Rebecca de Daphne Du Maurier

11 de agosto de 2021


Rebecca
Autora: Daphne Du Maurier
Tradutora: Lígia Junqueira Caiuby
Editora: Abril Coleções
Edição: 1981
Páginas: 396
Skoob | Goodreads
Compre no Estante Virtual


LEIA TAMBÉM
Marnie de Winston Graham

Quando a neblina se eleva do mar e invade os parques e terraços da mansão de Manderley, ela parece ressuscitar. Seu espírito se esconde no intenso perfume das azléias, no sanguíneo colorido dos rododentros, atravessa as paredes da mansão, enquanto a brisa que vem da praia sussurra insistentemente: Rebecca, Rebecca...Um romance comovente, que empolga pela atmosfera de expectativa brilhantemente engendrada.

Já faz um bom tempo que conclui Rebecca e comentei sobre ele no canal (já é inscrito?), e chegou a hora de registrar essa experiência de leitura no blog. Aliás, espero que dessa vez eu mantenha minha meta de atualizações, mas isso é assunto para outro texto. Entre altos e baixos, o enredo de Daphne Du Maurier foi uma leitura excelente, quase um favorito, mas com alguma coisa que faltou, talvez pela reta final marcante que até agora me deixou dividida...

A história começa com o casal protagonista se conhecendo em Monte Carlo. Ela, que praticamente não tem o nome citado, é acompanhante de uma mulher rica e excêntrica, o melhor emprego que conseguiu após a morte dos pais e que pudesse, de alguma forma, ver o mundo. Ele é Maxim de Winter, herdeiro da bela mansão Manderley, de uma família tradicional da Inglaterra e recém viúvo, enfrenta no momento do encontro um certo trauma pela perda da primeira esposa, Rebecca

Narrado em primeira pessoa pela nova senhora de Winter, o livro conta a aproximação, amizade e casamento dos dois, e como a vida deles muda ao chegar em Manderley. Desde o início Daphne Du Maurier constrói um Maxim com personalidade ambígua, e uma protagonista praticamente sem personalidade, alguém que viveu a sombra de outro e com a união isso não muda, afinal a presença de Rebecca, constante desde que soube da história de viuvez, se acentua ao chegar a casa que tem traços dela por todos os lados, além de fortes memórias afetivas por todos que ali vivem.



A evolução da história acontece principalmente por dois aspectos diferentes: o primeiro é sobre as muitas camadas em relação a Rebecca que são desvendadas no decorrer das páginas e a impressão inicial de que todos gostaram dessa mulher aos poucos vai se diluindo, ao mesmo tempo que um certo tom sombrio toma conta do enredo, porque além do drama da comparação intensa entre as duas mulheres de Maxim, Rebecca se torna uma presença fantasmagórica pelos cômodos e jardins de Manderley.

O enredo mescla o tom sombrio com a ideia de nem tudo é o que parece e é nesse ambiente conturbado que a senhora de Winter vai entender, ou tentar entender, as inconstâncias sobre a morte de Rebecca. Marderley também é um cenário ambíguo, já que mescla as paisagens naturais e uma linda mansão, com corredores isolados e trechos da casa e da propriedade abandonados. Nesse universo conturbado é que Daphne Du Maurier prepara o leitor para o desfecho final.

E provavelmente tenha sido nesse momento que a sensação de livro favorito tenha passado. Eu adorei a construção do enredo, com a mistura de universo dos dois personagens, o drama e o tom sombrio, a maneira como cada um se revela ou se descobre em Manderley e o fato de a própria protagonista enfim formar uma personalidade. O que me desagradou foi o motivo, e como ele é o segredo do livro, é impossível explicar sem entregar o essencial da história, mas a justificativa da enfim força da personagem está muito ligada ao fato de se descobrir amada por Maxim, e assim o defender acima de tudo.

Apesar do final que me deixou dividida e de Rebecca ser retratada exclusivamente pelos outros personagens, a leitura é excelente, expõe vários temas para reflexão e a conclusão também tem muito simbolismo, passível de várias interpretações. Minha nota para o enrendo de Daphne Du Maurier foi de quaro estrelas no Skoob, uma leitura recomendada para que gosta de drama e suspense. Já leu (ou assistiu) Rebecca?

Vlog de leitura sobre Rebecca de Daphne Du Maurier


Beijos!

*Ajude o blog comprando através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá! Deixe sua opinião. ;)