As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian de C.S. Lewis

3 de maio de 2013





Príncipe Caspian
# 2 As Crônicas de Nárnia:
Autor: C.S. Lewis
Editora: Martins Fontes
Edição: 2009
Páginas: 108
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

LEIA MAIS
As Crônicas de Nárnia
Tempos difíceis abateram-se sobre a terra encantada de Nárnia. Os dias de paz e liberdade, em que os animais, anões, árvores e flores viviam em absoluta paz e harmonia, estavam terminados. A guerra civil dividia o reino, e a destruição final estava próxima. O príncipe Cáspian, herdeiro legítimo do trono, decide trazer de volta o glorioso passado de Nárnia. Soprando sua trompa mágica, ele convoca Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia para ajudá-lo em sua difícil tarefa.

Finalmente uma crônica que me deixou animada. Quem acompanha o blog e leu os posts anteriores sobre As Crônicas de Nárnia percebeu que eu não tinha gostado de nada até então e que a leitura do volume único não estava sendo tarefa fácil.

Verdade seja dita: li Príncipe Caspian há algum tempo e depois disso não peguei mais o livro. Estou confiante de que neste mês eu avance um pouco mais na leitura e encaminhe o fechamento do especial. Pretendo assistir ao filme neste final de semana para escrever sobre ele e complementar este post até semana que vem.

Em Príncipe Caspian milhares de anos se passaram em Nárnia, mas apenas um ano na Terra. A história começa fazendo uma breve apresentação da situação atual de Nárnia e qual é a importância de Caspian. C.S. Lewis usa um fio condutor bastante presente em livros de história ou romances históricos: uma figura que se considera mais poderosa e merecedora usurpa o trono do verdadeiro soberano.

Diferente das demais crônicas, eu simpatizei com Caspian. Foi o primeiro protagonista que realmente torci para se dar bem. O jovem príncipe precisa tomar uma grande decisão para salvar sua vida e isso, claro, o leva a grande aventura. Como a personalidade de Caspian foi mais coerente com sua vida (visão pessoal), gostei da forma como ele se relacionou com outros personagens ao longo da história e se comportou diante das diversas situações.


Tudo estava indo muito bem até que Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia voltam para Nárnia. Lógico que faz sentido, já que eles foram os grandes reis e rainhas da nação de Aslan, mas Caspian fica em segundo plano a partir da chegada dos irmãos.

Lewis também trabalha a ideia da fé na crônica, talvez de forma mais intensa que nas demais. Não apenas Aslan é um mito pouco pronunciado, como também os quatro irmãos que governaram Nárnia no inicio dos tempos! Dessa forma, a chegada de todos eles causa uma grande comoção nos habitantes ainda crentes de Nárnia e a fúria do rei e seus subordinados.

O livro tem uma batalha interessante e o autor já direciona o desfecho de alguns personagens. Eu gostei da crônica, apesar de esperar um pouco mais de Caspian em primeiro plano. Espero que as demais crônicas também me deixem animada.

E você, já leu As Crônicas de Nárnia? Qual sua preferida?

Beijos!
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine