Isolamento social, curso EAD e poucas leituras!

31 de março de 2020

As minhas metas para 2020 não eram ambiciosas, mas extremamente importantes para me ajudar de vez a mudar certo hábitos e adquirir uma rotina saudável (nos últimos anos eu percebi que preciso de rotina, caso contrário meu dia não rende, me autossaboto). Meio dia de 31 de março e, além da saudade de escrever no blog, sento para falar o óbvio: um mês muda TUDO!

Quando o março começou meus dois objetivos principais eram estabelecer um horário do dia para meus estudos, curso Gestão do Agronegócio na modalidade Ensino à Distância (EAD) na Universidade de Caxias do Sul (UCS), onde também me formei em jornalismo; e ler mais - afinal minha média foi ótima em janeiro, mas fevereiro teve uma rotina intensa de trabalho e deixei os livros de lado. Lógico que com corona vírus e isolamento social março não foi o mês da virada como eu tanto queria.


Literalmente o mundo foi obrigado a desacelerar para conter a pandemia do corona vírus e registrar esse fato no blog também é um dos motivos para escrever hoje. Por aqui a ansiedade chega forte em alguns dias, mas em outros tento me manter ativa para ocupar o tempo e dar uma boa organizada na casa. Estou separando livros da estante para trocar e doar, a mesma coisa para as roupas pessoais e do acervo do meu brechó, o Garimpos da Nine, e daqui a pouco chego no banheiro e na cozinha para uma boa limpa (do lado daí também rolou faxina?). O espião que saio do frio de John Le Carré é o livro que ficou o mês todo na minha cabeceira e começa abril comigo.

Março começou promissor, mas seguiu um caminho sem controle, por isso a meta de abril é manter uma rotina básica pela manhã como tomar café, estudar e ler, além de alguns minutos para a organização da casa. O trabalho, com muitos setores parado, não sei ao certo como vai ficar. Por aqui torço para que as coisas aconteçam da melhor forma possível, é óbvio que é preciso adotar novos hábitos e mudar o estilo de vida. A lição chegou da pior maneira. Sempre que possível, e com muitas ideias na cabeça, vou aparecer no Estante da Nine para conversarmos. Longos períodos de distanciamento fazem parte, afinal. Como estão as coisas do lado daí?

Beijos!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá! Deixe sua opinião. ;)