8 lições que aprendi em 8 anos de Estante da Nine

1 de maio de 2017

Eu nem acredito que oito anos se passaram desde que sentei para escrever o primeiro post do hoje Estante da Nine, no dia 1º de maio de 2009, sobre Crepúsculo, um vicio que na época me pegou de jeito mesmo na casa dos 20 anos, hehehe. Durante esse tempo minha relação com o blog passou por altos e baixos, mas como um projeto de vida ele é o mais duradouro de tudo que já fiz e tentei nesses meus 29 (daqui a pouco 30) anos. Para comemorar este 8º ano de Estante da Nine eu resolvi compartilhar oito lições que aprendi durante esse período sobre a minha vida, personalidade e internet, é claro!

1. Meu blog é pessoal e retrata a minha personalidade

Ao longo desses oito anos eu pensei diversas vezes em convidar algumas pessoas para postar por aqui. Também recebi mensagens e e-mails de leitores interessados em colaborar, mas a verdade é que a ideia sempre me incomodou. Demorei algum tempo para entender que apesar das crises eu adoro manter o Estante da Nine principalmente porque ele reflete a minha personalidade e os meus gostos, e é assim que eu quero continuar.

2. O Estante da Nine não é portal de notícias

Outro dilema enorme desses oito anos de Estante da Nine é sobre notícias e divulgações. Eu tentei algumas vezes publicar posts sobre o tema, em formatos e épocas diferentes, mas nunca gostei. Nunca combinou com os demais conteúdos que eu publico por aqui. Pode parecer irônico uma jornalista que não explorar esse segmento, que rende sim algumas visitas a mais, mas resolvi extinguir de vez essa categoria.

3. O Estante da Nine reflete minha opinião e cada um tem a sua

Felizmente eu nunca tive muitos haters ou pessoas para me ofender na internet durante essa quase uma década, mas eventualmente acontece. Tudo que eu compartilho por aqui, no canal e nas redes sociais reflete a minha opinião, as minhas impressões e gostos. Não é a verdade absoluta e também não invalida a opinião e gostos dos outros. As vezes esse é um ponto bem difícil de esclarecer na internet, então vale reforçar sempre que a oportunidade permite. 

4. Eu não consigo postar por obrigação

O meu maior desafio pessoal em relação ao Estante da Nine foi entender que eu realmente não consigo postar por obrigação. Hoje mesmo tirei um tempo para escrever essa lista depois das 21h porque foi a hora que senti vontade de compartilhar tudo isso. O fato de não conseguir manter uma regularidade também dificulta a possibilidade de transformar o blog no meu trabalho e fonte de renda, por isso essa ideia saiu dos planos e metas, pelo menos por enquanto.

5. As tendências muitas vezes não me agradam

Um dos maiores desafios de manter uma página ou perfil na internet atualmente é não seguir os padrões ou as tendências. Volta e meia um tema de vídeo ganha ênfase, ou um formato de gravação, ou um assunto e se você não faz parte do grupo que abraça essas modas muitas vezes fica esquecido em algum canto da rede e talvez alguém te leia ou assista. Foi difícil, mas também percebi que eu não gosto de muitas tendências e o preço por não fazer parte dela é continuar com os meus poucos e queridos leitores e inscritos. E tudo bem!

6. Parcerias são interessantes para um grupo de pessoas, não para todos

Parcerias são e sempre foram um assunto polêmico entre blogs e canais literários. Eu tive a oportunidade de conhecer e ler ótimos livros através de parcerias com autores e editoras, mas depois de um tempo percebi que já não tinha mais tanto interesse assim. Meu gosto mudou, minha rotina de leitura mudou e tudo isso afetou minha visão sobre o tema, além do tempo e pensar no Estante da Nine com outra visão, diferente de oito anos atrás.  

7. Cuidado com as dicas disfarçadas de regras

Eu já cai em algumas ciladas ao assistir vídeos e ler textos com dicas de como manter um blog ou canal na internet e todas as variações possíveis do tema. Acontece que muitas dicas são na verdade regras que na maioria dos casos padronizam todo mundo e afastam da internet quem não se vê no perfil padrão "em alta" ou até de uma ferramenta como o blog. Eu certamente não me encaixo em muitos quesitos e dicas, e foi difícil entender que tudo bem, eu sigo com a liberdade de escrever sobre o que eu quero nesse espaço porque afinal é um blog pessoal.

8. Não se compare

Tá aí outra cilada que foi um desafio vencer. Quando perdi meu domínio .com, e depois com a estagnação do canal a partir de 2013/ 2014, foi difícil me manter motivada com o Estante da Nine e o blog até teve alguns períodos com pouquíssimos posts. Eu vi tantos blogs crescerem e senti uma inveja imensa, não há porque mentir. Alguns dias ainda são ruins, mas no geral eu já melhorei, e muito, a minha relação com os números do blog e canal. Não se apegue as estatísticas.

Beijos!