Um homem de sorte de Nicholas Sparks

24 de maio de 2012



Um homem de sorte
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Edição: 2011
Páginas: 349
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

SUGESTÕES DE LEITURA
Nicholas Sparks
"Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fm de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.

Primeiro de tudo: preciso explicar minha birra com Nicholas Sparks. Enquanto o autor entrava para a lista dos mais vendidos no Brasil, eu lia livros de crônica e fantasia. Na época não tinha nenhum interesse em conhecer seus romances. Minhas palavras: "Não estou no clima para ler histórias de amor". 

Até que finalmente me rendi ao autor e li Diário de uma paixão. E realmente gostei. Não é por acaso que depois de quatro livros lidos, o primeiro que conheci, ainda é meu prefiro. Minha birra começou a partir do segundo livro, quando percebi que a fórmula se repetia. A estrutura do romance, as características dos personagens e a composição das famílias são tão parecidas que fica impossível não fazer comparações.

Apesar disso, Um homem de sorte superou as expectativas. Logan é um fuzileiro naval e encontra uma fotografia, totalmente ao acaso, no deserto do Kuwait. Depois de deixar por alguns dia no mural de seu batalhão, descobre que nenhum soldado é dono da imagem. A partir de então, a fotografia o acompanha (no Oriente Médio ou nos Estados Unidos).

Conhecemos o que Logan viveu na guerra através de seus pensamentos e conversas com outros personagens. Apesar do autor não detalhar os acontecimento, é possível perceber como é desgastante viver em um ambiente onde a qualquer momento uma bomba pode explodir na sua cabeça.

A busca de Logan pela mulher da fotografia só acontece depois de um acidente trágico vitimar seu amigo de batalhão durante uma pescaria, já nos Estados Unidos. A foto da indícios da cidade e estado, o ex-fuzileiro faz uma rápida pesquisa e parte em busca da desconhecida. Mas tudo isso tem um motivo. Como o amigo de Logan costumava lembrá-lo: a fotografia foi um amuleto para o ex-soldado que mesmo passando por muitos momentos de perigo, voltou para casa inteiro.

A partir de então o livro começa seu desenrolar natural. O texto excelente de Nicholas Sparks dispensa comentários. Você lê página atrás de página sempre com a curiosidade de saber o que os personagens vão enfrentar no capítulo seguinte: romance ou drama? A narrativa é dividida entre três personagens: Logan, Elizabeth (ou Beth), a mulher da fotografia e Clayton, o ex-marido de Beth. Isso dá uma dinâmica ainda maior ao livro, um dos mais extensos do autor. 

Um dos pontos que mais gostei em Um homem de sorte foi a maturidade dos personagens, todos na casa dos 30 anos. Isso não impede que por momentos ao longo do livro eles tomem decisões precipitadas, mas nada exagerado. O enredo principal gira em torno da descoberta, não exatamente do romance e do amor. Mas lembre-se: estamos falando de Nicholas Sparks e é claro que há uma dose forte de sentimentos pulando das páginas.

Sem dúvida Um homem de sorte deve ser lido por todos os leitores apaixonados por romance. O meu conselho sobre Nicholas Sparks é: leia os livros do autor com um intervalo considerável de tempo, para que uma história não se misture com a outra.

A edição da Novo Conceito está ótima. Não encontrei erros de português ou concordância. As páginas amarelas em combinação com a diagramação dão uma ótima fluência ao texto. A capa original apresenta dois momentos significativos do livro, mas a editora já lançou uma nova versão com o pôster do filme. A produção baseada no livro chegou ao Brasil no último dia 04 de maio e confesso, não gostei do que vi pelo trailer. Mas pretendo assistir e depois dividir com todos vocês o que achei.

PARA VER O OUVIR
*O trailer do filme baseado na obra de Nicholas Sparks


PROMOÇÃO UM HOMEM DE SORTE

REGRAS:
  • Seguir o blog publicamente pelo GFC (Google, Yahoo ou Twitter);
  • Fazer a inscrição no canal do blog no Youtube (conta Google ou conta Youtube);
  • Deixar um comentários neste post. Atenção: é fundamental que seja um comentário construtivo sobre a resenha, o livro ou até mesmo o filme junto com seu nome completo e e-mail. 

Cada participante terá direito a uma entrada. O número do sorteio será correspondente ao número do seu comentário. Como é uma promoção diferente, que visa impulsionar as visualizações no canal, a promoção ficará no ar um tempo maior que o normal, até o dia 1º de julho. O vencedor receberá o kit com: o livro, um marcador de página, uma caixa personalizada de Um homem de sorte e imãs com citações do livro. Caso você tenha dúvidas, escreva para janinestecanella@gmail.com. 

Beijos!

*Livro recebido da editora Novo Conceito, parceira do Estante da Nine
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine