Isla e o final feliz de Stephanie Perkins

21 de outubro de 2017




Isla e o final feliz
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca
Edição: 2015
Páginas: 304
Skoob | Goodreads
Compre na Amazon | Submarino

LEIA TAMBÉM
Lola e o garoto da casa ao lado
Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito. Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.

Definir essa leitura em uma palavra é fácil: frustração. Isla e o final feliz de Stephanie Perkins me enganou nos primeiros capítulos e eu logo imaginei que seria uma boa experiência com o gênero jovem adulto. O problema é que no decorrer da narrativa o livro não manteve a impressão inicial e apesar de não ser ruim, faltou e muito para que fosse interessante.

Isla é apaixonada por Josh há algum tempo. Apesar de frequentarem a mesma escola americana em Paris e morarem na mesma cidade nos Estados Unidos durante as férias, eles não tem contato. Certa noite, por coincidência, Isla e Josh se encontram em um café em Nova York e tem uma conversa amistosa e engraçada, com alguns momentos constrangedores. A protagonista, confiante, imagina que o primeiro passo para a aproximação foi dado, mas a relação entre eles não se desenvolve tão fácil assim. 




Stephanie Perkins quase me perdeu nas primeiras páginas ao descrever a relação platônica de Isla por Josh. O limite entre algo obsessivo e de mau gosto com uma curiosidade saudável em relação ao outro foi confundido pela autora, mas depois dessa impressão inicial eu comecei a me empolgar com a história. O problema é a cada capítulo eu esperava algo mais, algum acontecimento marcante, mas os temas escolhidos por Stephanie Perkins e a forma de contar a história não combinaram.

Se por um lado eu gostei da relação realista de Isla e Josh no sentido de quebrarem as regras da escola para ficarem juntos, saírem escondidos ou brigarem com os amigos por pontos de vista diferentes da relação, o drama da protagonista com as irmãs, principalmente com a mais nova que também estuda no colégio interno foi desnecessário. O tema não foi bem desenvolvido e a participação da irmã não foi tão significativa quanto deveria ser.

Outro aspecto do enredo que me deixou dividida durante toda a leitura foi a relação de Isla com o melhor amigo, que é autista. Durante certos momentos eu vi os dois como irmãos, em outros como casal e ainda como pessoas que se ligam a outras pessoas por falta de opção. O tema é presente do livro, mas não exatamente debatido, principalmente porque o personagem merecia sim mais destaque.

Um ponto positivo dessa experiência de leitura é a indecisão de Isla sobre que carreira seguir. Em certo ponto da história esse tema ganha espaço já que o final das aulas está chegando e Isla não tem um plano, não sabe o que cursar e nem mesmo para que faculdade realmente quer ir. Escolher uma profissão aos 17 ou 18 anos é uma responsabilidade e tanto e muitas vezes não ter tudo definido é o que faz com que a pessoa descubra algo que realmente quer. 




Josh é um personagem introspectivo, mas também peculiar por ser filho de senador e por não desejar viver no ambiente político. Talvez esteja aí o meu grande problema com Isla e o final feliz: os motivos que levam aos altos e baixos do relacionamento não me convenceram. Ou melhor, eu imaginei tantos outros tópicos que poderiam gerar conflitos que simplesmente não me identifiquei com a escolha de tema da autora.

O final é sim o esperado, e não tem como não ser, mas minha impressão é que nos livros anteriores da autora, Anna e o beijo francês e Lola e o garoto da casa ao lado, eu terminei a leitura mais contente e satisfeita do que foi com Isla e o final feliz. Muitos temas são comentados, ou se fazem presentes, mas não são debatidos ou aproveitados na parte significativa do enredo. Minha nota para o livro foi de 2 estrelas no Skoob. Vocês já leram Isla e o final feliz?

Beijos!

Fotos: Nine Stecanella
*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine