Meta de leitura: agosto (2017) - Muitos calhamaços!

10 de agosto de 2017

Conferi a minha meta de leitura entre as TAGs e listas para 2017 e confirmei: restaram os calhamaços. Então, como não há mais como fugir dos livros grandes, agosto está cheio de leituras ambiciosas e que eu espero cumprir (ou pelo menos parte disso). Vou começar pelo livro em andamento há algum tempo, O retorno do rei de J.R.R. Tolkien que espero finalizar neste mês. Sexta tem diário de leitura da trilogia, e por enquanto tem sido uma experiência peculiar e um pouco diferente do que eu esperava.

Dois livros da meta de julho seguem em agosto: O vermelho e o negro de Stendhal, o próximo clássico da minha lista e história que já está há alguns anos na estante, e Saco de ossos de Stephen King, livro que os leitores e inscritos comentaram ser ainda mais tenso que Misery, certamente precisava permanecer entre as opções de leituras.

Os três mosqueteiros de Alexandre Dumas entrou para a meta como opção da lista 5 autores clássicos para ler em 2017. Na verdade eu já li um livro do autor esse ano, O colar de veludo, e gostei. Por isso, apesar de já ter conhecido o trabalho dele mantive essa escolha na meta (e também porque assisti O homem da máscara de ferro e fiquei muito curiosa para saber se as histórias estão relacionadas).

Para terminar a meta de agosto inclui O pintassilgo de Donna Tart porque as recomendações de leitura foram sempre empolgadas. Esse livro também está na minha estante há alguns anos e sempre adiei porque é um calhamaço e tanto, mas vou tentar ler parte dele no mês (gostaria de todo, mas né). E vocês, já escolheram os livros para agosto?

Assista ao vídeo com a meta de leitura para agosto

LIVROS
O retorno do rei de J.R.R. Tolkien (compre na Amazon)
O vermelho e o negro de Stendhal (compre na Amazon)
Saco de ossos de Stephen King (compre na Amazon)
O pintassilgo de Donna Tart (compre na Amazon)

Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners do Submarino e Amazon;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine