Sorteio de marcadores

30 de março de 2016

Oi gente, tudo bem? Por aqui tudo tranquilo. E o post de hoje é especial... Dia desses organizei minha estante para começar a gravar a bookshelf tour e aproveitei para conferir também outros materiais relacionados a livros guardados em caixas e espalhados pela casa. Moral da história: tenho um montão de marcadores parados e até pensei em jogar fora, mas sei que muitos de vocês não encontram com facilidade nas livrarias e por isso organizei três kits para sortear entre os leitores do Estante da Nine! Espero que vocês gostem e na medida do possível pretendo sortear livros e também kits com material de papelaria.

REGRAS:
  • Ter endereço de entrega no Brasil;
  • Preencher o formulário abaixo;
  • Responder o e-mail de contato em até 3 dias.

IMPORTANTE:
O sorteio é válido do meio dia de 30 de março e encerra também ao meio dia do domingo, 10 de abril. Os kits terão marcadores variados e serão enviados em até 30 dias após o sorteio. Os vencedores serão comunicados por e-mail e este post atualizado. ATENÇÃO: cartas que retornarem para o Estante da Nine com erro de endereço ou com negativa de entrega dos Correios não serão reenvidas, por isso participe apenas se você realmente tiver interesse, ok? Boa sorte!

Beijos!

A caverna das maravilhas de Matthew J. Kirby

28 de março de 2016




A caverna das maravilhas
#5 Infinity Ring
Autor: Matthew J. Kirby
Editora: Seguinte
Edição: 2014
Páginas: 240
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino | Amazon

LEIA MAIS
Infinity Ring
Próxima parada: Bagdá, 1258. É para lá que o Anel do Infinito manda Sera, Dak e Riq, com o objetivo de corrigir mais uma falha histórica em sua missão de salvar a humanidade. Em meio a caravanas de mercadores e feiras onde são vendidos perfumes, sedas, tapetes e especiarias, os três aventureiros precisam descobrir um jeito de impedir a destruição de uma das maiores bibliotecas da época. Os mongóis estão cada vez mais perto, e o cerco a Bagdá é inevitável. Pelo que Dak sabe, os invasores vão jogar todos os livros da cidade no rio Tigre, até deixá-lo preto de tanta tinta! Mas a importância dessas páginas vai além da preservação de documentos históricos: sem as informações contidas ali, os três viajantes do tempo não poderão continuar a missão, e tudo o que eles conseguiram até então irá por água abaixo. Agora, os riscos são maiores do que nunca.

O homem invisível de H.G. Wells

26 de março de 2016




O homem invisível
Autor: H.G. Wells
Editora: Alfaguara
Edição: 2011
Páginas: 207
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino | Amazon
Em uma noite gelada de fevereiro, surge numa cidade isolada na Inglaterra um desconhecido à procura de abrigo. Com o rosto coberto de bandagens, enluvado e de óculos escuros, esse homem misterioso, de pouca conversa, parece estar se recuperando de um acidente que o desfigurou. Pede à dona da estalagem um quarto reservado, onde possa passar os dias sem ser incomodado. Mas a verdade está muito além da compreensão dos habitantes do vilarejo. Esse homem ríspido, que desde o início se indispõe com os demais, criou um método para se tornar invisível e caiu em sua própria armadilha: sem um antídoto, não pode voltar ao estado original. Acossado pelos moradores, incapaz de lidar com o poder que a invisibilidade lhe confere, ele caminha gradualmente a um estado de violência e intolerância. 

O vídeo de hoje é para compartilhar minha experiência de leitura do livro O homem invisível de H.G. Wells. Essa foi uma escolha da lista de 12 livros para 2016 e apesar de não ter sido incrível, foi boa. A parte científica fica em segundo plano e acompanhamos parte da história deste homem que consegue deixar seu corpo completamente invisível.

Um ponto importante que esqueci de comentar no vídeo é que esta edição da Alfaguara tem notas de rodapé. Eu conferi cada uma delas no decorrer da leitura, mas os estudiosos apontam algumas falhas na construção do enredo o que prejudicou um pouquinho minha experiência com o livro. As notas também trazem informações adicionais sobre a obra e a época e minha dica para quem pretende O homem invisível é fazer uma relação das páginas e notas e ler tudo no final. 


Beijos!

*Ajude o blog comprando pelos links indicados no post ou através dos banners da Amazon e Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Resumo de fevereiro (2016) - Forrest Gump e Se eu ficar!

24 de março de 2016

Oi gente, tudo bem? O vídeo de hoje é para conversarmos sobre filmes e séries no Estante da Nine. Neste caso, a coluna resumo do mês é referente a fevereiro e vou comentar sobre duas produções para o cinema e dois programas de TV que assisti e acompanhei ao longo do mês!


FILMES
Se eu ficar – dirigido por R.J. Cutler (resenha)
Forrest Gump – O contador de histórias – dirigido por Robert Zemeckis (resenha)

SÉRIES

Beijos!
Batom: Flat out fabolous da MAC

Se eu ficar (If I Stay) – dirigido por R.J. Cutler

19 de março de 2016




Se eu ficar
(If I Stay)
Direção: R.J. Cutler
Produção: Metro Goldwyn Mayer
Ano: 2014
Duração: 106 minutos
Filmow | IMDb
Compre no Submarino

LEIA TAMBÉM
Se eu ficar de Gayle Forman
Para onde ela foi de Gayle Forman

Oi gente, tudo bem? Hoje eu finalmente sentei para escrever sobre o filme Se eu ficar, dirigido por R.J. Cutler, que assisti no final de fevereiro no canal Telecine. Não pretendo me estender muito nas impressões, mas achei interessante publicar um post rápido porque a leitura fez parte da minha meta para o Desafio livros e seus filmes em 2014. Aqui no Estante da Nine eu já escrevi sobre o livro que deu origem ao filme, Se eu ficar de Gayle Formam e também sobre a continuação, Para onde ela foi, meu vídeo mais assisto até hoje!

Na história acompanhamos Mia, uma adolescente apaixonada por música clássica que por vezes se sente um peixe fora d'água no meio de sua família roqueira. A protagonista logo chama a atenção de Adam, líder da banda mais badalada da cidade. A relação entre os dois personagens começa de forma sutil, mas logo se transforma em namoro. Prestes a terminar o ensino médio, Mia tem muitas dúvidas sobre o futuro, mas tudo muda após um grave acidente de carro em um dia de neve intensa. 

No geral, eu gostei da adaptação de Se eu ficar. Os principais elementos da trama do livro estão presentes no roteiro do filme e apesar de alguns momentos não ganharem a atenção merecida, a história mantém a dinâmica entre presente e passado de forma satisfatória. Também achei a personalidade de Mia e Adam bem fieis ao que eu imaginei ao longo da leitura e alguns momentos entre o casal foram até mais espirituosos que no livro. Assim como na obra de Gayle Formam, a condição da protagonista no filme dá margem para várias interpretações, que variam de acordo com a crença (ou falta dela) e visão de mundo de cada um.



Sobre os aspectos negativos, eu não gostei de Mia correndo pelo hospital toda vez que algo relevante acontecia em um setor diferente do que ela estava. Eu até entendi a ideia de usar a corrida como transição das cenas, mas não teve um efeito dramático interessante. E por falar nisso, eu tinha a impressão de que me emocionaria bem mais com o filme, mas isso não aconteceu. Claro que alguns trechos são realmente marcantes e algumas lágrimas rolaram, mas não foi aquela choradeira, sabe?!

No geral, é um bom filme. Faltou alguma coisa para que eu me envolvesse mais com a história, no entanto incluo Se eu ficar na lista das boas adaptações literárias (mas não das mais incríveis). Minha nota para a produção dirigida por R.J. Cutler foi de três estrelas e meia no Filmow. Me incomoda que Chlöe Moretz aparaça em tantos filmes (inspirados em livros), mas sem dúvida ela foi uma ótima Mia. Jamie Blackley também foi bem como Adam, mas como já comentei nas resenhas do livros, não sou fã dele.

E vocês, já leram ou assistiram Se eu ficar? Como foi a experiência? Vocês gostaram da história e do rumo que Gayle Formam escolheu? Me contem tudo nos comentários!

ASSISTA AO TRAILER DE SE EU FICAR

Beijos!
Imagem: Divulgação
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Triste fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto

13 de março de 2016



Triste fim de Policarpo Quaresma
Autor: Lima Barreto
Editora: Ática
Edição: 2002 (23ª)
Páginas: 2016
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

LEIA TAMBÉM
Lucíola de José de Alencar
Para Major Quaresma, a Pátria é um ideal que está acima de tudo. Visionário por excelência, suas idéias colocam-no em várias situações embaraçosas e levam-no até a ser internado em um manicômio. Tímido, discreto, ingênuo, é também uma palha de pureza a navegar num oceano de podridão. Este é um livro escrito com todos os nervos, mas principalmente com o coração, e que se destina a quantos tenham orgulho de ser brasileiros.

Beijos!
Batom Nude Wood da Panvel
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Sumiço, trabalho e novos (ou nem tanto) rumos do Estante da Nine

10 de março de 2016

Oi gente, tudo bem? Faz mais ou menos 10 dias que estou afastada da internet por conta do ritmo insano de trabalho. Sento para escrever este texto às 7h36min desta quinta para conversar com vocês algumas coisas importantes que há tempos ensaio publicar ou gravar, mas enrolava porque não sabia exatamente como queria começar tudo isso. Já é tradicional que pelo menos uma vez por ano role algum post desabafo por aqui, mas esse não vai ser de mimimi não, então fica comigo até o final!

A verdade é que já passei por várias fases desde que criei o Estante da Nine em 2009 (o canal em 2010) e há algum tempo as coisas como estão já não me fazem feliz. Desde 2014, quando desanimei com o canal, resolvi que meu foco seria o blog e de lá para cá já tive muitas ideias do que quero melhorar e acrescentar. Quem me acompanha por aqui já deve ter percebido alguns posts "diferentes" do universo livros - filmes - séries e agora quero estender isso para o canal.

***

A verdade é que há alguns anos eu percebi que o formato de post que eu mais gosto de escrever ou gravar, as resenhas de livros, são as publicações menos visualizadas e comentadas do Estante da Nine. Já fiz enquete de público, já fiz votação para os leitores escolherem um livro e perguntas nas redes sociais, mas essa realidade não muda. Logo, e falando sinceramente, não vejo porque manter o blog como literário se o que eu mais gosto de fazer nesse segmento não desperta interesse nos leitores. Portanto, e agora é oficial mesmo, vou escrever sobre o que quiser por aqui.

Eu acho importante lembrar para todos os leitores e amigos que passam por esse espaço que no começo o Estante da Nine era um blog de variedades e aos poucos é para este caminho que quero voltar. CALMA! Os livros sempre continuarão como tema principal, o que eu quero fazer a partir de agora é escrever mais posts de experiências pessoais, sobre a casa, jornalismo, esporte, decoração e faça você mesmo. Também estou preparando alguns especiais e volta e meia pode rolar alguma dica de maquiagem ou receita, estes últimos dois temas esporadicamente, uma vez por mês talvez.

***

Agora que 2015 passou, e foi um ano desanimador e pouco produtivo, mas que também pensei muito sobre a minha carreira profissional, minha vida e claro que considerei o que fazer com o blog e o canal, cheguei a conclusão de que preciso focar mais nas minhas ideias e pensar menos no que as pessoas vão pensar se eu publicar isso ou aquilo. Afinal, esse espaço é para compartilhar tudo aquilo que eu considero relevante e interessante. 

Além de ter sumido por alguns dias, achei importante escrever este post porque algumas ideias estão pipocando na minha cabeça há dois anos e quero que vocês participem junto comigo dessa transição. Além disso, meus horários de trabalho influenciariam de qualquer maneira o ritmo do Estante da Nine e neste final de semana é que vou começar a organizar os posts e programá-los. Espero que vocês continuem comigo nesta nova fase.

Beijos!

Leituras de fevereiro (2016) - Virginia Woolf e HP!

3 de março de 2016

Oi gente, tudo bem? Fevereiro foi um mês estranho pra caramba, né? No início tudo parecia rápido e o final se arrastou por um ano. Pelo menos foi essa a minha sensação, hehehe. Resumindo, não li muito. Um pouco pela ressaca literária, mas principalmente porque não estava afim. No vídeo comento sobre os livros lidos no mês passado! Espero que gostem. O que vocês leram?


LIVROS
Entre os atos de Virginia Woolf (resenha)
Apaixonados anônimos de Gael Rodrigues

Beijos!
Batom Vinho intenso - Panvel

Favoritos de janeiro (2016) - desapego, Chicago Med e +!

2 de março de 2016

Oi gente, tudo bem? Bem vindos a mais um vídeo de favoritos do mês e a primeira edição de 2016 tem um diferencial: adicionei três novas categorias para deixar a coluna mais dinâmica. Confere aí quais foram meus queridinhos de janeiro e aproveita pra comentar se gostou das mudanças.


maquiagem: protetor solar facial Sundown 50 FPS
moda: blusa Marisa (a mesma de dezembro, percebi só agora)
comida: nada, nadinha de especial
música: Sorry - Justin Bieber
televisão: Chicago Med no Canal Universal
vídeo: DIY escrivaninha/ penteadeira do Canal DIYcore
artigo: Desapegar é bom 
casa: multiuso Pratice da Bom Bril

Beijos!
Batom Sun Kiss Rose - Intense Califórnia/ O Boticário