3 lições de A mágica transformadora do f* de Sarah Knight (e alguns poréns)!

26 de agosto de 2020

Dois meses sem atualizar o blog e a saudade é imensa de conversar sobre livros. A verdade é que 2020 está lento, de poucas leituras e uma rotina ainda confusa, mas sempre que puder vou aparecer pelo Estante da Nine para dar um oi e comentar sobre o que me acompanhou nas últimas semanas (ou melhor, meses). O caso de hoje, além de voltar com as atividades por aqui, é um tanto peculiar.

A mágica transformadora do f de Sarah Knight foi um dos tantos e-books que eu baixei no meu Kindle no início da pandemia do corona vírus quando várias editoras promoveram ações de livros gratuitos na plataforma digital. Eu normalmente não consumo livros de autoajuda e crescimento pessoal, então foi uma boa oportunidade de ampliar meu acervo do tema. Apesar de não ter adorado o livro, a técnica de Sarah Knight é muito interessante. Separei três temas que eu gostei, que valem a leitura e que podem despertar a curiosidade de vocês.


1. LISTAS
Todo método de Sarah Knight é baseado em listas e como boa fã de enumerar tarefas, compras e hábitos eu me identifiquei com a proposta logo nas primeiras páginas. No início pode parecer óbvio, mas o ponto chave do livro é justamente pensar naquilo que é tão intrínseco ao dia a dia que a gente não considera, não pondera sobre a situação, simplesmente faz no automático. E é justamente aí que tomamos decisões que logo ali na frente causam aborrecimento, desperdício de tempo e dinheiro, entro outros incômodos.

2. TUDO BEM DIZER NÃO
Sem dúvida essa dica aparece em tantos outros livros de crescimento pessoal e autoajuda disponíveis no mercado, mas ela é realmente fundamental. Ao longo do enredo Sarah Knight usa situações pessoais para exemplificar tantos casos em que aceitamos um convite ou participar de um evento, por exemplo, por simpatia a um amigo, familiar ou colega de trabalho, sem realmente pensar se queremos ou não ser parte daquilo, e o quanto pode custar (em tempo, paciência e dinheiro).

3. VOCÊ EM PRIMEIRO LUGAR
Sim, pode parecer egoísta, mas ao chegar ao final de livro, e apesar de não concordar com muitas coisas ditas por Sarah Knight, essa é a lição fundamental. Ao pensar sobre cada coisa, pessoa e ação que compõe nossa vida, o que disso é essencial e traz prazer e felicidade, e o que não, é que conseguimos entender onde a energia e tempo é perdido (e dinheiro também). O que permanece tem muito mais significado e relevância do que todas as atividades feitas por obrigação. 


A mágica transformadora do f* foi daquelas leituras com misto de amor e ódio. Ao mesmo tempo que eu adorei a metodologia de Sarah Knight, não gostei da narrativa, principalmente pelo tom irônico e as vezes até agressivo da autora, com muitas referências a ícones populares, e uma falta de profundidade que pelo tema, caberia uma reflexão mais cuidadosa.

A mágica transformadora do f* de Sarah Knight está disponível no Kindle Unlimited

Verdade que autoajuda ainda é um tema pouco presente nas minhas leituras e talvez o misto de sentimentos com A mágica transformadora do f* seja exatamente por isso. Minha nota no Skoob para o livro de Sarah Knight é duas estrelas, uma leitura regular, com bons pontos positivos, mas com um texto que realmente não me agradou. Vocês leem livros de crescimento pessoal?

Beijos!

Foto: Nine Stecanella
*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá! Deixe sua opinião. ;)