Meta de leitura: janeiro (2018)

13 de janeiro de 2018

2018 começou e como eu não fiz uma lista anual de leituras, resolvi voltar com a meta do mês. Para janeiro separei três livros, que comecei ainda em 2017 ou que queria ter lido ano passado, e outras três opções extras, por assim dizer, categorias flexíveis, que vou escolhendo livros aleatórios na estante ou volumes de coleções que já quero ler há algum tempo. 

A primeira opção é O vermelho e o negro de Stendhal, livro que está comigo há alguns meses e preciso e quero continuar. Entre novembro e dezembro até avancei 60 páginas, mas a leitura parou de novo. Fanny Hill de John Cleland, livro que saiu no meu sorteio recente da TBR jar (lembram dela?), é uma leitura também para o Projeto 1001 livros e fiquei devendo em 2017.

O cemitério dos vivos de Lima Barreto é uma das minhas leituras em andamento no Kindle e faz meses que comecei e nunca mais voltei. Acho que o principal motivo é que li livros com temas e dramas pesados e ler um sobre hospício podia desgraçar a cabeça demais. Como estou muito empolgada para retomar meu projeto de leitura dos clássicos brasileiros a história voltou pra meta.

O livro da bolsa é uma das categorias livres do mês e quero dar espaço a coleção Grandes Sucessos. O projeto de leitura do novo testamento deve aparecer nas metas mensais, mas sem pressão para cumprir datas ou número de páginas. Arrabal e a noiva do capitão de Marisa Ferrari também é uma leitura em andamento, mas como não está rendendo não entrou para a lista dos livros principais. E vocês, o que escolheram para janeiro?

Assista ao vídeo publicado no canal do Estante da Nine com a meta de janeiro

LIVROS
O vermelho e o negro de Stendhal (compre na Amazon)
Fanny Hill de John Cleland (compre na Amazon)
O cemitério dos vivos de Lima Barreto (baixe de graça na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine