Jardim encantado: livro de colorir antiestresse de Sophie Leblanc

13 de abril de 2015





Jardim encantado: livro de colorir antiestresse
Ilustradora: Sophie Leblanc
Tradutora: Célia Regina Rodrigues de Lima
Editora: Alaúde
Edição: 2015
Páginas: 128
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Livros de colorir para adultos são a mais nova tendência para acabar com o estresse do dia a dia. Um lápis de cor, um giz de cera ou uma canetinha é tudo o que você precisa para soltar a sua imaginação e relaxar, deixando de lado, nem que seja por alguns minutos, quaisquer problemas que estejam rondando a sua cabeça. Este volume da série Arteterapia apresenta diversos universos e paisagens naturais para você reinventar conforme sua criatividade.

Hoje vou compartilhar o primeiro post de uma série que pretendo continuar no Estante da Nine ao longo de 2015 sobre o livro de arteterapia Jardim encantado, ilustrado por Sophie Leblanc e publicado no Brasil pela editora Alaúde. É a primeira vez que tenho contato com um livro do tipo (depois de adulta, claro), e se você acompanha as novidades literárias e blogs/ canais sobre livros já deve ter percebido que o segmento de publicações (títulos) de colorir para adultos está em alta no mercado editorial brasileiro (assim como os livros interativos).

Vou compartilhar com vocês minhas primeiras impressões e atividades no livro Jardim encantado e, com o passar do tempo, espero preencher todas as ilustrações. O objetivo de criar uma série de posts é identificar os vários momentos diferentes em que dediquei um tempo para colorir e, ao final, como eu "analiso" a experiência. Afinal, a proposta de Jardim encantado é combater o estresse e aliviar as tensões da rotina do dia a dia.



Vou confessar que quando recebi Jardim encantado da Alaúde, além de ter ficado chocada com a lindeza, fiquei surpresa com a riqueza de detalhes das ilustrações. Na hora pensei: "Gente, não vou ter paciência pra pintar tudo isso não". E bom né Nine, não é um livro de colorir para crianças, então... Adotei o lema "devagar e sempre".


A primeira vez que peguei Jardim encantado para colorir foi no sábado, dia 10. A ideia era, na verdade, escolher as minhas ilustrações favoritas para só depois, em outro dia, pintar. Mas aproveitei que não estava ocupada ou fazendo algo especial para tentar e é um tantinho viciante, sabe?! Apesar de não ter completado uma página, escolhi figuras variadas e tive muitas ideias para combinações e cartela de cores. 




Meu primeiro contato com Jardim encantado foi extremamente positivo porque realmente foquei em pintar e pensar na combinação de cores e se faria algo básico ou totalmente fora do padrão. Além de relaxar, estimula a criatividade e ocupa o tempo que é uma beleza. Foram, mais ou menos, duas horas para colorir as imagens acima e isso sem perceber. Achei realmente envolvente.

Se você, assim como eu, tinha dúvidas sobre a parte do antiestresse e arteterapia leia de uma pessoa das mais céticas que realmente funciona. Eu sempre gostei de colorir apesar de não ser lá muito criativa. Sem dúvida Jardim encantado me estimulou a conhecer outros livros do segmento e também a pintar tantas outras páginas. Assim que der continuidade nas pinturas eu volto para atualizar vocês!!! Gostaram do post de hoje? Vocês já tiveram contato com algum livro de colorir para adultos? Como foi a experiência?

Beijos!
Fotos: Nine Stecanella
*Livro recebido da editora Alaúde,
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine