O mistério do chocolate de Joanne Fluke

6 de julho de 2014






O mistério do chocolate
#1 Hannah Swensen Mysteries
Um suspense de dar água na boca
Autora: Joanne Fluke
Editora: Lua de Papel
Edição: 2012
Páginas: 254
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Hannah Swensen é uma confeiteira ruiva que cria sobremesas e cookies tão mordazes quanto suas respostas atrevidas na pequena cidade de Lake Eden. Quando Ron LaSalle, o entregador mais querido da cidade é encontrado morto atrás de sua confeitaria, tendo os famosos cookies de chocolate de Hannah espalhados ao seu redor, sua vida e seu negócio só podem piorar. Determinada a não permitir que seus cookies fiquem com má reputação, ela decide começar a investigar o crime, colocando também sua própria vida em risco. 

O mistério do chocolate entrou várias vezes no meu carrinho do Submarino até finalmente ser comprado. O que sempre me chamou atenção foi o título e, apesar de não ter sido uma leitura sensacional, foi muito boa e divertida. Lá fora são dez livros da série lançados e a coleção chama-se Hannah Swensen (no Brasil, existe o complemento Mysteries), o nome da protagonista. Por aqui, até agora, foram publicados os dois primeiros volumes (o segundo é O enigma do morango).

Já que contamos com a ajuda da sinopse, vamos pular esta parte de contextualização e conversar sobre o livro. O primeiro motivo por ter gostado tanto desta história é o cenário. Já comentei muitas vezes que adoro quando o local, neste caso a cidade de Lake Eden, é importante para o desenvolvimento do enredo. Principalmente por se tratar de um lugar pequeno com moradores cheios de hábitos e manias.

Hannah, a protagonista, também é ótima. Inteligente, despreocupada, com a língua afiada e um humor mordaz. Quando voltou para sua cidade natal, resolveu dedicar seu tempo a criar cookies deliciosos. E também a lidar com a mãe, que quer de todo jeito lhe arranjar um marido. Afinal, Hannah está quase nos 30 sem o menor sinal de algum pretendente. 


A história desta pequena cidade começa a mudar quando um de seus moradores mais ilustres (aquele que todos acreditavam que seria um astro do esporte nos tempos de colégio), é encontrado morto, dentro de seu caminhão, rodeado por cookies de chocolate feitos por Hannah. Que, aliás, foi quem encontrou o corpo. Viciada em séries de investigação, com medo de ser associada ao crime e ver seu negócio falir e também para ajudar o cunhado a conseguir uma promoção na polícia, a protagonista não pensa duas vezes e se atira de cabeça na investigação do crime.

Para quem é fã de mistérios, e mesmo com essa palavra no título, não considerei esse o ponto alto do livro. Embora o assassino e os motivos não sejam óbvios, o que mais gostei foi conhecer a cidade e alguns de seus habitantes, entender os interesses por trás de cada um e acompanhar Hannah se metendo em cada encrenca impensável. Joanne Fluke também brinca muito com a ideia de aparências. No final, descobrimos que nada é perfeito para ninguém e sempre há muito mais em jogo do que parece.

Apesar de Hannah não ter um envolvimento amoroso neste livro, a protagonista amadurece e repensa algumas de suas atitudes. A história termina com um gancho muito interessante deste tópico/ tema para o segundo volume. O relacionamento com a mãe e a irmã também cresce, o que aproxima Hannah de sua família, talvez como nunca antes. Enfim, o que mais gostei foi esse aspecto humano. Tanto pela curiosidade de Hannah em resolver o crime, o mistério, quanto por se interessar mais pelas pessoas da cidade, fazer novas amizades e deixar alguns preconceitos de lado. 


O mistério do chocolate tem um extra: as receitas dos cookies deliciosos de Hannah. Quero testar alguns e postar no Tumblr. Embora eu não goste da imagem da capa, a textura e o efeito metalizado são lindos, além das cores. As páginas são amarelas com boa diagramação. O livro peca um pouco na parte de revisão. Encontrei mais erros do que normalmente passa despercebido em um livro curto. No entanto, a leitura não fica comprometida, só requer atenção em alguns trechos que soam estranhos.

Recomendo o livro para que gosta de mistérios, mas nada altamente complexo, e para quem gosta deste foco nos relacionamentos humanos, na aprendizagem dos personagens e nas cenas engraçadas. Além de uma protagonista muito carismática.

Beijos!
Fotos: Nine Stecanella
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine