Confissões de uma não adolescente

24 de agosto de 2009


Lembram o post que não tinha conseguido colar? É esse aí de baixo!

Parece que o post anterior caminhou mais para o direito dos pseudo-adolescentes como pessoas a serem moldadas e portanto viver em sua época traz consequências como a falta de educação. Mas o de hoje vai ser bem diferente. Fui influênciada pelo meu grande (nem tão grande em altura :D) amigo-nerd Jota. Que em seus últimos posts fez uma bela descrição da fase em que passa. Pois lá vou eu! 

Sabe aquelas épocas em que tudo dá errado? Pois então. Tô férias. Grande coisa. No fim é até pior, meu dia não rende o quanto deveria. Poderia ser mais produtivo e não anda. Meu quarto que sempre foi dos perfeitamente organizados mais parece uma explosão nuclear. Minhas leituras, vã ilusão que nas férias ia estar todos em dia, quem sabe se eu não dormisse. Sem contar a tentação de ter uma livraria como a Saraiva MegaStore no shopping. Agora só falta o dinheiro pra comprar. (Y) Até aí coisas normais. Passado o final de semana inteira pestiada, fui domingo ver o filme Harry Potter e o Enigma do Príncipe :(. Nem vou comentar, apenas me decepcionei. Mas comi um bom Burger King. Segunda-feira estou feliz a caminho do trabalho quando entro no ônibus e adivinhem? Me cartão não tem mais passagens e não tinha carregado. Os últimos resquícios de salário vão acabar no ônibus, ótimo. Lá se foi pão-de-queijo na promoção de segunda da padaria da esquina do trabalho. E até o dia 6 de agosto sem dinheiro nem pra comprar um Ploc (ainda existe esse chicle?). Se alguém quiser me dar um presente, please, o filme “O Fantasma da Ópera”. Ou ingressos pro filme Inimigos Públicos. :D 

Kisses!