Assassinato no Expresso do Oriente de Agatha Christie

2 de agosto de 2022


Assassinato no Expresso do Oriente
Autora: Agatha Christie
Tradução: Archibaldo Figueira
Editora: Nova Fronteira
Edição: 2009
Páginas: 224
LEIA TAMBÉM
Enquanto houver luz de Agatha Christie
Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve para o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Um americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.

A publicação de Assassinato no Expresso do Oriente está no rascunho do Blogger desde 5 de julho e como no ano passado, por algum motivo bizarro, o mês passou e não escrevi por aqui. E as pautas são muitas, acredite. Por isso, hoje de comentar sobre a experiência com o livro de Agatha Christie e a adaptação  lançada há alguns anos, disponível no Amazon Prime. Essa é uma leitura para o Desafio livros e seus filmes.

Hercule Poirot está a caminho de um novo caso quando recebe uma correspondência solicitando sua volta a Londres. Depois de uma breve pausa no hotel o investigador solicita uma passagem a recepção e descobre que surpreendentemente o Expresso do Oriente está lotado. Depois de encontrar um conhecido Poirot consegue finalmente embarcar rumo a Inglaterra, mas no caminho terá um caso inesperado e fora do comum.

Por incrível que pareça esse foi um livro de Agatha Christie que não me envolveu. No começo da história fiquei empolgada com a peculiaridade do caso e do fato de o trem ser uma peça importante para desvendar o mistério sobre a morte. A própria vítima era uma figura estranha e cheia de segredos, mas conforme o enredo avança as coisas ficam rapidamente convenientes e a surpresa do final, na verdade, não existiu




Ao mesmo tempo que gostei da diversidade dos personagens, achei o elemento psicológico pouco envolvente. O suspense entre os passageiros do trem poderia ser mais intenso e cheio de pistas que jogam de um para outro, mas o que se encontra no enredo são elementos que não fazem sentido e uma conivência geral com um possível assassino a bordo.

Poirot parece a princípio confuso, mas quando reúne as pistas resolve rapidamente o mistério. Para o leitor não é difícil chegar a mesma conclusão já que (relembrando) todos os depoimentos parecem ser perfeitamente sincronizados, impedindo que um personagem seja incriminado já que todos funcionam como álibis de todos.

O Desafio livros e seus filmes nasceu em 2012 e é o projeto mais antigo do Estante da Nine. Passou por transformações ao longo dos anos e é uma meta de leitura que visa ler livros e assistir suas respectivas adaptações.

O próprio cenário da estação, do trem e da nevasca não foram tão explorados quanto imaginava no início da história, mesmo assim gostei desse elemento diferente do enredo. A conclusão do caso, embora não tenha gostado, faz sentido e dá a trama um significado diferente dos outros casos de Poirot. Ao final de Assassinato no Expresso do Oriente Agatha Christie conecta o caso a uma nova história: Morte no Nilo, que também já tem adaptação e entrou na lista de leitura. Aliás, por falar em adaptação vamos conversar sobre a dessa história...

... assim como no livro, a adaptação começa empolgante, mas não me envolveu como gostaria. A história é fiel ao enredo original dentro do possível, explora mais o cenário do trem e da nevasca e a peculiaridade dos personagens é mais distinta na tela, pelo menos foi assim comigo. Por outro lado, a resolução do caso foi corrida e a impressão geral é que Poirot praticamente adivinhou o grande segredo.

A verdade é que sempre espero bons e envolventes enredos de Agatha Christie e nem sempre os livros funcionam durante nossa experiência de leitura, certo? Principalmente pelo cenário restrito e os personagens tão diferentes uns dos outros esperava um mistério tenso e não foi isso que encontrei, em ambos casos: livro e filme. 

Apesar disso, para quem gosta de Agatha Christie vale a pena incluir na lista de leitura em algum momento da jornada com Poirot ou a coleção, mesmo que sem expectativa, para conhecer esse enredo e saber se o mistério vai funcionar ou não. No geral uma experiência regular e três estrelas para as duas versões de Assassinato no Expresso do Oriente. Já conhece essa história de Agatha Christie

Vlog de leitura de Assassinato no Expresso do Oriente (Leitura todo dia)

Beijos!

Montagem: Nine Stecanella
Capa do filme: Divulgação
*Ajude o blog comprando através dos links e banners da Amazon;
as vendas geram comissão ao Estante da Nine

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá! Deixe sua opinião. ;)