todos os meus livros fora de estantes e armários. Mas um segundo fato, ainda mais desesperador, meu deixou mais nervosa: a quantidade de livros não lidos. Claro que alguns títulos eu paguei super barato que apesar do tempo estacionado na estante, valeram a pena (falando no achismo, especialmente de gêneros que gosto). Mas pude perceber na mudança a quantidade de livros que comprei por impulso.

Além disso, eu tinha muito apego pelos livros e não conseguia me desfazer deles. Contudo, depois de pensar bem, fiz algumas trocas no Skoob e vendas em sebos. Escolhi todas as séries que tinha a intenção de continuar e minhas compras neste ano seriam com o objetivo de completá-las. Como em 2012 eu estava montando minha casa, ele passou quase em branco no quesito compras relacionadas a livros (e todo resto). 











Eu resolvi compartilhar minha situação com vocês porque acredito que muitos leitores, ou novos leitores, passa por dilemas parecidos. Lógico que sinto vontade de comprar livros, filmes e séries todos os dias. Mas me impus uma regra: procurar ler mais livros, comprar menos, e diminuir essa diferença. Assim, quando as duas pilhas estiverem equilibradas, eu volto a comprar com mais intensidade, sempre respeitando um limite.

Analisando a situação, muitos livros que estava super empolgada para ler quando comprei já estão há três anos ou mais parados na estante. Muitos eu perdi o interesse. Outros eu namoro vez ou outra, sempre que reorganizo minha coleção. Tenho mais ânsia por ler do que comprar e espero que permaneça assim por tempo suficiente para que minha coleção seja mais valorizada (por mim mesma).

Hoje eu compro livros eventualmente (até porque ajudar a sustentar a própria casa não é fácil), mas estou seguindo minha proposta de completar as série e comprar apenas títulos que tenho curiosidade de ler verdadeiramente.

Beijos!

36 comentários

  1. Olá Nineee!

    Adorei seu post sobre o assunto "compulsão"... eu voltei a ler mais muito recentemente e já perdi as contas de quantos livros comprei de lá pra cá (cerce de 8 meses). Dei uma pausa forçada por motivos maiores, mas vez ou outra acabo caindo na tentação das promos do Submarino...
    Preciso me policiar... Vou procurar estabelecer algum tipo de meta, sei lá, ler "X" livros antes de comprar outro... ou algo assim!

    Obrigada por compartilhar suas experiências!

    Beijão
    Ines

    ResponderExcluir
  2. NINE!

    Adorei ler o seu relato! hahaha
    Já passei por algo parecido e depois de passar aquela fase de "jurar não comprar mais" resolvi simplesmente me tornar uma pessoa mais equilibrada, acho que fui adquirindo mais maturidade em relação a isso com o tempo.
    Assim como você, eu tenho fácil fácil leitura para 3, 4 anos seguidos, sem precisar comprar mais nada e isso é um pouco assustador rs Mas hoje em dia eu me sinto melhor, pois criei costume de entrar em livrarias e não me sentir na compulsão de ter que adquirir alguma coisa mesmo que goste e tenha interesse pela leitura. Vez ou outra eu adquiro algum, mas, comparando este ano a todos os outros anteriores eu não tenho comprado quase nada. E olha que continuam a chegar, já que temos as parcerias.
    Hoje eu me sinto melhor comigo mesma! Não sofro por não comprar, pelo contrário, fico feliz em saber que tenho vários me esperando na estante e procuro me focar neles.
    Não me iludo achando que um dia vou conseguir ler todos antes de comprar mais. Sei que isso, a essa altura, é impossível. Mas só em ter refreado consideravelmente as compras já estou satisfeita e com a consciência mais limpa.

    Temos o mesmo sonho. Aliarmos as nossas profissões com o nosso maior prazer que é o blog. Sorte para nós!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Muito bacana o tema desse post. Nada em excesso é bom, mesmo comprar livros.
    A leitura desse ser um prazer, não uma obrigação.

    ResponderExcluir
  4. Olha, Nine, Sempre me perguntei se vocês com tantos livros comprados e de parceria não tinham ressaca literária. Eu fico besta quando você aparece com 7 ou 8 livros lidos e ainda vê série. kkkkk.
    Ainda bem que você conseguiu se controlar, eu também estou assim. Tenho bem menos livros não-lidos e estou em pânico achando que é muito.

    ResponderExcluir
  5. Acho que todos nós, ávidos leitores, nos identificamos mto com esse post! Eu sempre gostei mto de ler, aprendi a ler com uns 3/4 anos e desde então sempre estou lendo alguma coisa, sempre gostei de comprar e ganhar livros, mas do ano passado pra cá desenvolvi a tal da compulsão! São tantas promoções, tantos vídeos no YT indicando tantos livros bons, que a gente vai se empolgando e vai comprando e qdo vai ver... de tempos em tempos eu procuro reavaliar a minha coleção e doar o que não me interessa, mas o armário continua enchendo! O que me ajudou mto a parar de acumular tantos livros foi o Kobo: a gente consegue pegar tanta coisa na internet, se fôssemos comprar não cabia em lugar nenhum! Hoje em dia dou preferência a edições caprichadas ou livros que eu realmente queira muito... é um exercício diário, como com tudo na vida, temos que ir nos vigiando... às vezes escorregamos, mas somos humanos, é normal... e assim vamos, um passo por vez...
    O importante, Nine, é que vc criou consciência e está fazendo algo a respeito :)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Eu também tenho esse mesmo problema,compra,compra,compra até ter uma pilha do meu tamanho de livros não lidos.Mas a partir do seu post achei uma solução que é troca em sebos,tenho um monte que eu quero troca desde livros que eu não tenho mais interesse de ler,até aqueles que eu compre por compulsão.

    Post maravilhoso.

    abraços.

    Vinicius Alves-Fortaleza das Letras-
    http://fortalezadasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nine,

    Eu passei por quase todos os dilemas que vc passou, mas infelizmente nao tive a mesma força de vontade. Meu blog tá meio parado e minhas ressacas literárias tomaram um bom tempo de minha vida. Não conseguia ler nada...
    Comprei muito livro por impulso, fiz parcerias das quais hoje me arrependo (não pelas editoras mas porque nao lançam livros do meu estilo literário, entao eu tinha que ler coisas que não gsotava pra resenhar, também e ficava revoltada que meu blog nunca era escolhido nas seleções.
    Estou tentando voltar e me inspiro em você pra fazer isso acontecer, pois me lembro bem de um vídeo que vc postou sobre esta coisa de blogs, parcerias etc e nós discutimos este assunto. Fiquei feliz que vc persistiu e hoje vejo seu blog bem mais crescido e amadurecido.
    Parabéns!
    bjssss

    ResponderExcluir
  8. Oi Nine!!

    Sempre estou de olho no seu canal.
    Amei sua postagem, por que todo mundo que adora ler, quase enlouquece de vontade de comprar livros, e compra e pensa " agora chega", mas dali a poucos dias a vontade de adquirir porque você está namorando á muto tempo, está mais barato e é claro " ele deve ser demais, todo mundo já leue eu ainda não tenho esse "....
    Mas com o tempo vamos nos controlando e estipulando uma meta, quando eu ler X quant. de livros, eu compro mais. Porque as vezes é somente a ânsia de ter ele ali na estante e saber que tu tens...
    Mil beijos Nine.
    Ótimopost mesmo...

    ResponderExcluir
  9. Após ler tudo me dei conta de que mais de dois terços do que tenho ainda não foi lido e que ontem mesmo fui buscar na saraiva 3 livros que comprei com entrega na loja física....Que vergonha! Só me dei conta disso agora. Comprar é muito gostoso, mas ler é muito mais. Ao olhar os já adquiridos sofro tentando fazer uma ordem de leitura que encaixe aqueles que tanto namoro e que de repente são protelados pelo que comprei de impulso(que as vezes nem tão bom), por ter visto uma indicação no YT.
    Foi muito bom ler sua experiência. Vou ser mais consciente em minhas aquisições agora.
    bj.

    ResponderExcluir
  10. Nossa Nine, achei muito bom o seu post.
    Tenho um blog recentemente, e quando agente inicia com um blog o nosso objetivo é consegui milhões de parcerias. Mas muita das vezes não demos conta que quanto mais cresce as parcerias, mais livros chegam. E estou passando por uma situação que vc passou. A Ressaca Literária. Poxa isso é horrível. Uma vez li um livro que estava louca pra ler, então li ele todo e fiquei mais vidrada ainda. E quando terminei, peguei um livro de um autor parceiro brasileiro pra ler. Meu Deus! Que queda!! É uma diferença muito grande, e fiquei muito triste com isso.
    Graças a Deus tenho um controle de compras de livros. Afinal, vou me casar daqui a uns 3 meses. E sou mais do que obrigada a economizar.
    Fico muito triste pelo fato do meu blog nunca estar presente nas seleções de parcerias. Poxa eu me esforço tanto, e me dedico tanto e nada. Mas sempre me escrevo, e acho que um dia eu consiga. Embora eu já tenho colocado na minha cabeça o seguinte: Com parceria ou sem parceria o meu blog nunca vai deixar de existir, e eu pretendo seguir sempre em frente com ele. Pois amo blogar.
    Gostei demais do seu post. E acho maravilhoso quando alguém experiente divide com nós a sua experiencia.
    Bjokas

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post Nine, me sinto exatamente assim quando vejo uma promoção nova, morro de vontade de comprar tudo, felizmente eu ainda consigo me controlar (pelo menos de vez em quando, rs). Algumas vezes, coloco tudo que quero no carrinho e na ultima hora desisto e não compro nada (acho que tento me enganar, rs). Enfim ainda compro muitos livros, mas tenho tentado me controlar bastante, já que a lista de não lidos é realmente enorme,rs.

    Beijokas

    Mari - @oblogdamari

    ResponderExcluir
  12. Que postagem legal, realmente é muito fácil outras pessoas se identificarem com sua situação, o que foi meu caso. Estou me segurando para não comprar muitos livros, mas às vezes é impossível. Geralmente quando estou meio estressada ou chateada, não posso estar com dinheiro e passar pela livraria que acabo comprando alguma coisa.

    Adorei as fotos, você tem muitos livros que eu quero ler. Beijos!

    http://livrosobaluzdalua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ei Nine
    Acho que estou caminhando pra isso viuuu
    Tbm tenho salário de bolsista, e foi quando eu começei a ganhar a bolsa, que eu pude realmente comprar meus livros...
    De meados de 2011 pra cá eu comecei a minha coleção...
    Inicio do ano passado eu descobri o Sub e daí por diante passei a comprar compulsivamente... fazia compras de 200$ e dividia....
    Hoje graças a deus, continuo comprando, mas não ao ponto de condenar 70% do meu salário com o cartão.
    Devo ter por volta de 50 livros para ler... Acredito que boa parte vai esse ano, como pretendo não comprar mais nada até Dezembro.

    Adorei seu post!!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá Nine, meu nome é Giovanni e eu tbm sou compulsivo. Não tinha o habito de ler e decidi adquirir a partir do ano passado, comecei a comprar muitos livros, cheguei a gastar de uma vez 331,00. Eu tive problemas de endividamento como vc, só parei qnd o cartão zerou, hj tenho mais de 50 livros para ler e como vc decidi só completar as series. Um bj, parabéns pelo blog e obrigado por compartilhar suas histórias.

    ResponderExcluir
  15. Oi!

    Bom, eu me identifiquei muito com esse post. Minha mãe me ensinou a ler quando eu era muito nova mesmo, nem falo a idade porque as pessoas acham que estou mentindo, então, sequer sei como era a vida sem ler. Meu pai costumava chegar em casa com alguma coleção infantil que ele comprava de "mascates" que apareciam no banco onde ele trabalhava, era a glória para mim. Quando comecei a ter meu próprio dinheiro, e, claro, depois da faculdade, comecei a comprar alguns livros. Só bem mais tarde descobri as lojas on-line e o fabuloso mundo das promos. Também já comprei mais do que devia, a ponto de ficar endividada. Também comprei por compulsão, livros que chamavam a atenção sem, necessariamente, serem boas escolhas. Tenho uma bela coleção de não lidos, e uma outra, imensa, sem fim, lista de desejados.
    Só que agora eu estou mais seletiva. Com o tempo a gente se conhece melhor e sabe escolher melhor. A lista de desejados do skoob está lá, mas é óbvio que não vou comprar tudo aquilo. Também não vou ler alguns da minha lista de não lidos, porque sei que não vou gostar, não são do tipo que eu gosto, foram comprados sem pensar ou foram presentes. Isso me ensinou o caminho do desapego. Alguns livros que já li, e sei que não vou ler de novo, por um motivo ou outro, vão embora. Eu percebi que não quero estocar livros, quero ter uma biblioteca que reflita a dona dela. Aí, fiz igual você, escolhi as coleções preferidas que quero completar (sempre na promoção, outra decisão minha), e foquei nelas. É claro que acompanho os lançamentos, mas faço escolhas de uma maneira mais objetiva, sem deslumbres.
    E outra coisa, eu gosto me mexer nas estantes. Gosto de mudar de lugar, fuçar, deixar o negócio ativo, isso facilita a arrumação e a verificação do que está sobrando.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  16. Também já passei por uma situação bem parecida. Eu gastava uns R$300 por mês com livros/caderninhos e coisas assim, muita coisa de impulso, até que percebi o quanto eu tinha gastado e que poderia ter guardado pra usar pra alguma coisa coisa. Agora, pra me controlar, não gasto mais de R$150 por mês com livros e cadernos (às vezes não chega nem nisso) e ultimamente ando lendo muita coisa emprestada da livraria, o que ajuda a controlar a compulsão - posso ler e só comprar se me apaixonar muito.

    ResponderExcluir
  17. Adorei o post Nine, e me vi em varias menções que vc fez ai! Não cheguei a ter problemas com o cartão, mas ando suando frio para dar conta de paga-lo. DVD tbm é minha outra paixão, apesar da coleção estar pequena ainda. Com o crescimento do blog as parcerias aumentam e eu procuro sempre dar prioridades aos livros que recebo dos parceiros, mas notei que isso faz com que os livros que eu comprei - morrendo de vontade de ler - estão ficando cada vez mais no fim da fila de prioridade. Estou depositando minha fé nas férias que irei pegar em Julho, quero por a leitura em dia, espero que eu consiga rsrs.

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olha nine eu eu comecei esse lance de comprar livros físicos tem pouco mais de um ano. Dos 20 que tenho, são duas coleções com 4 livros cada e alguns avulsos. Procuro comprar aquilo que realmente vou, vou reler e não pretendo me desfazer. E também compro só em promoção. Até porque não trabalho e grana é curta.
    Muito bacana o post.
    Até a próxima!

    ResponderExcluir
  19. Morro de medo de isso acontecer comigo, Nine. Tanto que nunca deixou a pilha de livros não lidos ficar muito grande, tipo, agora tô com 7 e já tô no desespero louco. Não compro quando a fila passa de 5, e espero continuar assim, se bem que com essas promoções que aparecem por ai é muuito difícil resistir :/

    ResponderExcluir
  20. Esse post me descreveu. Depois que larguei a compulsão, tenho lido mais e consigo administrar melhor meu tempo pra ler cada livro que estava na estante há anos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Acho que esse post ilustra bem o que todos os amantes de livros passam ou passaram em algum momento da vida. As promoções estão ai e você fica com os "dedinhos coçando" para comprar. O jeito que arrumei para resolver isso foi estabelecer metas. Depois que eu ler um número "x" de livros posso comprar mais. Assim vou equilibrando as leituras com as compras. Mas é claro que ´há momentos que eu me descontrolo e compro mesmo rs rs rs. Mas sigo tentando o equilíbrio.

    bjs

    ResponderExcluir
  22. Nine eu gostei muito do seu post, porque eu me sinto assim varias vezes!
    Minha coleção não é tao grande, tenho pouco mais de 100 livros, mas só esse ano (em seis meses) eu já comprei +/- 30 livros! pela primeira vez eu tenho uma pilha de livros não lidos maior que 2. E isso pra mim é muita coisa!
    Eu sempre fui muito controlada, mas ultimamente sinto que esse controle me escapa =/ em janeiro por muito, muito pouco eu não gastei 300reais de uma vez só! eram 18 livros, e eu estaria economizando pouco mais do que o valor que iria gastar.. as vantagens eram muitas.. mas me segurei rs
    Eu nunca cheguei a gastar mais do que tenho, Graças a Deus esse controle eu não perdi, e acho que nem consigo, mas cada mês passo mais apertada, com menos dinheiro, tudo para poder pagar a fatura do cartão. Esse mês então foi o cumulo pra mim - foi onde percebi que estava perdendo o controle das coisas -, eu não sai nenhum dia, nenhum cineminha com o meu namorado sequer tudo porque não me sobrou dinheiro algum! =/
    Por isso eu tenho evitado entrar em qualquer site de compra! nem os emails que recebo eu estou abrindo, excluo de uma vez..

    Nos devíamos criar o CCLA Compradores Compulsivos de Livros Anônimos! rsrsr

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
  23. Eu sou meio compulsiva, mas só quando o livro é muito bom e esta muito barato, ou quando a promoção tem tds os que eu quero (que nem a ultima do Sub, baixou o custo de compra de 5 livros de R$200,00 para R$50,00, não resisti),mas ainda estou em paz com a minha coleção, dos 110 que eu tenho ja li quase todos, só falta uns 15 para fechar (a maiorias de ciências e economia :/).
    Gostei muito desse post, teve uma época que eu estava muito mais viciada, e acabei me descontrolando, mas dei uma parada, hj a maioria dos livros que chegam é de troca, a não ser o gasto exorbitante com os Correios eu estou feliz.
    Parabéns pelo blog, ele é muito legal, e boa sorte!

    ResponderExcluir
  24. Eu sou compulsiva, mas nunca me arrependo, rsrs.
    Vai entender!!
    Tenho mais de 200 livros para serem lidos, não tenho vergonha de falar, nem ligo. O que eu faço sempre é controlar meus gastos. Só compro em promoções, nunca, mas nunca mesmo pago mais de 20 reais em um livro, e sempre tenho uma meta, nunca passar de um certo valor.
    Enfim, é isso, sou viciada, descontrolada, impulsiva e muito feliz :)
    rsrs

    Bjkassssss


    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi Nine,
    Quando eu li o título do post e os primeiros parágrafos, pensei "Qual é o problema de comprar livros compulsivamente? Ora, são livros!". Mas ao ler até o final eu compreendi o que você quis dizer. Na verdade eu só pensei isso porque eu sou exatamente igual a você, só que no meu caso eu compro mais do que leio.
    Ontem mesmo quase caí na tentação, ia comprar alguns títulos da coleção Saraiva de Bolso, rsrs. Mas estou tentando desenvolver uma nova filosofia: Ler por ler, e não para ter os livros. Sabe, contanto que eu esteja lendo, não importa que seja meu, de um amigo, da biblioteca... o importante é ler.
    Mas, é claro, isso é bem mais simples na teoria.
    Adorei seu post,
    Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Oi Nine,
    Realmente é complicado essa nossa paixão por livros, mas sabe que deve ser uma época, pois eu também ando pensando que nem você, em dar, doar ou trocar o que não tenho interesse em ler. Pois tenho livro para ler a vida toda..shaus....eu ando bem mais controlada, mas as vezes compro algo. Porém não ando com tanto ciume deles hoje em dia....e tem alguns que perdi o interesse de ler, vou ver como irei fazer. Mas atualmente terei que dividir meus livros entre a minha casa e a da minha mãe. É a vida...sahsua...gostei do post...quando tiver arrumada vou tirar foto da minha pra te mostrar....beijokas elis
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi Nine. Nossa seu post ficou super legal.
    Eu tenho um blog e estou aumentando minha coleção agora, mas devo ter uns 100 livros porque sempre gostei de ler livros em bibliotecas. Pego emprestado até hoje e não vejo problemas. Por exemplo, se tem um livro que eu tenho curiosidade, mas que não sei se vou gostar, eu pego na biblioteca para ler. Se gosto da leitura depois penso em comprar.

    Estou comprando mais no Submarino, mas procuro estabelecer um valor mensal de R$ 60,00 reais para gastos como esse. Também sou jornalista e adoro conciliar minha profissão com meu hobby.

    Parabéns de verdade pelo post. Beijos

    http://livrosyviagens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Amei tudo o que você falou porque comigo aconteceu praticamente a mesma coisa. Vou tentar falar um pouquinho sobre minha experiência com compras: Quando comecei a trabalhar foi quando comprei o meu primeiro livro (com meu dinheiro): Formaturas Infernais. Depois disso, não parei. 2 livros no outro mês, 5 no próximo, 10 em outro... Comprava sempre que entrava na promoção ou quando via que o frete era gratuito. Aqui na cidade não tem livraria (hoje temos um sebo e as Americanas, mas mesmo assim os preços não são tão acessíveis porque a cidade não tem o hábito de ler, se é que me entende), então eu tinha que encontrar um lugar pra comprar livros. Até começar o blog, conseguia ler tudo o que comprava, mas depois que o Babi Lorentz começou a crescer e começou a fazer parcerias, os livros simplesmente não paravam de chegar. Então as compras acumularam (graças as Bienais) e os livros de parceria também.
    Hoje ainda tenho muita coisa pra colocar em dia, mas depois que arrumei minha estante por lidos e não lidos, não comprei mais nenhum livro, nem ganhei, só continuei recebendo de parcerias.
    O problema agora é não baixar ou comprar livros desnecessários pro Kindle...
    Nossa, como ler é viciante!

    ResponderExcluir
  29. Nine, realmente é bem por aí...

    As vezes da um desespero... porque por exemplo, eu queria ler mais rápido, pq eu sinto que se eu continuar na minha velocidade lesma, eu vou acabar me estressando com os livros não lidos que eu comprei, e até posso cair em depre. (a doida)...

    Beijooos...

    ResponderExcluir
  30. Tenho vontade de comprar mil livros sim, mas me faltam tempo e dinheiro. Quando vejo fotos de estantes cheias eu penso que um dia eu terei igual, um dia vou ler todos os livros que eu já tive vontade de ler... Mas por enquanto eu ainda não tenho um emprego, e fica difícil arrumar dinheiro para as minhas coisas. Minha mãe às vezes me compra um livro ou outro e de pouquinho em pouquinho minha coleção vai aumentando. Hoje infelizmente leio menos do que antes, pois não tenho amigos próximos para fazer a troca de empréstimo dos livros, mas não parei de ler, e isso é o que importa pra mim. Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Olhaaa.... arrasou com esse post, viu.

    Eu e meu namorado tbm estamos nessa onde de "controle", pq no nosso caso, os dois são mto viciados, e quando não é um que vê a promoção, o outro avisa. Fica ainda mais difícil escapar, mas acredito que melhoramos nos últimos meses.

    De qualquer forma, a dica foi bem legal =)

    ResponderExcluir
  32. Gente, me vi em você ou quase isso. Também comecei a ler livros em 2009 (antes disso só lia revista e olha lá, livro inteirinho, nem para trabalho da escola) E logo que comecei a ler comecei a comprar na internet, meu primeiro ano foi tranquilo comprei em média uns 15 livros e li 12 o problema foi quando comecei a comprar loucamente porque tinha um "emprego" que ganhava 200 reais por mês, em 2010 eu comprei muiito e desde lá compro loucamente, não posso ver promoção sabe. Só compro pela internet e só se estiverem em promoção, geralmente se passou de 20,00 pra mim é caro haha porque como não tenho mais emprego não tenho dinheiro para comprar... Mas ainda assim as promoções de 10 reais são irresistíveis. Mas não me lembro de ter gasto mais do que tinha, só gastei tudo que tinha. O meu problema é que quando estava no ensino médio eu comprava meus livros, mas lia os da escola, sabe aqueles caros que eu sabia que não ia poder ler tão cedo, e então a um ano e meio eu venho lendo só os meus, só que agora eu estou com mais de 400 titulos e não li nem a metade..... Confesso que agora já me controlo mais para comprar, sempre faço aquelas perguntas: preciso mesmo desse livro? vou ler assim que chegar ou vai direto pra estante? até porque ultimamente os livros de promoção eu já tenho todos assim que desejava. Meu maior problema agora é espaço, eu divido o quarto com a minha irmã gêmea, e apesar de ela ler também os livros são todos meus, tirando alguns que foram presentes, eu paguei sozinha por todos eles, mas estão ficando espremidos e socados por falta de espaço, já não sei o que fazer e tenho dó de me desfazer deles =/ Espero um da ter um estante linda para todos eles ficarem confortáveis e a vista
    Adoorei seu post Nine, acho que muiitas pessoas se identificam com você, assim como comigo!
    Beijos *

    ResponderExcluir
  33. Nine, amei o post de verdade! Principalmente pelo modo como vocÊ mostrou o seu problema, e que claro, muita gente também se identifica.
    Tenho em casa duas estantes lotadas com mais ou menos 500 livros e mais da metade destes eu ainda não li. As leituras se acumulam por causa da faculdade, e das parcerias. Chegou um ponto que desapeguei, e selecionei o que eu tinha comprado e não ia mais ler e vendi nos briques do facebook, sebo e dei de presente.
    Agora me proibi de comprar livros enquanto não tiver liberado com leitura
    pelo menos uma das prateleiras da estante :)

    Paola
    uma-leitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Flor... Passei por situação semelhante. Não que eu tivesse me endividado, longe disso, pois sou muito chata com relação ao dinheiro. O problema foi ao me mudar e ao gastar horrores nessas férias, comprando livros. Me vi comprando livros bacanas, mas que não tinha pretensão de ler no momento. Claro que tem livros que foram raridades e destes eu não me desfaço e nem me arrependo da compra. Porém, há outros que comprei, alguns até lidos que não curti, que me apeguei sem muita razão... Somente pelo impulso. Hoje, me considero controlada estou comprando somente o MAIS desejado e o que a promoção estiver me proporcionando. Por exemplo: me vi sem a coleção O tempo e o vento do Erico Verissimo, que sempre quis ler, pois era mais carinha, porém em dois meses de compras de livros tinha gasto o valor que eu precisava para comprá-los. Decidi parar de comprar de março a maio e comprei em junho a coleção. E é por isso que tenho pensado duas vezes antes de comprar.

    Beijo grande, querida!

    ResponderExcluir
  35. oi nine!! gostei do seu relato achei bem sincero!!! e confesso que estou na mesmo situação. a de comprar demais, mas vc entende essa paixão literaria, meu marido nao kkkkkk, ainda nao me endividei mas ando gastando uma nota com livros e confesso que alguns ja nem to tão afim de ler mais...
    mas vou fazer um esforço pra me conter... meu sonho e ter uma biblioteca bem linda, um dia eu chego la, minha casa tem so um quarto sobrando mas estamos decidindo sobre ter ou nao um filho por agora entao nao da pra fazer a biblioteca la ainda... vamos ver como as coisas andam.
    Gosto mesmo da sua forma de escrever, vc e uma fofa!!!
    bjimmmm!!!!!!!!!!!!!!111

    ResponderExcluir
  36. Olá Nine!
    Gostei muito da matéria. Eu também tenho percebido que acabei exagerando na compra de livros nos últimos meses. Acho que do início do ano para cá. Meu namorado já não aguenta ver eu falar que quero comprar tal livro, ou mesmo não gosta quando eu peço que ele me dê algum (pois já me deu muitos). Eu falo que isso me deixaria imensamente feliz, mas ele alega que não é preciso comprar três livros de uma vez, se vou ler apenas um. E eu entendo. Sei que o impulso as vezes é demais, e o pior é o preço! Todos os dias saem lançamentos, as vezes daquele autor que você tanto ama, ai você não consegue se controlar! Já fiz loucuras atrás de livros, e estou pensando seriamente em dar uma pausa nessas compras.
    Gostei da matéria, até mais!
    ~gaby

    ResponderExcluir

Olá! Deixe sua opinião. ;)