Músicas na estante: Forfun


Oi pessoal. Tudo bem com vocês?
A coluna Músicas na estante de hoje é com uma banda que está entre minhas favoritas da vida, a Forfun. Seja pelo estilo dos meninos, pelas letras, melodia ou a mensagem positiva, todas as razões são ótimas razões (desculpe a redundância, aqui é proposital) para ouvir Forfun. E, como já disse um milhão de vezes, eu adoro calor, adoro praia e adoro o clima de verão. E a banda também tem tudo a ver com isso. E, claro, o principal gancho para o post de hoje é porque terá show deles aqui (Caxias do Sul) dia 24 (outubro tem tudo para ser lindo) e já estou me preparando para voltar 10 anos no tempo e agitar como uma adolescente (porque né gente, estou mais para os 30 do que para os 20). Não por coincidência, todas as músicas do post são da mesma fase da Forfun. Vou incorporar os clipes, mas o DVD gravado no Circo Voador está demais e vale muito a pena assistir. Além disso, a banda disponibiliza tudo de graça em seu site e redes sociais. 

O Viajante é minha canção favorita da Forfun. Vocês sabem que eu adoro ficção científica, viagem no espaço e no tempo, enfim, essas coisas. Embora a música fale sobre ser um viajante (na Terra, no caso) é minha trilha sonora para qualquer viagem (até de casa ao trabalho). E se um dia eu viajar pelo espaço (vai saber afinal) ela será minha música tema! ;P



5 trilogias/ séries que preciso concluir


Oi galera, tudo bem?
O vídeo do dia, que era para ser uma TAG, virou uma lista. Contei as trilogias e/ou séries que preciso terminar logo. Todas elas já estão na minha estante há algum tempo e escolhi aquelas que estou ou passei da metade. Espero que gostem. E, claro, conte-me nos comentários quais coleções/ sagas você também precisa concluir.


Caninos Brancos de Jack London








Caninos Brancos
Autor: Jack London
Editora: Penguin Companhia
Edição: 2014
Páginas: 296
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

Parte lobo, parte cão, Caninos Brancos é vendido por seu dono índio ao perverso Beleza Smith. Sofrendo mil tormentos, o animal aprende que para sobreviver é preciso adaptar-se sempre e sempre. Nesta aventura clássica, Jack London mais uma vez traça um empolgante paralelo entre bicho e homem, natureza e civilização.

Desafio de C.J. Redwine







Desafio (#1 Desafio)
Autora: C.J. Redwine
Editora: Novo Conceito
Edição: 2014
Páginas: 368
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adams guarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou. Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la.

Músicas na estante: Pitty


Oi guris e gurias. Tudo bem?
Hoje eu estava com aquela vontade de publicar a coluna sobre música, mas não tinha ideia do que recomendar. Nesses últimos dias não escutei quase nada e, por isso, minha memória estava um pouco (vejam bem, apenas um pouco) adormecida. Enfim... Fui conferir minha lista de reprodução especial de músicas no Youtube, e vi lá um clipe da Pitty. E não é que bateu saudade?! Eu sempre fui muito, muito fã dela (antes que vocês perguntem, minhas tatuagens são parecidas com a dela sim, mas fizemos na mesma época, pelo que lembro das fotos, então foi uma coincidência e não inspiração). Enfim... Nada melhor do que compartilhar com vocês minhas canções favoritas, né?! Vamos lá!

Embora eu adore Máscara, a primeira música da Pitty que lembro do clipe na MTV (sim gente, sou do tempo do TOP 10 e vários programas legais da emissora), viciei mesmo com Admirável Chip Novo (opa referência literária e musical). No geral, gosto muito dos dois primeiros cds, especialmente pelas letras.



Legend de Marie Lu








Legend
A verdade se tornará lenda
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco
Edição: 2012
Páginas: 256
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos. 

Meta de semana: 13 a 19 de setembro


Oi guris e gurias! Como estão neste sábado?
Hoje é dia de Meta da semana e, apesar do último post ter sido há um mês, tenho uma boa explicação: agosto foi ruim, fraco e pouco produtivo no quesito leituras (e na vida também). O único ponto positivo da situação é que não aumentei, ainda mais, a fila de resenhas atrasadas. Ah! E por falar em resenhas atrasadas, espero colocar todas em dia já na próxima semana. Para isso, conto com a visita e os comentários de vocês, certo?!

A primeira semana de setembro também não foi lá essas coisas, mas consegui concluir dois livros nos últimos dias. O primeiro deles foi A menina mais fria de Coldtown da autora Holly Black. O livro me surpreendeu positivamente e cotei com cinco estrelas no Skoob! Para quem está/ estava cansado de livros jovem-adultos de vampiros, vale a tentativa porque a autora trabalha com uma ideia muito diferente. Na minha classificação pessoal, ele é uma fantasia urbana com uma pitadinha de distopia. Post sobre ele em breve por aqui. 

Outra leitura finalizada na semana foi Restos humanos de Elizabeth Haynes. Foi meu primeiro contato com a autora e gostei da leitura. O início do livro é super envolvente, especialmente para quem já gosta do gênero de mistério e investigação. No entanto, na parte final, achei alguns trechos cansativos e o desfecho foi mais pacato do que imaginei. Por conta disso, avaliei com três estrelas no Skoob. Resenha, se tudo correr bem, também na próxima semana.

Fotos: Nine Stecanella/ Estante da Nine