Leitura todo dia: semana 49

16 de janeiro de 2018

Que delícia sentar para escrever um resumo do projeto Leitura todo dia satisfeita com o rendimento dos livros e com a variedade de histórias. Entre 03 e 09 de janeiro eu tive contato com quatro enredos diferentes e finalizei uma leitura. Há um bom tempo uma semana não era tão proveitosa e torço para que bons livros surjam nas listas futuras.

A primeira leitura e também a história finalizada é A insustentável leveza do ser de Milan Kundera. Eu adorei esse livro, com um cenário, um tema, um pano de fundo político, tudo tão controverso e diferente. Falei mais sobre o enredo na semana 47 e semana 48 e em breve vai rolar impressão de leitura em texto e vídeo no Estante da Nine, também para o Projeto 1001 livros.



Arrabal e a noiva do capitão de Marisa Ferrari aparece novamente por aqui depois de duas semanas e mesmo com um certo avanço, a história ainda não me empolgou. Em 130 páginas lidas tudo parece enrolado e demorado a acontecer, com algumas informações com aspectos didáticos, outras descrições extensas e cansativas e as muitas frases em italiano que mais me irritam que inserem na história. Ainda assim, e os pouco, pretendo continuar por mais alguns capítulos para ver se vou até o final ou não.

No final de semana retomei o projeto do novo testamento e li oito capítulos d'O evangelho segundo Lucas. Em muitos sentidos essa parte da história é semelhante a Mateus e com muitas informações específicas, que enriquecem cada vez mais o enredo, além de trazer um panorama social e político da época cada vez mais detalhado e assustadoramente parecido com o nosso. Como essa meta é sem pressão, retomei a leitura nessa semana 50 (que sai no canal amanhã, já é inscrito?).

A semana 49 encerrou com nova leitura da bolsa, o salário do medo de Georges Arnaud, história da coleção Grandes Sucessos, a primeira de 2018. O livro fala sobre estrangeiros na América Central e como os países são explorados por capitalistas e como os protagonistas, por motivos distintos, vão para um lugar diferente fugindo ou por aventura e se metem em encrenca. A história me empolgou desde os primeiros capítulos e conto mais na semana 50. E vocês, o que estão lendo?

Assista ao vlog da semana 49 do projeto Leitura todo dia

LIVROS
A insustentável leveza do ser de Milan Kundera (compre na Amazon)
Arrabal e a noiva do capitão de Marisa Ferrari (compre na Amazon)
O evangelho segundo Lucas (compre na Amazon)
O salário do medo de Georges Arnoud (compre na Amazon

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Meta de leitura: janeiro (2018)

13 de janeiro de 2018

2018 começou e como eu não fiz uma lista anual de leituras, resolvi voltar com a meta do mês. Para janeiro separei três livros, que comecei ainda em 2017 ou que queria ter lido ano passado, e outras três opções extras, por assim dizer, categorias flexíveis, que vou escolhendo livros aleatórios na estante ou volumes de coleções que já quero ler há algum tempo. 

A primeira opção é O vermelho e o negro de Stendhal, livro que está comigo há alguns meses e preciso e quero continuar. Entre novembro e dezembro até avancei 60 páginas, mas a leitura parou de novo. Fanny Hill de John Cleland, livro que saiu no meu sorteio recente da TBR jar (lembram dela?), é uma leitura também para o Projeto 1001 livros e fiquei devendo em 2017.

O cemitério dos vivos de Lima Barreto é uma das minhas leituras em andamento no Kindle e faz meses que comecei e nunca mais voltei. Acho que o principal motivo é que li livros com temas e dramas pesados e ler um sobre hospício podia desgraçar a cabeça demais. Como estou muito empolgada para retomar meu projeto de leitura dos clássicos brasileiros a história voltou pra meta.

O livro da bolsa é uma das categorias livres do mês e quero dar espaço a coleção Grandes Sucessos. O projeto de leitura do novo testamento deve aparecer nas metas mensais, mas sem pressão para cumprir datas ou número de páginas. Arrabal e a noiva do capitão de Marisa Ferrari também é uma leitura em andamento, mas como não está rendendo não entrou para a lista dos livros principais. E vocês, o que escolheram para janeiro?

Assista ao vídeo publicado no canal do Estante da Nine com a meta de janeiro

LIVROS
O vermelho e o negro de Stendhal (compre na Amazon)
Fanny Hill de John Cleland (compre na Amazon)
O cemitério dos vivos de Lima Barreto (baixe de graça na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Leitura todo dia: semana 48

7 de janeiro de 2018

A semana 48 do projeto Leitura todo dia foi dominada por uma única história, que eu me esforcei muito para concluir em 2017, mas que principalmente pelo clima sombrio e o drama do enredo, não pude ler 100 páginas em um dia. Não deu. O resumo também tem dois dias sem leitura, a sexta e a segunda-feira. Ah, já ia esquecendo, hoje comento sobre o que li entre 27 de dezembro a 02 de janeiro e ufa, Leitura todo dia em ordem aqui no Estante da Nine.



A insustentável leveza do ser de Milan Kundera foi a leitura da semana 48. Embora eu tenha feito um bom avanço em relação ao resumo 47, não dei conta de terminar. A história, que já me deixava melancólica, teve momentos realmente perturbadores, e comecei a sentir um incomodo tremendo com o enredo. Apesar dos casais peculiares e seus relacionamentos conturbados, adorei o contexto histórico e social, e como artistas e intelectuais tem seu papel afetado no dia a dia. Em breve escrevo a recomendação de leitura por aqui. E vocês, o que leram nessa primeira semana de janeiro?

Assista ao vlog da semana 48 do projeto Leitura todo dia

LIVRO
A insustentável leveza do ser de Milan Kundera (compre na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Brechó Chi Cão: compras de dezembro!

6 de janeiro de 2018

Apesar da grana curta eu consegui passar pelo Brechó Chi Cão em dezembro e fiz o achado favorito do ano. A edição do mês aconteceu entre 10 e 13 de dezembro no Centro de Convivência da Universidade de Caxias do Sul (UCS), e visitei o brechó dia 13, tudo com 50% de desconto. Dessa vez não fiz imagens no local porque fui no horário de almoço e estava cheio, por isso nos próximos meses pretendo chegar cedo de manhã, na abertura, e filmar algumas cenas para mostrar a vocês.

As minhas peças favoritas do mês foram a blusa vermelha de malha e a bolsa caramelo, também meu item preferido entre todos os garimpos do ano, seja entre os desapegos da família, seja nas compras de brechó. Uma peça foge da minha zona de conforto, mas adorei a textura e cor, outra está na pilha dos testes, já que ficou grande, e outra, apesar de eu ter adorado a cor, foi para doação porque ficou no limite do tamanho e desconfortável para usar no dia a dia.



Para entender melhor o post de hoje assista ao vídeo publicado no canal (incorporado abaixo). Vale lembrar que já passou algum tempo desde que comprei, gravei, e sentei agora para escrever a publicação em 6 de dezembro. Assim eu pude pensar sobre cada peça e decidir o que realmente ia ficar ou sair. Eu não provo as roupas no Brechó Chi Cão, então sempre podem acontecer surpresas, hehehe. Vocês compram em brechó para ajudar causas importantes?

Assista ao vídeo com minhas compras de dezembro no brechó Chi Cão

Beijos!

Foto: Nine Stecanella

Leitura todo dia: semana 47

1 de janeiro de 2018

A semana 47 do projeto Leitura todo dia foi uma das mais loucas desde que comecei os vlogs semanais. Entre os sete dias, li apenas em três e nos outros quatro fiquei empacada nas atividades de casa, no trabalho ou simplesmente não tive atenção para ler. Mesmo assim, o livro escolhido na semana foi promissor e isso valeu pelos dias em branco. O resumo de hoje é sobre a leitura entre 20 a 26 de dezembro.

A leitura da semana 47 que segue como minha atual é A insustentável leveza do ser de Milan Kundera. O livro foi o vencedor na enquete na comunidade do canal (já é inscrito?), e devo agradecer a quem votou porque apesar de sempre muito comentado, desde o início a história me surpreendeu, talvez porque eu tenha imaginado um contexto diferente para os casais complexos e destrutivos relatados no enredo. Como meu avanço foi de 49 páginas, também o total da semana, não posso comentar muito sobre os acontecimentos porque ainda estou tentando me inserir na história, mas na próxima semana sem dúvida explico mais sobre essa experiência. E vocês, o que estão lendo?

Assista ao vlog da semana 47 do projeto Leitura todo dia

LIVRO
A insustentável leveza do ser de Milan Kundera (compre na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine