Replay de Henri B. Neto & Soterrados de Vanessa Bosso

19 de maio de 2013

Oi gente, tudo bem? Eu já comentei por aí (curta a página do Estante da Nine e siga no Twitter @estantedanine) que eu ainda não tive aquela vontade de investir em um e-Reader. Eu sei que é uma tendência, especialmente para alguém que mantém uma página sobre livros, mas estou evitando acumular mais e mais leituras. 

Contudo, desde que baixei o aplicativo do Kindle para computador, estou fazendo algumas experiências com e-books e o resultado é muito animador. Pelo menos uma vez por semana eu visito o site da Amazon para conferir os livros disponíveis para baixar gratuitamente. Em um desses dias baixei Replay do querido Henri B. Neto (eu vivo falando dele nos meus vídeos) e um tempo depois encontrei Soterrados da incrível Vanessa Bosso (sim, eu sou fangirl da autora). 

Os dois livros são curtos (100 e 50 páginas respectivamente) e li ambos neste sábado (18 de maio). Não lembro de ter montado outro post sobre e-books, por isso o formato é diferente. Espero que vocês gostem, comentem e deixem sugestões de outros assuntos ou formatos para escrever ou gravar aqui para o Estante da Nine

Replay de Henri B. Neto conta a história de dois adolescentes que se conheceram quando o garoto se mudou para o prédio em frente ao da garota, tiveram um rápido relacionamento e depois de uma situação constrangedora, se separam para sempre. É interessante perceber como Henri criou uma história realista. Mesmo não tendo passado por uma situação como a dos protagonistas, eu super imagino acontecendo na vida real. 

Os personagens estudam na mesma escola e por algum motivo Gabriel não concluiu o ensino médio (ele é dois anos mais velho que ela). E adivinhem quem o professor escolhe para ser tutora do guri... Sim, Cecília, que praticamente morre de raiva, mas como gosta muito do educador, resolve superar seu ódio pelo garoto e fazer o que for possível para ajuda-lo. 

Lógico que Gabriel tem segundas intenções e minha primeira reação em relação ao personagem foi a mesma de Cecília: raiva. Mas com o decorrer da narrativa, o garoto tem um crescimento interessante e mostra que realmente está arrependido pelo erro que cometeu alguns anos atrás. Cecília passa por maus momentos assim que os dois precisam conviver novamente, mas também amadurece e deixa sua opinião radical de lado com o passar das páginas. 

O livro tem dramas adolescentes, alguns sérios, romance e humor. Também fala sobre amizade e escolhas. E apesar das poucas páginas, Henri consegue contar uma história completa, com todos os elementos importantes. Leitura mais do que indicada. 


Soterrados da autora Vanessa Bosso é uma história com personagens adultos. Eu já escrevi por aqui, nas resenhas de outros livros da autora, como sou sua fã. Além de construir ótimos personagens e enredos consistentes, Vanessa Bosso trata dos temas que mais gosto. Então, sempre que vejo um livro novo procuro para ler. 

Soterrados conta a história de Theo e Alya. Ambos são arqueólogos e estão trabalhando em uma escavação no México. A história começa quando a jovem volta ao local da pesquisa para fazer com que o seu colega e líder do grupo volte para a superfície e salve sua vida, já que o local está comprometido. Porém, algo dá errado e ambos ficam presos vários metros abaixo da superfície. 

Apenas com 50 páginas a história me conquistou. Na verdade, eu fiquei imaginando que poderia ser o final de um livro com os mesmos personagens e que tudo começou quando eles embarcaram para o México. Vanessa escolheu muito bem o cenário para desenvolver sua ideia: uma situação limite onde dois personagens que não convivem bem juntos precisam ignorar as diferenças para sobreviver. 

Ao longo do tempo (o e-book conta o que acontece nas seis horas seguintes ao soterramento), vamos descobrindo que os arqueólogos têm mais diferenças no que suas posições na expedição e que precisam lidar com momentos de raiva extrema e delicadeza fora do comum. E sim, eu fiquei com uma sensação de pânico intensa ao imaginar toda a terra ao redor deles (se fosse comigo, eu teria chorado de terror até perder os sentidos). 

E o final foi lindo duplamente. O primeiro motivo é como Theo e Alya enfrentam a situação e deixam para trás algo que poderia significar o sucesso mundial. O segundo é a revelação que tiveram ao final da jornada. Eu prefiro não comentar sobre o que é para não dar spoilers, mas tem relação com um outro tema que gosto muito e geralmente comento nos posts de séries de tv. 

Leitura mais do que indicada (como todos os outros livros da Vanessa Bosso que já li). E fica meu apelo público para que a autora escreva o começo da história entre Theo e Alya (ou até mesmo uma versão do que acontece depois de Soterrados). Gostei tanto dos personagens que quero encontra-los novamente. 


Beijos!