A elite de Kiera Cass

3 de julho de 2013





A elite
#2 A Seleção
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Edição: 2013
Páginas: 360
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

LEIA MAIS
A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto. America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer e ela está prestes a perder sua chance de escolher.

Oi gente, tudo bem? Toda continuação de série ou trilogia é aquela tensão: expectativas demais podem acabar com o livro, expectativas de menos e tudo pode ficar no lugar comum. É difícil saber o que esperar. Felizmente e diferente de outros casos, mesmo com muito drama, eu gostei de A elite, livro dois da trilogia A Seleção de Kiera Cass.

Tentei fazer um vídeo sem spoilers, mas dando uma noção ao leitor que está muito curioso pelo livro. A autora me surpreendeu escrevendo algumas cenas tensas e fazendo certas revelações. O terceiro livro, ao que tudo indica, deve ter ainda mais ação. Lembre-se de deixar seu comentário ou sugestão.


Beijos!
*Livro recebido da editora Seguinte
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

8 comentários

  1. Adoreei o vídeo!!!! O livro a seleção foi sem dúvida muito bom, embora tenha deixado muitas interrogações a respeito dos diversos fatos na história, mas a elite inquestionavelmente foi o que mais causou impacto e que ao mesmo tempo despertou uma série de sentimentos do início ao fim. Não tenho nada contra o Aspen, porque ele demonstrou de maneira bem previsível a atitude de um cara que no momento que reconheceu o próprio erro, vai em busca de consertar o que fez, mas pra mim, ele foi uma grande decepção, porque um homem quando verdadeiramente ama uma mulher, independente da situação, jamais vai querer a ''amada'' ou se quer imaginá-la nos braços de outro. Enquanto ao Maxon, foi uma grande surpresa pra mim, pois para um cara que não tinha experiência alguma com mulheres, se revelou de forma bem amadurecida não somente em relação as meninas, mas em todos os aspectos envolvidos na trama. Fiquei muito desapontada quanto à cena em que ele é flagrado por América com Celeste;Poderia ter sido qualquer outra, mas mesmo assim consegui compreender também o lado dele na história. A indecisão de América o tornava inseguro, porque apesar de amá-la, ele quer que seja algo recíproco, quer estar com ela, mas deseja ser retribuído.Achei justo ele se aproximar das outras garotas, até porque ela(América) vinha cometendo burradas desde o início. Quem poderia garantir que ela escolheria no final das contas ficar ao lado dele ? Ninguém. Então ele já estava possivelmente elegendo, caso ela desistisse, outra que segundo os conformes poderia fazê-lo feliz, apesar de já ter dentro de si a certeza do que realmente queria. Emfim, mesmo com todas as ações imaturas e impensáveis dela, do início ao fim ele veio dando provas de amor que comprovaram o quanto é verdadeiro o que sente por ela; O que faltou para ela, foi confiar mais e estar segura de si. Pra mim, é mais do que merecido o Maxon e América terminarem juntos.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o video... Mais devo confessar tenho muito medo de ler essa série. As vezes fico zapeando no Google Play as amostras de livros e li umas páginas do "A Seleção" é em primeira pessoa né?
    Não faço comentários agora sobre o livro pq ainda não o li. E, sendo muito sincera, tenho um preconceito enorme com livros em primeira pessoa. É tão bom quanto dizem mesmo? A estrutura e a narrativa são boas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tayná!
      Os livros em primeira pessoa têm uma tendência a limitar a visão do leitor, já que acompanhamos a história apenas por um ponto de vista. Porém, alguns deles, realmente pedem uma narrativa deste tipo. Eu gostei de A Seleção. Acredito que a proposta da autora combinou com o estilo de narrativa.

      Excluir
  3. Oie Nine,
    como muita gente eu tive vontade de matar a América, por isso mesmo que vc falou, que no primeiro livro ela era muito mais forte, muito mais rápida, e agora ficou meio palermona no meio da estória. De qualquer forma, eu gostei muito do final, pq me pareceu que ela resolveu tomar uma decisão e seguir com ela, o que eu espero que seja mantido no 3° livro...
    Gostei tb de ela descobrir tanta coisa sobre Iléa que nem mesmo o príncipe sabia...
    Adorei o seu vídeo, foi uma das análises mais legais que eu vi!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Vou ler esse, depois volto aqui pra tagarelar mais.

    ResponderExcluir
  5. Vou ler esse, depois volto aqui pra tagarelar mais.

    ResponderExcluir
  6. sabe o que eu achei mais legal dessa trilogia? meus pai de 70 anos e minha mãe de 65 adoraram. e quando minha mãe acabou de ler, ela foi logo perguntando quando ia ser lançado o próximo!
    assim como eu, ela torce pelo Príncipe! acho que aquelas verdades foram necessárias para a América acordar pra vida! rsrs
    adorei o vídeo!
    bjus

    ResponderExcluir
  7. Achei A Elite muito melhor do que A Seleção, mais estruturado, mais tenso, sei lá. Umas perguntas ficaram no ar, mas espero que seja tudo esclarecido no terceiro livro. Alguns dos acontecimentos também são explicados no conto, o que achei fantástico. Adorei o vídeo.

    http://controlleuniversal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Deixe sua opinião. ;)