Misery de Stephen King

17 de janeiro de 2017



Misery
Louca obesessão
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Edição: 2014
Páginas: 326
Skoob | Goodreads
Compre na AmazonSubmarino

LEIA TAMBÉM
Escuridão total sem estrelas de Stephen King
Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

Misery, sem dúvida, foi uma surpresa e tanto. Meu segundo contato com Stephen King, o primeiro romance e última leitura de 2016, o livro narra o conturbado cativeiro do escritor Paul Sheldon, que após sofrer um acidente na estrada congelada é resgatado por sua fã número 1: Annie Wilkes. Acontece que essa coincidência na verdade será extremamente negativa para o protagonista e o leitor acompanha a verdadeira provação que ele terá de enfrentar por muitos meses.

A leitura tem muitos pontos positivos que para não entregar demais do enredo e estragar as surpresas eu separei quatro temas principais que me chamaram a atenção e me fizeram gostar tanto da história de Stephen King. Um dos pontos altos da história é o debate psicológico, especialmente sobre a personalidade de Annie, mas também do que a dominação dela é capaz de fazer com Paul Sheldon. 

O cenário único também merece destaque. Stephen King cria mecanismos para manter o leitor atento a tudo que acontece e aos pequenos detalhes, desta forma, apesar dos poucos momentos de ação, as cenas em que eles acontecem são extremamente tensas e conturbadas, revelando nuances de coragem e medo que eu outras situações não se mostram tão presentes como na luta pela vida (ou pelo que resta dela). Para saber mais sobre minha opinião de Misery confira abaixo!


Beijos!
*Livro recebido da editora Suma de Letras
**Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine