Antes tarde que mais tarde de Liana Cupini

2 de março de 2012





Antes tarde que mais tarde
Autora: Liana Cupini
Editora: edição do autor
Edição: 2011
Páginas: 2014
| SKOOB |
Depois de completar trinta anos, tudo acontece de uma vez na vida de Karla Kristina! Uma avalanche de novidades que antes pareciam impossíveis! Uma repaginada completa, novos amigos, novos amores, reconciliação, reviravolta no trabalho, viagens... Não há limites para ser feliz, sonhar e se divertir, nesta deliciosa comédia romântica assinada por minha grande amiga Liana Cupini.

Chick-lit sempre foi um estilo literário um tanto desconhecido para mim. Verdade que assisti muitos e muitos filmes baseados em livros do gênero. Mas, de certa forma, minha impressão sempre foi de que as autoras americanas usavam eternamente o mesmo enredo mudando apenas os personagens. Decidi, então, conhecer um livro nacional e não me arrenpendi. Verdade seja dita que o enredo criado por Liana Cupini se aproxima muito de outros chick-lits por aí, mas Karla Kristina é um personagem incrível.

Crise dos 30 anos. Karla passa por um momento nebuloso de sua vida. Um emprego que detesta e paga pouco, preocupação quase zero com a aparência, desilusão no amor sem perspectiva de mehora e uma saúde preocupante.  Parece que tudo está perdido mas, pelo menos o bom humor (ou seria o humor sádico?) está lá.

É provável que você conheça uma Karla da vida real. E acredito que o objetivo da autora foi discutir até que ponto nossos conselhos ajudam ou não uma pessoa que está passando por momentos instáveis. O primeiro obstáculo para Karla é a irmã com a "vida perfeita". Comparação, que começa pela própria mãe e se agrava nos pensamentos da personagem. 

Aparentemente, Karla está longe dos "padrões" das mulheres de 30 anos e por isso não sabe se continua na mesma ou se muda completamente. Então, não conseguindo se decidir, outros decidem por ela... E aí começa um dos momentos mais engraçados do livro. Tipo, psicologia reversa. 

Confusão, vergonha, indecisão e amargura é uma mistura explosiva de sentimentos que Liana Cupini aborda através de sua personagem. E medo... de se apaixonar e se magoar novamente. Outro ponto positivo é a proximidade de Karla Kristina com mulheres reais. Diferente das personagens americanas que, em sua maioria, centram sua vida em dinheiro, bens materias e homens perfeitos (pelo que já vi até agora), a personagem de Antes tarde que mais tarde leva um vida simples, em um apartamento pequeno, trabalhando de telemarketing e fazendo milagre com o salário. Muito mais real ao público brasileiro, me parece.

Como já disse, não sou fã do estilo porque não conheço muito sobre ele. Existem muitos blogs que resenham ótimos livros de chick-lit e certamente podem indicar boas leituras do gênero. O fato é que me envolvi muito com a história de Liana Cupini e indico a todos que gostam de um bom romance, com pitadas de humor e drama.


PARA VER E OUVIR
*booktrailer de Antes tarde que mais tarde



Beijos!