Simplesmente Ana de Marina Carvalho

10 de agosto de 2013






Simplesmente Ana
Autora: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Edição: 2013
Páginas: 304
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

É sempre difícil escrever sobre um livro que a gente gosta muito. Antes de começar Simplesmente Ana de Marina Carvalho eu já tinha acompanhado várias resenhas, vídeos e comentários no Skoob. A maioria positivos. Claro que era impossível começar a leitura sem expectativas e isso pode prejudicar um livro, mas felizmente eu adorei a história.

Minha maior duvida era se o livro, que conta a história de uma jovem mineira que descobre ser filha do rei da Krósvia, um país da Europa, seria convincente. E foi. Marina Carvalho escreveu uma história contemporânea sem ficar fantasiosa ou surreal. Ana e sua família tem uma boa situação financeira, embora não sejam super ricos, e este fato está ligando diretamente ao passado da mãe da protagonista e como tudo aconteceu.

Eu me envolvi mesmo com a história quando Ana decide passar seis meses na Krósvia para conhecer um pouco sobre a cultura e a vida do pai. Mas antes disso a autora incorpora vários dilemas na vida da personagem. Afinal, tudo de mais importante na vida dela está no Brasil. Ana já é uma jovem de 20 anos e o livro trabalha questões mais adultas, mas a protagonista também tem seus momentos de impulsos e decisões precipitadas.

O texto de Marina Carvalho é muito fluído. A autora faz descrições no livro, mas nada exagerado ou cansativo. Ao longo da leitura consegui visualizar bem os cenários e paisagens. Além disso, nos diálogos, o texto se aproxima da forma oral. Achei que combinou bem com a ideia geral. Ana é jovem e se comunica como uma pessoa de sua idade. Nada formal demais. 

A comunicação entre os personagens também é explicada: Ana fala em inglês durante todo tempo que passa na Krósvia. Achei extremamente importante a autora lembrar desse detalhe ao longo da narrativa. Não faria sentido ignorar o fato de que os personagens têm origens muito diferentes. 

Gostei muito do romance. Alex, o garoto da história, causa um certo incômodo no começo, mas depois que vamos conhecendo sua personalidade e é envolvente. Mas não fique aí pensando que o livro é doce. O relacionamento entre os protagonistas se desenvolve mais na base da provocação. E isso rende algumas cenas bem engraçadas.

Ana é uma protagonista ótima. Na maioria das situações, pondera antes de tomar decisões. Claro que ela tem seus momentos de adolescente e deslumbre. Afinal, ela descobre que é uma princesa. Mas seu humor, por vezes ácido, e as grandes mudanças que acontecem, deram um equilíbrio na personalidade de Ana que eu adorei.

Acho que é isso! Procurei escrever algo próximo daquilo que comentei no vídeo. Espero que tenham gostado e comentem muito! :)


Beijos!
*Livro recebido da editora Novo Conceito
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine