Eve e Adam de Michael Grant e Katherine Applegate

2 de junho de 2015




Eve e Adam
Quando nenhum namorado é perfeito, construa o seu
Autores: Michael Grant e Katherine Applegate
Editora: Novo Conceito
Edição: 2014
Páginas: 272
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve fica entre a vida e a morte depois de sofrer um acidente de carro. O processo de cura no misterioso laboratório Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina. Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker lhe propõe um desafio: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular gens humanos. Ela poderá criar um namorado sob medida! Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição.

Hoje é dia de conversarmos sobre Eve e Adam de Michael Grant e Katherine Applegate. O livro aleatório do mês (de maio) sem dúvida foi uma ótima surpresa. Verdade que quando o escolhi na estante não esperava nada e adorei a história. E é ótimo quando isso acontece, né?! Apesar de curto e despretensioso, Eve e Adam me deixou muito empolgada. Hoje também é um daqueles casos em que vou usar a sinopse do Skoob para pular o resumo. Vamos lá?!


Eve e Adam é uma mistura de ficção científica, fantasia urbana e mistério (ele também está na minha lista de new weird), se passa em São Francisco na Califórnia (motivo um para amar, eu adoro o estado americano), e é claro que o cenário também é importante para o desenvolvimento da trama, já que a personagem principal se identifica com a cidade. Logo de saída (no primeiro capítulo) o leitor percebe que alguma coisa está muito, muito errada. Afinal, que mãe, mesmo que seja ela uma das geneticistas mais cultuadas do mundo, tira a filha recém-operada do hospital?

O livro é narrado em primeira pessoa por Eve, a protagonista, Solo – um garoto misterioso ligado a Terra, mãe de Eve; e Adam… que, bom, não posso contar quem é, hehehe. Esse foi um dos pontos que mais gostei desde o início da leitura porque conhecemos os personagens e também conseguimos visualizar um cenário geral do laboratório Spiker. Aliás, o prédio ultramoderno da mãe de Eve é outro ponto positivo, já que os autores criam muito bem o clima claustrofóbico e “nada é o que parece”.


Gostei de Eve principalmente por sua curiosidade; Solo é destemido e Terra é misteriosa. O grupo de personagens secundários não é tão explorado, mas traz a diversidade de personalidades para a história. Além disso, os autores trabalham a ambiguidade de caráter em vários momentos do livro, o que dá a Eve e Adam um toque de realidade.

A experiência científica a qual Terra submete Eve é a grande analogia do livro (pelo nome dos personagens dá pra ter uma ideia), e reúne todos os pontos do enredo em um caminho. Os principais mistérios se mantêm até o final, inclusive com algumas cenas desagradáveis. Outro ponto positivo é que o universo de Eve e Adam é interessante e poderia ser mais explorado pelos autores.


Minha nota para Eve e Adam foi de quatro estrelas no Skoob. Eu adorei a história, o modo dinâmico como os autores narram e a diversidade de ideias que apresentam através de seus personagens. Alguns momentos mereciam mais atenção, mas dentro da proposta Michael Grant e Katherine Applegate desenvolvem um bom tema para debate. Outro atrativo é a parte científica, que eu adoro e gostaria de ver (e ler) mais livros jovem adultos sobre o tema.

A capa da edição brasileira, publicada pela Novo Conceito, é igual a americana. O livro tem boa fonte e entrelinha, com diagramação simples e páginas amarelas. Não anotei erros graves de revisão. No Goodreads também existe a prequel Love Sucks and Then You Die, que relata acontecimentos sobre Eve aos quinze anos. E vocês, já leram Eve e Adam? Deixem opiniões nos comentários!

Beijos!

Fotos: Nine Stecanella
*Livro recebido da editora Novo Conceito
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através dos banners do Submarino e Amazon;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine