Indomada de P.C. Cast e Kristin Cast

19 de novembro de 2010



A vida se complica quando seus amigos estão furiosos com você. Basta perguntar a Zoey. Ela se tornou uma especialista no assunto. Mas mesmo rejeitada, ela não os culpa, sabe que é apenas uma conseqüência de seus próprios atos. Neste quarto livro da série HOUSE OF NIGHT, Aphrodite tem novas visões sangrentas, que incluem uma grande guerra entre vampiros e humanos, liderada por Neferet, e a morte de Zoey. As mudanças ocorrem tão rápido que parece que toda a lógica desapareceu do mundo. Lealdades são testadas, intenções verdadeiras e chocantes vêm à luz, e um antigo mal desperta. Zoey sente que deve mudar o curso das coisas, mas ninguém parece ouvi-la.

ATENÇÃO! ESSA RESENHA CONTÉM MUITOS SPOILERS!

Cheguei ao quarto livro da série House of Night e foi uma ótima ideia continuar lendo. Mas antes de falar do livro, vou fazer algumas considerações.

1 – Essa é uma das séries que gera muita controvérsia. O primeiro e segundo livros [Marcada e Traída] não foram bons. Eram repetitivos e chatos e também achei pessimamente escritos. Não sei se quem leu inglês teve a mesma impressão;

2 – Mas se era chato porque tu continuou lendo Nine? Simples, quando comprei esses livros, comprei os três primeiros juntos, logo, quando terminei de ler Traída, já tinha o Escolhida, e como eu já tinha na coleção resolvi ler. E foi aí que as coisas mudaram; 

3 – Realmente Indomada não parece escrito pelas mesmas autoras, mas... 

4 – Eu não recomendo essa série para quem nunca leu nenhum dos livros por dois motivos: 1º porque serão 13 livros [se não me engano]. Não quero carregar o peso de indicar uma série tão grande correndo o risco de 80% das pessoas não gostarem. 2º porque ela não é incrível. Na minha opinião é boa. E só. 

Pois bem! Depois de deixar seus amigos furiosos, Zoey tenta de todas as maneiras provar que tudo foi para o bem deles. E mais, Aphrodite se torna sua única amiga nesses primeiros momentos de Indomada. Uma mudança e tanto, já que as duas eram inimigas quando Zoey chegou na Morada da Noite e tomou todas as atenções.

Depois de algumas folhas, Zoey enfim explica parte da confusão aos amigos e tudo volta ao normal. Só que claro, por um motivo grave: a visão de Aphrodite que mostra duas “versões” da morte de Zoey e o verdadeiro apocalipse entre vampiros e humanos. Mas é azarada. Desde que ela entrou na Morada da Noite só se meteu em confusão. Para amenizar a situação, uma visita inesperada chega na escola para evitar que Neferet inicie sua guerra contra os humanos. Depois de muita cena, a grande sacerdotisa consegue concluir seu plano, despertar um grande e poderoso mal. 

Aí, mais uma vez, começa o heroísmo de Zoey. Sim, ela salva e protege os amigos, consegue fugir da Morada da Noite graças ao seu círculo com os cinco elementos e vai para as passagens subterrâneas onde Stevie Ray morava com os “novatos vermelhos”. E aí a coisa toda só vai continuar em Caçada, que espero começar a ler semana que vem!

Não citei acima porque quis deixar para o final, mas é claro que Zoey, com os hormônios mais acelerados que carro de Fórmula 1, está mais uma vez toda encrencada com aquele monte de meninos. O ex-namorado humano. Eric Night que volta para a escola como professor. E um novo aluno, arqueiro, que nem bem chegou já foi morto por Neferet como parte do plano para despertar Kaloma!

Quem começou a ler House of Night e parou, continuar vai garantir algumas surpresas. Quem ainda não leu, reserve um tempinho, aproveite as promoções dos primeiros livros da série, porque a cada novo volume, a história ganha mais aventura, mistério e magia.

Beijos!