Aparência

28 de outubro de 2009


Entendo que todos nós temos uma preocupação com nossa aparência. Controle com o que comemos (ou não). Ultimamente mais, principalmente porque a saúde do homo sapiens não anda lá uma maravilha. Tudo muito prático. Tudo muito industrializado.

O trabalho me proporciona conversar e conviver com "N" estilos de mulheres diferentes diariamente. Todas elas, apesar das individualidades, se preocupam expressamente com o que vão comer, com quantas calorias, com os números que aparecem na balança.

Tudo isso é muito conveniente, mas enche a paciência. Chega um momento que batata-frita passa ser o desejo de consumo. E aí, como faz?!

5 comentários

  1. Já tive uma namorada nutricionista, ela me falava bastante disso...
    Mas, cá entre nós, quinta-feira à noite, chamamos uma pizza super família na redação. Uma deliciosa pizza, diga-se de passagem. Uma colega ainda veio me chamar a atenção: de que adianta nadar 2km de manhã pra comer pizza de noite?
    Minha resposta: Eu nado pra comer pizza quando quiser!

    Acho que passa por aí - pelo equilíbrio - a forma de como se deve agir...

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Quem ainda está vivo às vezes aparece!
    :D
    Tudo bem, Nine?

    Eu sou totalmente contra dietas radicais, daquelas que proibem tudo. A pessoa fica uns dias sem comer as coisas boas e quando se deixam cair em tentação, comem por mil pessoas.
    O ideal é equilibrar, como bem disse o Tiago.

    Um super beijo.

    ResponderExcluir
  3. Só corrigindo:

    ".. e quando se DEIXA..."

    :D

    ResponderExcluir
  4. olá Janine, gostaria que desse uma olhada no novo layout do meu blog e desse sua opinião sobre o assunto. Valeu!! beijos

    ResponderExcluir
  5. Aí consome! hehehe

    Uma batatinha-frita de vez enquando até faz bem, passar vontade em prol da aparência é que não dá.

    Beijo!

    ResponderExcluir

Olá! Deixe sua opinião. ;)