Celtika de Robert Holdstock

15 de fevereiro de 2011




Celtika
O primeiro livro de Merlin
Autor: Robert Holdstock
Editora: Prumo
Edição: 2010
Páginas: 472
Compre no Submarino

SUGESTÃO DE LEITURA
Merlin Codex
Quando Jasão vê a própria mulher matar seus filhos e fugir, Merlin, o jovem e aventureiro mago, está presente. Impotente com relação à magia, não consegue impedir a desgraça do amigo. Anos mais tarde, Merlin acredita que a alma de seu amigo está presa no fundo de um lago junto a um navio, o famoso Argo, onde muitas pessoas escutam gritos de desespero. Então, resolve usar a magia para resgatar o homem e o navio da desgraça eterna. Depois de uma visão reveladora, Merlin descobre que Thesokorus e Kinos, os filhos de Jasão, não foram mortos e que tudo não passou de uma grande encenação da feiticeira Medeia. Recrutando homens de diversos clãs pelo caminho para ajudar a conduzir Argo, os famosos argonautas e os dois amigos vão em busca dessas crianças, hoje já crescidas.

Provavelmete essa será uma das resenhas mais complicadas de escrever e nem assim é possível passar os tantos detalhes do livro. Leitura que demorei mais de 15 dias pra terminar. Uma parte pela complexidade do livro. E trabalhando três turnos, tudo fica mais complicado.

O livro tem origem e referências em outras duas obras, Medeia e Os Argonautas. Como ainda não li nenhum desses livros não posso comentar até que ponto a obra de Holdstock é influenciada por eles. Acredito que muito, já que são mitos antigos e que têm tramas bem construídas, por isso Celtika se tornou um dos meus livros preferidos.

O protagonista é conhecido como Merlin, mas já teve outros nomes no passado. Como uma história de fantasia, dá para imaginar que mágica e guerra são seus componentes básicos. A jornada de Merlin é motivada por uma grande amizade, afim de desfazer um grande engano do passado, porém, no fim desse primeiro livro de Merlin, tudo ganha novas proporções e uma grande reviravolta acontece.

O livro é intenso principalmente porque tem muitos personagens e descreve muito bem cada lugar. Da mesma maneira os personagens, que são compostos das mais diversas etnias. É uma história de ficção, mas não é impossível de imaginar que isso foi vivido 800 anos atrás.

Como falei, é extremamente difícil descrever, comentar ou resenhar esse livro, mas aconselho a todos que gostam de fantasia ler. E aqueles que ainda não deram uma oportunidade ao estilo, faça agora com Celtika.

Beijos!


*Livro recebido da editora Prumo, parceira do Estante da Nine
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino; 
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine