A lenda do cavaleiro sem cabeça de Washington Irving

20 de agosto de 2012



A lenda do cavaleiro sem cabeça
Autor: Washington Irving
Editora: Barba Negra (Leya)
Edição: 2011
Páginas: 72
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Fundador da literatura norte-americana, e publicado no início do século 19, este livro é uma das primeiras obras da ficção do período pós Independência dos Estados Unidos, tornando-se um marco cultural com inúmeras referências, inclusive no cinema. Baseado em lendas que mostram a diversidade cultural em que se construiu aquele país, a obra conta a história de Icabode Crane, que há pouco havia se mudado para um pacato lugarejo. Mas a aparente calma daquela comunidade escondia um segredo macabro: a presença ameaçadora de um cavaleiro sem cabeça vagando pelos campos à noite.

Uma compra por acaso no Submarino me levou ao livro. Uma promoção de 3 por R$30. Curiosidade misturada ao custo benefício. E, sem dúvida, valeu cada centavo. O livro de apenas 66 páginas (não seria melhor chamá-lo de conto?) retrata uma popular lenda americana. 

A história escrita por Washington Irving segue por dois caminhos: o protagonista e professor da vila, obcecado por fantasmas e em busca de uma fortuna e a própria lenda da região sobre o cavaleiro sem cabeça. Mesmo em poucas páginas, é possível conhecer o cotidiano e os costumes das pessoas que vivem no local (descendentes de holandeses). 

Enquanto a lenda corre de boca em boca durante os encontros da população, o professor busca de todas as formas se aproximar da moça mais cobiçada e rica da vila. O autor consegue expor no texto a dupla intenção do protoganista: a busca por reconhecimento no local, já que é um forasteiro sem dinheiro, e a riqueza da pretendente. 

Também fica evidente como as sociedades rurais norte-americanas levavam (e ainda levam) a sério os acontecimentos e lendas da sua região, passando as histórias de geração em geração. O cavaleiro sem cabeça é descrito como um soldado morto durante a guerra. Atingido por uma bala de canhão, ele teria perdido sua cabeça. 

É impossível contar mais sobre o livro sem spoiler. Sem dúvida é uma lenda interessante, contada em poucas páginas, de forma concisa. Vale destacar o incrível trabalho gráfico da Leya, assim como a capa e a revisão. Livro de coleção.

Beijos!
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine