A balconista de Steve Martin

10 de novembro de 2010








Neste romance, Steve Martin mostra uma nova faceta de sua personalidade: um homem sério, sensível e inteligente, dotado de um humor fino, que não perde nem nas ocasiões mais delicadas. A balconista, sucesso de público e crítica nos EUA, é a história pungente de Mirabelle - uma bela mulher de 28 anos - e de seus sonhos, desejos e romances nas ruas de Los Angeles.

Nunca fui muito boa com a definição de um livro, mas esse é engraçado, sensível e dramático. Isso mesmo! Pode ser difícil imaginar uma história com sentimentos tão diferentes, mas a vida de Mirabelle circula por altos e baixos, como nós. É uma história muito, muito real.

Ela trabalha no departamento de luvas de uma grande loja. Mas sua paixão é o desenho. Esse é o primeiro conflito que o livro trás. Mirabelle tem sim ambição, mas como precisa pagar suas contas, continua atrás de seu balcão, passando dias e mais dias, entediada, olhando pras meninas dos outros departamentos, sempre com muitos clientes, e com uma pontinha de inveja.

Mirabelle também não tem muita sorte no amor. E esse é o principal tema do livro. Seu relacionamento com um homem mais velho não termina como ela [e nós] imaginamos. E quando chega o momento mais dramático, ela toma sua decisão. Que não é fácil, mas é a mudança.

Ela também sofre de depressão, e um dos momentos mais delicados é quando os remédios param de fazer efeito, e tudo a sua volta perde o sentido. Embora pareça uma história triste, Steve Martin soube como colocar muito humor nela. E ao longo de todo livro é essa confusão de sentimentos. Choro e riso! 

No final, Mirabelle não encontra um grande amor, mas começa a dar um rumo na sua vida, o mais próximo daquilo que ela gostaria que fosse. E essa é a mensagem do livro: nada é fácil, sentimos amor e ódio ao mesmo tempo e precisamos escolher, caso contrário, uma decepção maior será somente nossa responsabilidade. 

Para entender melhor, vai uma mostra!

Na verdade, nessas festas, o poder permanece nas mãos de mulheres espiritualmente neuróticas, que atraem exatamente os homens que têm necessidade de domá-las. Mirabelle atrai outro tipo de homens, os mais tímidos e reticentes. Olham para ela por um longo tempo antes de se aproximar. Quando encontram alguma coisa nela que desejam, trata-se simplesmente de algo que está dentro dela.

Minha próxima resenha será sobre o filme baseado no livro.

Beijos!

13 comentários

  1. Nossa, esse livro parece ser ótimo. Gostei muito. ótima resenha flor.

    ResponderExcluir
  2. Acho que já vi o filme e não gostei muito. Os livro são sempre melhores. Confesso que não conhecia este, mas fiquei interessada em ler.
    ;)
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Vi o filme e não gostei, mas o livro deve ser mais interessante... normalmente é o que acontece né?

    ResponderExcluir
  4. Este não é o livro que deu origem ao filme Garota da Vitrine com a Clare Danes e o Stivie Martin??? Gostei muito da resenha e adorei seus comentários!!

    Fiquei muito intrigada e com vontade de ler o livro, o filme eu não achei lá estas coisas...heheheheehh

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece mesmo bom, e ainda gostei da capa =)

    Beijos!
    ^.^

    ResponderExcluir
  6. Eu só vi o filme, mas quando nos mudarmos pro nosso Ap novo, eu vou ler esse livro, a Janine leu uns pedaços pra mim, aqui em casa, e eu achei massa!!

    O blog tá DEMAIS amor!!!

    ResponderExcluir
  7. Eu não conheço o filme, mas gostei muito da sua resenha sobre o livro e fiquei tentada a comprar.
    Gosto de histórias assim dramáticas e ao mesmo tempo engraçadas.

    Vai pra lista!

    BeijO*

    ResponderExcluir
  8. Eu amo esse filme. É tão lindo!!! Amo a Claire Danes. Estava super curiosa sobre o livro, deve ser mesmo mto bom, mas não esperava a personagem ter esse tipo de problemas.
    está na lista pro natal.
    bjo

    ResponderExcluir
  9. Que isso!!! Sua definição foi muito boa. Acredito que seus leitores, de modo geral, adoraram...

    ResponderExcluir
  10. Eu tô namorando esse livro !! rsrsrs

    Adorei a resenha =D

    ResponderExcluir
  11. Pausa número um, não sabia nem onde eu comentava, no post do filme ou no post do livro, porque estava em pura empolgação com os dois. Pausa número dois, Steven Martin escreve.

    Agora tenho um problema, quero ler e estou pobre HUASHAUSHUAUSAU parece ser incrível, adoro coisas dramáticas mas que de alguma forma tem um lado cômico.

    Vi o teu comentário sobre o Desventuras em série no meu blog e deixa eu dizer que também acho os livros muito caros e destacar que são caros E pequenos. Só consegui os dois primeiros pq fiz troca no skoob HAHAHAHA

    Adorei o post,
    Peace and light
    Eliza

    ResponderExcluir
  12. Parece ser bom mesmo! Valeu pela dica!

    ResponderExcluir

Olá! Deixe sua opinião. ;)