Leituras de junho (2017) - Thomas Mann, Aluísio Azevedo e Florbela Espanca!

12 de julho de 2017

Junho foi o mês com mais dias sem leitura até aqui em 2017, mas apesar disso o saldo geral não foi ruim. Li muito no Kindle, algo que não acontecia há algum tempo e terminei alguns livros físicos também. O mês começou com Morte em Veneza de Thomas Mann, meu primeiro contato com o autor, e história que trata da obsessão de um escritor já na parte final da vida durante suas férias em Veneza. Ao mesmo tempo que acompanha o presente, o leitor é apresentado a vida e passado do protagonista, e como a solidão o privou de muitas experiências. Adorei Morte em Veneza e já penso em encarar A montanha mágica.

Também da coleção Saraiva de Bolso, Poemas e cartas a um jovem poeta de Rainer Maria Rilke foi minha segunda leitura de junho. Não me identifiquei com os poemas, mas gostei muito das cartas. Para quem gosta de escrever ou é escritor, é uma ótima dica. Ele tem uma visão solitária sobre a profissão, então é interessante observar como ele cita isso e o porquê ao longo das correspondências. Gostei da leitura e recomendo. 

O esqueleto de Aluísio Azevedo foi minha volta para o Kindle e adorei a história que traz como um dos personagens principais o príncipe regente do Brasil e fala sobre poder, ganância e tragédias familiares e amorosas. Lá no meu Instagram comentei mais sobre a leitura, então é sempre legal ficar de olho lá porque aparece conteúdo curto que não publico no blog. 



O mandarim de Eça de Queirós foi o segundo ebook do mês e essa história de realismo fantástico vale muito a pena. Um jovem português tem o desejo de acender de classe social e após ler um livro muito esquisito, e ser influenciado por uma figura extremamente simbólica, resolve tocar a sineta e falar a combinação de palavras para herdar uma herança de um mandarim. Acontece que junto com o dinheiro, chega também o fantasma do morto e o protagonista vai se ver em péssima situação depois do ato ambicioso. Leitura recomenda, sem dúvida.

A rainha da primavera de Karen Soarele foi minha leitura de fantasia do mês e meu segundo contato com o universo de Myríade. Adorei a experiência principalmente porque essa história se passa muito tempo antes de Línguas de fogo, o livro 1 da trilogia As Crônicas de Myríade, e senti muita firmeza no universo que a autora criou, toda mitologia e como os livros se conectam. Para quem gosta de aventuras infanto juvenis fica a dica.

Livro de máguas de Florbela Espanca foi meu reencontro com a autora e que experiência incrível mesmo novata no mundo da poesia. Todos os poemas tem aquele tom melancólico que eu tanto adoro e me identifico e quero ler muito mais da autora. O mês fechou com Tubarão de Peter Benchley, história que teve altos e baixos, e no geral gostei muito. Em breve vai rolar opinião no blog sobre o livro e o filme dirigido por Steven Spilberg. O que vocês leram em junho?

Assista ao vídeo com as leituras de junho

LIVROS
Morte em Veneza de Thomas Mann (compre na Amazon)
Poemas e cartas a um jovem poeta de Rainer Maria Rilke (compre na Amazon)
O esqueleto de Aluísio Azevedo (baixe na Amazon
O mandarim de Eça de Queiros (baixe na Amazon)
A rainha da primavera de Karen Soarele (compre na Amazon
Livro de máguas de Florbela Espanca (baixe na Amazon
Tubarão de Peter Benchley (compre na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners do Submarino e Amazon;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine