5 livros perturbadores

12 de outubro de 2017

Eu não sou a leitora mais organizada com datas ou comemorações, mas há algum tempo pensei no tema dessa lista e outubro pareceu o mês ideal para gravar (afinal o tema já estava na fila há dois meses). O rascunho original certamente chegava em 10 opções de leitura, mas para deixar o vídeo e o post mais dinâmicos (e quem sabe gravar uma 2ª edição), selecionei cinco dos livros mais perturbadores da estante

Memórias da casa dos mortos de Fiódor Dostoiévski é um dos meus livros favoritos da vida e também leitura pesada. A história retrata uma prisão siberiana de trabalhos forçados do século XIX e disseca a vida dos presos, seus crimes e personalidades, as condições em que vivem, os trabalhos, as limitações. Por mais que o leitor se depare com figuras horríveis ao longo da narrativa, o livro causa incomodo porque nos perguntamos se pessoas, por piores que sejam, mereçam viver em tais condições. O livro também mostra que tudo, tudo mesmo, tem dois lados, mais de uma perspectiva.

A lista do nunca de Koethi Zan é daqueles livros perturbadores e realistas. O enredo retrata a vida de algumas mulheres que foram sequestradas e anos depois, com o agressor prestes a ser liberto pela justiça, se encontram novamente em situação delicada, afinal o homem, apesar de preso, se manteve presente na vida de algumas vítimas e o medo é de que ele saia para se vingar. Mesclando passado e presente acompanhamos as personagens em buscas de respostas e até superação, afinal é o tipo de trauma que marca a vida para sempre.


Ratos de Gordon Reece é uma leitura de 2017 e entrou para a lista dos livros surpreendentes (além de perturbadores). O leitor acompanha a mudança da vida de uma mãe e uma filha que sofreram diferentes abusos e finalmente estão recomeçando suas vidas. Logo após a mudança, no entanto, uma situação grave acontece e a transformação que as duas mulheres passam trará uma nova vida a elas. Antes submissas, essas personagens se transformam em algo realmente assustador e não necessariamente melhor.

Escuridão total sem estrelas de Stephen King é um ótimo livro de contos. Minha recomendação de hoje é a primeira história, 1922, que retrata um crime doméstico por conta de uma herança e a partir da morte de um dos personagens os dois protagonistas envolvidos começam a viver num inferno, sofrendo de alucinações, sensações físicas e até uma realidade distorcida. Apesar de retratar uma época diferente, a situação do livro é cotidiana e familiar, e isso já é muito assustador. O desfecho para a ação macabra também cobra seu preço.

Viva para contar de Lisa Gardner é minha última recomendação da lista de hoje e o tema perturbador do livro é crianças psicopatas. A história de investigação acompanha alguns temas diferentes que em determinado momento vão se conectar. Todos eles giram em torno de crianças, especialmente daquelas que precisam de atenção especial, e como é a rotina de suas famílias ou cuidadores. Também tem crime, é claro, e apesar de tudo parecer surreal e distante, esse tipo de coisa está acontecendo agora, talvez próximo de nós, e nem imaginamos. Imagina então ser mãe/ pai de uma criança psicopata?

Assista a lista em vídeo publicada no canal
do Estante da Nine com os 5 livros perturbadores

LIVROS
Memórias da casa dos mortos de Fiódor Dostoiévski (opinião | compre na Amazon)
A lista do nunca de Koethi Zan (opinião | compre na Amazon)
Ratos de Gordon Reece (opinião | compre na Amazon)
Escuridão total sem estrelas de Stephen King (opinião | compre na Amazon)
Viva para contar de Lisa Gardner (opinião | compre na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine