Minha vida agora de Meg Rosoff

6 de agosto de 2012



Minha vida agora
Autora: Meg Rosoff
Editora: Galera Record
Edição: 2012
Páginas: 176
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Uma garota nova-iorquina de 15 anos desembarca na Inglaterra, enquanto uma nova grande guerra está prestes a começar, para passar uma temporada com a tia e quatro excêntricos primos totalmente desconhecidos. Na imensa casa de campo, longe da agitação de Manhattan e dos conflitos com a nova madrasta, grávida do bebê que pode lhe tirar o pouco que lhe resta do pai, Daisy descobrirá o amor, o desejo, a liberdade de um cotidiano sem adultos e o valor da amizade verdadeira.

Minha vida agora foi a surpresa de 2012 (até aqui). O livro engana pela capa. E a história é muito mais que um romance fofo em um livro infanto-juvenil. É verdade que a narrativa em primeira pessoa é um pouco confusa no início. Mas após algumas páginas o leitor entende o fluxo de pensamentos de Daisy, a personagem principal. A garota sai de Nova York para viver com a tia e os primos no interior da Inglaterra (tudo por causa da madastra má). 

O livro é uma mistura de conflitos pessoais, amadurecimento, uma guerra como pano de fundo que, aos poucos, vai se tornando elemento principal do livro e uma família totalmente atipica que recebe Daisy do outro lado do oceano! A autora Meg Rosoff surpreendeu ao construir uma família com traçaos tão distintos: o primo mais velho quer ser espião do governo, o seguinte praticamente não fala com pessoas (mas tem afinidade com animais), o mais jovem dos garotos é fumante e motorista (aos 14 anos) e a caçula, Piper, de apenas nove anos é a mãe da casa. 

A tia de Daisy trabalha em missões de paz pelo mundo e, ao que tudo indica, tem muita segurança de deixar os filhos sozinhos. O choque que a garota americana toma ao se deparar com essa realidade é o mesmo que o leitor sente ao longo das páginas. Não conhecemos a fundo os personagens, mas sabemos exatamente o que sentem em cada momento do livro (deu pra entender?). 

Imediatamente Daisy e seu primo Edmond criam uma conexão (tão forte que por momentos a autora dá a entender que existe um certo toque de sobrenaturalidade). Isso logo se torna uma paixão proibida que os jovens aproveitam intensamente. Sim, tem sexo no livro. Nada explícito mas tudo bem coerente. Até que a guerra realmente eclode e começa, do meu ponto de vista, o trecho mais interessante de Minha vida agora

No final descobrimos que Minha vida agora são as lembranças de Daisy. Tudo que passou e aprendeu na Inglaterra, as consequências que a guerra trouxe e marcou em cada um (física e emocionalmente) e o aprendizado de sobreviver em situações extremas, o limite do corpo. E claro, o desfecho final. 

A diversidade de sentimentos em Minha vida agora é o que faz o livro especial. Meg Rosoff criou uma história de personagens com essência, lutadores. Lição e exemplo não apenas ao público infanto-juvenil, mas para todos os leitores. E não engane-se pela capa. Ela passa a ter um novo sentido ao final da leitura.

Beijos!
*Livro recebido da editora Galera
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine