Horizonte perdido, Shangri-La e trilogia da múmia!

4 de novembro de 2018

Há algum tempo eu quero trazer os vlogs de aleatoriedades de volta para o canal (e as discussões para o blog), e felizmente perto da época que relembrei da coluna um gancho para um tema muito peculiar aconteceu. Mesmo com o trabalho intenso e a rotina que me desanima um tanto em manter as redes sociais, não poderia deixar passar uma curiosidade dessas e espero, de verdade, que outros temas interessantes apareçam para discutirmos ainda mais o universo de livros e filmes.

Leia a resenha de Horizonte perdido de James Hilton (clique no nome do livro)

Em 2018 eu conheci a história de Shangri-La através do livro Horizonte perdido de James Hilton. Desde que foi lançado em 1933, o lugar utópico criado pelo autor é usado em diversas outras obras, livros, filmes e séries - por exemplo, para discutir se é possível e como um lugar onde o ser humano viva civilizadamente e moderadamente fiel e feliz, numa estrutura social organizada a criar uma sociedade totalmente a parte do resto do mundo.

Leia o comentário sobre o filme Horizonte perdido dirigido por Charles Jarrot

Gostei da história, assisti a uma adaptação dos anos 1970 que me fez repensar o final (espero encontrar hora dessas a versão de 1937), e depois disso minha empolgação com a história cresceu e falo frequentemente do enredo em conversas aleatórias principalmente numa época tão fervorosa para a política brasileira e até mundial, já que tudo sempre está interligado.

No domingo passado depois da eleição eu voltei para casa e fui sofrer nas redes sociais mesmo depois de ter passado o dia todo como mesária. Liguei a TV no FX e o filme da vez era O retorno da múmia, ação, aventura histórica e humor que eu adoro e logo depois o terceiro filme da trilogia seria exibido. Sem nada planejado deixei a TV ligada e continuei fazendo outras coisas em casa e hora ou outra espiando o celular, até que uma conexão muito louca aconteceu...


Lá pelas tantas, já na exibição de Múmia - a tumba do imperador dragão, uma personagem fala: "Shangri-La", e na hora eu larguei o celular e paralisei na frente da TV. Eu não acreditava que depois de tantos anos assistindo a trilogia, mesmo não gostando do 3º filme, eu nunca tinha percebido a referência e muito menos me lembrei do filme enquanto lia Horizonte perdido. Levando em conta o contexto da história tenho quase certeza que a referência é sobre a cidade criada por James Hilton e agora eu chego ao tópico final da publicação....


Eu quero assim que possível rever toda a trilogia da múmia e especialmente o terceiro filme - Tumba do imperador dragão - que faz referência a Shangri-La. Como não prestei atenção ao que levou a viagem e porque a dedução da cidade, para completar toda essa coincidência preciso sem dúvida maratonar essas aventuras arqueológicas. Achei uma conexão tão louca que valia um comentário no Estante da Nine e é claro que eu quero saber quando e com que histórias conexões estranhas aconteceram pra vocês. Até o próximo!

Assista ao vlog publicado no canal do Estante da Nine

Beijos!

*Imagens dos filmes: Divulgação