Eu sei o que você está pensando de John Verdon

17 de janeiro de 2012





Eu sei o que você está pensando
#1 Dave Gurney
Autor: John Verdon
Editora: Arqueiro
Edição: 2011
Páginas: 340
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Uma carta perturbadora chega via correio com uma simples declaração ao final: "Veja como conheço seus segredos - apenas pense em um número." Errará quem pensar que uma carta dessas chega a seu destino final apenas por obra do acaso. Para o detetive aposentado da polícia de homicídios da cidade de Nova York, Dave Gurney, que está formando uma nova vida ao lado de sua esposa Madeleine, as cartas começam a deixar de ser estranhas para se tornarem um complicado quebra-cabeça que levará a uma enorme investigação sobre assassinatos em série. Trazido para o caso como consultor, Gurney em pouco tempo percebe pistas que a polícia local deixou passar. Ainda assim, diante de um oponente que parece ter o dom da clarividência, Gurney vê seus esforços irem em vão, seu casamento rumando a um precipício e, finalmente, um medo incontrolável de que seu adversário não pode ser parado.

Cheia de receios, comecei a ler Eu sei o que você está pensando sem saber exatamente o que esperar dele. Há muito, muito tempo mesmo que não lia nada na linha de ação policial. Acredito que foi exatamente por isso que o livro me agradou tanto.

O primeiro ponto positivo do livro é o texto do autor John Verdon. Bem escrito, coerente e com um ritmo impressionante, é difícil largar a história antes de saber seu desfecho final. Os personagens também são bem trabalhados. Existe um equilíbrio na personalidade de cada um entre o racional e o irracional. E isso influência a ação de alguns personagens durante o livro.
A aposentadoria de Dave Gurney acaba quando um antigo colega de faculdade recebe um carta misteriosa

O mistério do livro, que dá o tom principal do enredo, foi o ponto alto. Descobri quem estava por trás de tudo apenas nas últimas cinco páginas. É lógico que cada leitor tem seu suspeito, mas de maneira nenhuma me pareceu um livro óbvio. O romance é bem sutil e o que conta mais neste quesito é o conflito entre o detetive Dave Gurney e sua esposa, Madeleine.

Por ser um livro de investigação policial, achei interessante o fato de existirem dois pontos distintos, mas interligados, que conduzem o mistério: as mortes e o assassino que parece prever o que suas vitimas pensam além de conhecer muito bem cada uma delas.

A capa tem os elementos essenciais do texto e foi bem composta. A diagramação é simples e não interfere na leitura. Não lembro de ter encontrado nenhum erro de português ou até mesmo concordância. Talvez minha maior dúvida seja em relação ao título, que para muitos leitores, não parece atraente. Levando em conta que o título original é Think of a Number, acredito que a adaptação para o português ficou coerente pelo contexto da história.

No final, um livro super indicado para quem gosta de ação/ suspense/ investigação policial.




Beijos!

*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine