Starters de Lissa Price

10 de setembro de 2012



Starters
#1 Starters
Sobreviver é apenas o começo
Autora: Lissa Price
Editora: Novo Conceito
Edição: 2012
Páginas: 368
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...

Ok! Eu realmente não sei por onde começar essa resenha. Quando li o conto de início da série, disponibilizado gratuitamente pela Novo Conceito, fiquei empolgada. A narrativa bem escrita e fluída com uma proposta interessante de enredo fizeram minhas expectativas ultrapassar as nuvens. Mas isso começou a mudar quando os primeiros comentários sobre o livro surgiram na blogosfera. Resolvi começar a leitura de uma forma tranquila para evitar a decepção. Entre prós e contras Starters fica entre o regular/ bom. Para expressar minhas ideias sobre a publicação de uma forma mais clara, separei esse post por tópicos.

Os contras
A autora Lissa Price peca em um ponto que se repete por vários momentos no livro: ela não explica a história para o leitor. Não sabemos quase nada sobre a guerra que desabrigou os jovens e a personagem principal, mas concluímos que foram usadas armas químicas pela proposta do livro e pela grande massa de humanos mortos. Ela não apresenta o cenário. Descreve por onde Callie transita mas não dá a visão geral da cidade. Existe uma parte abandonada e outra habitada, ok. E o resto? Não sabemos o ano exato em que a história se passa, mas entendemos que é no futuro. Os idosos chegam a idades avançadas, como 150 anos, graças a medicina e a tecnologia, mas a autora também não explica como isso é possível. Por tudo, tenha em mente que o foco do livro é na jornada de Callie, a personagem principal, assim você estará mais preparado para encarar o universo da história sem a contextualização total. 

Os prós
A narrativa é bem escrita e a leitura fluí. As 368 páginas podem ser lidas em poucas horas. Apesar da falta de contextualização, o livro é envolvente e prende o leitor pela curiosidade. Do meu ponto de vista, Starters é mais ficção científica do que distopia, mas isso pode variar de leitor para leitor. A personagem principal, Callie, é forte, esperta e determinada. Sua personalidade compensa os momentos de impulso. O romance sutil também foi um acerto. A ênfase do livro fica mais na parte da investigação (quando o neurochip de Callie dá problema) do que "amor". Até porque faz um ano que a personagem principal, seu irmão e o amigo Michael vivem como desabrigados, então é lógico que os impulsos amorosos não sejam uma prioridade. O livro dá reviravoltas interessantes e o final, sem dúvida, é o ponto alto desse primeiro volume. 

Jogos Vorazes e Starters
Logo na capa há uma menção que relaciona um livro ao outro. Não gosto deste tipo de citação. Acho mais importante destacar um ponto interessante do livro do que comprar um com o outro. Mas o fato é que Starters tem referências explícitas a Jogos Vorazes. Por exemplo: toda determinação de Callie em alugar seu corpo é para receber o dinheiro e salvar o irmão que tem uma doença grave; tudo que a personagem aprendeu para se defender foi com seu pai; em um determinado momento do livro Callie passa por uma avaliação no banco de corpos e surpreende a todos na pista de tiro com uma mira perfeita (a cena é praticamente igual a de Katniss em Jogos Vorazes a diferença é que Callie usa uma arma); existe o amigo e aquele ar de romance onde nenhum dos dois confessa... Enfim, citar mais exemplos seria estragar a surpresa do livro. Se você tem intenção de ler Starters e já leu Jogos Vorazes, vai fazer essas e outras conexões.

Edição
A Novo Conceito manteve a capa original e sem dúvida ela é linda e chamativa. A diagramação, como sempre, é outro ponto positivo da editora: sem grandes detalhes mas com uma boa fonte e entrelinha. O ponto negativo da edição foi a revisão, que deixou passar alguns errinhos - especialmente a falta de palavras. Mas nada que comprometesse a leitura. Um ponto para rever na próxima edição.

Beijos!
*Livro recebido da editora Novo Conceito
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine