Sorteio: Os Goonies

28 de fevereiro de 2015

Oi gente, tudo bem? O post de hoje, aposto, vai deixar muitos leitores animados. Sim, é dia de sorteio, YUPI! Inicialmente a ideia era liberar a ação junto com a resenha do livro, mas acabei me enrolado e deixei para publicar depois. No caso, hoje. O exemplar do sorteio é a mesma edição que mostrei nas fotos da postagem sobre Os Goonies. Para quem não leu, confira aqui

REGRA
  • A única regra é ter endereço de entrega no Brasil onde haja um responsável (ou o próprio vencedor, claro) para receber o prêmio. A primeira participação é livre e as demais, como seguir o blog nas redes sociais, são chances extras.

ATENÇÃO
  • O sorteio é válido de 28 de fevereiro a 29 de março;
  • O resultado será divulgado neste post no dia 1º de abril;
  • Nas opções extras é preciso deixar as informações adicionais solicitadas;
  • O vencedor terá três dias para responder o e-mail de contato, caso contrário, o sorteio será refeito;
  • O envio do prêmio será feito pelo Estante da Nine em até 30 dias após a divulgação do resultado.

PARA PARTICIPAR, PREENCHA O FORMULÁRIO

Boa sorte!
Beijos!

Carrie: A estranha (Carrie) – dirigido por Kimberly Peirce

27 de fevereiro de 2015




Carrie:  A estranha
Carrie
Direção: Kimberly Peirce
Estúdio: Metro Goldwyn Mayer
Ano: 2013
Duração: 100 minutos
Filmow | IMBd
Compre no Submarino

O primeiro post desta sexta-feira é curto e rápido para comentar o que achei do remake de Carrie – A estranha, lançado em 2013 e dirigido por Kimberly Peirce. Aproveitei que os canais Telecine estavam abertos na última semana para matar (que trocadilho) a curiosidade sobre a versão contemporânea. Acho importante ressaltar que não li o livro de Stephen King nem assisti a clássica adaptação dos anos 1970. Ou seja, minha opinião é baseada no filme e só nele.

Sem enrolação, o filme é uma grande decepção. Fraco mesmo. Essa foi uma das poucas ocasiões em que fui atualizar minha página no Filmow e concordei com a maioria dos usuários (dos comentários que li, claro). Mas Nine, o que você quer dizer com fraco? Bom, partindo do ponto que a história é baseada no livro de um dos escritores contemporâneos mais importantes, imagino que além do suspense, Carrie – A estranha passe alguma mensagem, certo? (quem leu me conta)


O filme poderia abordar, além da própria realidade adolescente de Carrie, sua relação com a mãe extremamente religiosa e como os jovens encaram a religiosidade hoje em dia, o rigor absurdo no lar, o fato de ser a “esquisita” da escola e, é claro, a telecinesia. No entanto, a adaptação não explora esses temas com o objetivo de trazer um debate. Não! O filme é construído com momentos clichês seguidos de cenas impactantes e sanguinolentas, visualmente bem chocantes, mas que não agregam em nada para o conteúdo da história, para que o enredo tenha um desenvolvimento além da parte fantástica.

Eu gostei da escolha de elenco e das atuações. Infelizmente, pelo roteiro se ater especialmente na parte paranormal da história (e Stephen King é um dos roteiristas), a performance dos atores não parece tão boa assim. Quando Carrie – A estranha terminou eu pensei “Tá, é isso o filme?”. Porque a mensagem final é clara: comenta bullying com a menina com poderes telecinéticos e ela massacrará você no baile. Sim, é só isso que o filme passa.



Cotei Carrie – A estranha com duas estrelas no Filmow. Raramente vocês me verão falar ou escrever isso, mas eu não recomendo o filme. Se você é fã de Stephen King e está curioso, ok. Mas no geral, não é um filme que eu tenha gostado ou tenha valido a pena nem pela parte paranormal e nem por outros questionamentos, porque eles são quase inexistentes. Agora estou em dúvida entre ler o livro primeiro ou assistir ao filme dos anos 1970 para saber se foi melhor adaptado (pelos comentários dos fãs da história, foi sim).

ASSISTA AO TRAILER

Beijos!
Fotos: Divulgação
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Músicas (e cantoras) favoritas (do momento)

24 de fevereiro de 2015

Vocês ainda lembram que, de vez em quando, rola a coluna músicas na estante por aqui? Pois é, faz um tempão que não publico uma playlist, mas o objetivo é que seja o post de toda segunda-feira, o que acham? Para explicar a seleção de hoje eu deveria voltar 10 anos no tempo e dizer para a Nine adolescente: "Não esquenta, você vai ser eclética. E não vai demorar muito" - hehehehehe. A verdade é que tenho fases e na atual escuto muita, muita cantora pop: algumas porque sempre gostei, outras porque conheci recentemente e algumas porque deixei o preconceito de lado. As músicas que escolhi hoje vão desde aquelas que gosto, passando pelas divertidas e chegando aos clipes chocantes (Anaconda, no caso). PS: não sei vocês, mas eu sou viciada em ler letras de músicas para aprender a cantar. Pesquiso sempre lá no Vagalume.





Beijos!

Aniquilação de Jeff VanderMeer

23 de fevereiro de 2015

 


Aniquilação
#1 Comando Sul
Autor: Jeff VanderMeer
Editora: Intrínseca
Edição: 2014
Páginas: 208
Compre no Submarino
Aniquilação, o primeiro livro da trilogia Comando Sul, apresenta um grupo de quatro mulheres enviadas para a Área X, um lugar incompreensível e isolado do restante do mundo há décadas, onde a natureza tomou para si os últimos vestígios da presença humana. Elas fazem parte da décima segunda expedição ao local, cujos objetivos são explorar o terreno desconhecido, tomar nota de todas as mudanças ambientais, monitorar as relações entre elas próprias e, acima de tudo, não se contaminarem. Uma missão mortal, visto que todas as expedições anteriores tiveram resultados assustadores, como suicídios em massa, tiroteios descontrolados e casos de mudança de personalidade súbita seguidos de morte por câncer. As mulheres partiram para a Área X esperando o inesperado… e foi exatamente isso que encontram.

Meta da semana: 21 a 27 de fevereiro

21 de fevereiro de 2015

Faz um mês que não publico no Estante da Nine a coluna meta da semana. O principal motivo, claro, é que não li muito entre meados de janeiro e o início de fevereiro. Felizmente a Maratona Literária de Carnaval ajudou a movimentar as leituras e hoje retomo como post de sábado e, espero, para não falhar mais.

Na semana que passou conclui duas leituras. A primeira foi Os Goonies, escrita por James Khan e criada por Steven Spielberg. Eu adoro o filme e ler o livro foi uma ótima experiência. Eu adorei. Já tem post sobre ele. Se você quiser ler, clique aqui. Também terminei Aniquilação de Jeff VanderMeer, primeiro livro da trilogia Comando Sul. Foi uma leitura bem diferente e eu gostei muito da proposta do enredo. A resenha do livro sai na segunda-feira, dia 23 de fevereiro. 

Outras duas leituras estão em andamento, ambas começadas na maratona literária. O primeiro que pretendo terminar para o Desafio Literário 2015 é Cidade das Cinzas de Cassandra Claire, que fluí extremamente bem todas as vezes que sento para ler. Cinquenta tons de cinza me divertiu demais no começo, mas cheguei na parte do contrato e estou um tanto apreensiva com o que vai acontecer, hehehehehe! Esta é uma leitura para o Desafio livros e seus filmes. Antes de fevereiro terminar, gostaria de ler O trono de vidro de Sarah J. Maas, último sorteado na TBR Jar.


E vocês, o que leram nos últimos dias?

Beijos!
Fotos: Nine Stecanella

Leituras de janeiro (2015) + enquete

20 de fevereiro de 2015

Quem assina o canal já deve ter assistido ao vídeo novo, mas para quem acompanha apenas o blog, hoje é dia de leituras de janeiro. Além de comentar sobre os livros que li no último mês, faço uma pequena enquete no final e conto com a ajuda de vocês!



LEITURAS 
As virgens suicidas de Jeffrey Eugenides
Mrs. Dalloway de Virginia Woolf
O beijo das sombras de Richelle Mead (resenha)
Fangirl de Rainbow Rowell (resenha)
Simplesmente acontece de Cecelia Ahern

Beijos!

Os Goonies de James Kahn (e Steven Spielberg)

19 de fevereiro de 2015






Os Goonies
Autor: James Kahn
Criador: Steven Spielberg
Editora: Darkside
Edição: 2012
Páginas: 240
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Os Goonies - O clássico filme infanto-juvenil, "Os Goonies", volta direto dos anos 1980, adaptado para livro. Às vésperas de serem despejados de seus lares, um grupo de crianças - os Goonies - segue em busca de um tesouro escondido, em uma história fantástica de amizade.

Sabe quando tu acha que vai gostar de um livro e, felizmente, ele supera as expectativas?! Hoje vou escrever sobre Os Goonies, a versão literária do filme dos anos 1980 escrita por James Kahn e criada por Steven Spielberg. Diferente de muitas pessoas da minha idade (27 anos), assisti ao filme há poucos anos por influência do Rodrigo (marido), que é muito fã e lógico que amei. A experiência com o livro foi tão incrível quanto e, por coincidência (ou não), hoje de manhã enquanto lavava a louça (serviço de casa é preciso, afinal), peguei o finzinho do filme na Warner.


Como a sinopse do Skoob na verdade não é uma sinopse, vou resumir o ponto de partida para não entregar muito sobre o enredo. A história de Os Goonies começa quando, por conta do interesse do clube da cidade (Astoria) em construir um campo de golfe, os amigos da turma conhecida como Goony, que moram no bairro simples e humilde, serão despejados por não conseguirem cobrir a hipoteca das casas (no caso, seus pais). Desesperados e tristes por terem que deixar tudo que conhecem e onde sempre viveram, os garotos pensam em alternativas para adiar o despejo. Organizando a mudança, a turma encontra no sótão da casa de Mikey, narrador e protagonista, o mapa perdido do famoso pirata Willy Caolho que mudará suas vidas para sempre. Bom, é lógico que eles partem na aventura em busca do tesouro...

Eu jamais trairei meus amigos das Docas Goon,
Juntos ficaremos até o mundo inteiro acabar,
No céu e no inferno e na guerra nuclear,
Grudados feito piche, como bons amigos iremos ficar,
No campo ou na cidade, na floresta, onde for,
Eu me declaro um companheiro Goony
Para sempre, sem temor.
- O JURAMENTO GOONY - 

Certamente esta será uma resenha altamente positiva, já que adorei o livro. Primeiro porque me identifiquei com o ponto de partida do enredo. Durante toda a infância e início da adolescência morei na mesma vizinhança e tive os mesmos amigos. O sentimento que a turna Goony tem no livro (e no filme, claro) é muito familiar ao que eu sentia na época. A razão para a busca do tesouro é nobre: eles não querem se separar, perder suas casas, amigos e tudo que conhecem. Não é pela riqueza. Pelo contrário. Além disso, gosto muito da diversidade da turma. Cada um com manias e habilidades diferentes que se complementam no todo, especialmente durante a jornada. Mas vou retomar este ponto ao final. Ah! O livro é repleto de referência da cultura pop e também alguns aspectos sociais da época.

Além de acompanhar os goonies, conhecemos também a família de criminosos Fratelli. Em determinado momento do livro o caminho desses dois grupos se encontra, o que rende cenas perigosas e engraçadas. O livro também fala sobre superar medos, encarar desafios e lutar por aquilo que se acredita, independente das adversidades. Tudo permeado com uma boa dose de humor. Também aprendemos, e talvez essa seja a grande lição do livro, que aparências enganam. E muito. (Sloth rouba a cena, sem dúvidas).


Outro aspecto do livro que me conquistou (e já comentei em outras resenhas) foi o cenário. Eu adoro praia e mar. E Astoria é uma cidade litorânea. Logo, foi muito verossímil tudo que aconteceu durante a jornada (e até mesmo antes e depois dela). Os cenários, as conexões entre mapas antigos e contemporâneos, os desafios enfrentados... A narrativa também contribui para isso, já que Mikey conta a história pela voz de jovem e como oralmente ele se expressaria numa conversa, por exemplo. Na verdade, o livro tem esse clima de conversa e flui com naturalidade.

Apenas um ponto me deixou em dúvida e por isso o livro não ganhou cinco estrelas. O grupo de amigos faz muitas piadas entre si (os próprios apelidos são reflexo disso) e hoje seria visto como um bullying terrível. Mas esta é uma história dos anos 1980. Nasci na década e fui criança nos anos 1990. Nós sempre tivemos apelidos (não bonitinhos) e sempre brincamos como os garotos do livro. Não encarávamos como ofensa, como algo destrutivo ou ficávamos abalados. Situação bem diferente das crianças e adolescentes dos anos 2000 pra cá. Por isso, fico em dúvida sobre como o público jovem de hoje encararia uma história criada há 30 anos. Talvez alguns aspectos não façam tanto sentido.


Os Goonies é um livro que fala sobre amor, amizade, companheirismo, perseverança e união. Com uma narrativa leve e descontraída que, apesar de ser um livro para jovens, é na verdade para leitores de todas as idades. A edição da Darkside é linda de tão caprichada. Tem mapa nas costas da capa e contracapa e ótima diagramação e projeto gráfico, além daquela folha amarela que amamos. Não encontrei erros de revisão. Ficou claro que é leitura mais do que recomendada, né?! Quem aí já leu ou quer ler? Gostou? Conta tudo nos comentários!!!

Beijos!
Fotos: Nine Stecanella
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Maratona Literária de Carnaval (24h) - como foi?!

16 de fevereiro de 2015


Olá guris e gurias. Tudo bem?
A Maratona Literária de Carnaval (24) terminou, mas o feriado ainda é dedicado as leituras. No vídeo de hoje eu mostro como foi a minha experiência de ler durante um dia (ou quase isso) e algumas mudanças que pretendo testar da próxima maratona. No geral, achei a experiência positiva e certamente li mais do que normalmente leio durante 24 horas. Enfim, explico melhor no vídeo e espero que o formato diferente agrade vocês, porque estou pensando em repetir a dose em breve! Estão participando de alguma maratona?


Beijos!

Resumo de janeiro (2015)

14 de fevereiro de 2015

Depois de quase dois anos, chegou a hora de reativar a coluna resumo do mês. Desde o final de 2014 penso nisso e como muitos de vocês pediram para que eu falasse mais sobre filmes e séries, achei o momento propício. Espero que gostem!



FILMES
Como treinar seu dragão
Um sonho possível

SÉRIES CITADAS
Once upon a time
Stargate Atlantis

Beijos!

Wishlist: 5 livros de não ficção

13 de fevereiro de 2015

O post de hoje é uma wishlist com 5 livros de não ficção. Eu fui indicada pela Bruna do blog By Bruna Kitty no vídeo 5 livros de não ficção que quero ler. Resolvi responder neste formato porque não tenho ideia de outras leituras do gênero como biografias, autoajuda, livro reportagem e etc. Escolhi livros que podem ser considerados de não ficção, mas que tem caráter lúdico e de pesquisa. Vocês têm recomendações do gênero?


Livros desejados
  1. Por uma vida mais doce
  2. Dona Benta comer bem (comprado)
  3. 30 minutos e pronto
  4. Veja como se faz
  5. Mais veja como se faz

Beijos!

Este post NÃO é um publieditorial, mas as compras realizadas pelos links indicados geram comissão ao Estante da Nine

Maratona Literária de Carnaval (24h)

12 de fevereiro de 2015

É isso mesmo. Resolvi participar de uma maratona literária 24 horas. Confesso que ainda não sei se foi uma boa ideia (e só vou descobrir domingo), já que tenho tantos outros projetos e desafios em andamento neste ano, mas depois de ler o post da Duda do Book Addict no Facebook fiquei com muita, muita vontade de passar pela experiência. Neste primeiro vídeo eu mostro as minhas quatro escolhas e explico os motivos de cada uma e, ao final da maratona, pretendo gravar a conclusão e comentar sobre como foi participar. Vocês já fizeram alguma maratona 24 horas?



LIVROS
50 tons de cinza de E.L. James
O trono de vidro de Sarah J. Maas
Cidade das cinzas de Cassandra Claire
Os Goonies de Steven Spielberg

Beijos!

As mentiras de Locke Lamora de Scott Lynch

11 de fevereiro de 2015

 


As mentiras de Locke Lamora
#1 Nobres Vigaristas
Autor: Scott Lynch
Editora: Arqueiro
Edição: 2014
Páginas: 464
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
O Espinho é uma figura lendária: um espadachim imbatível, um especialista em roubos vultosos, um fantasma que atravessa paredes. Metade da excêntrica cidade de Camorr acredita que ele seja um defensor dos pobres, enquanto o restante o considera apenas uma invencionice ridícula. Franzino, azarado no amor e sem nenhuma habilidade com a espada, Locke Lamora é o homem por trás do fabuloso Espinho, cujas façanhas alcançaram uma fama indesejada. Ele de fato rouba dos ricos (de quem mais valeria a pena roubar?), mas os pobres não veem nem a cor do dinheiro conquistado com os golpes, que vai todo para os bolsos de Locke e de seus comparsas: os Nobres Vigaristas. O único lar do astuto grupo é o submundo da antiquíssima Camorr, que começa a ser assolado por um misterioso assassino com poder de superar até mesmo o Espinho. Matando líderes de gangues, ele instaura uma guerra clandestina e ameaça mergulhar a cidade em um banho de sangue. Preso em uma armadilha sinistra, Locke e seus amigos terão sua lealdade e inteligência testadas ao máximo e precisarão lutar para sobreviver.

5 capas azuis (ou como trapacear em listas)

9 de fevereiro de 2015

O vídeo de hoje é uma lista com as capas azuis favoritas da minha estante. Quem me indicou para gravar foi a Mari do Triplo Books e fiquei muito animada porque há um tempão não gravo listas ou TAGs. O mais bacana (apesar da bagunça que está aqui em casa) foi notar que realmente as capas azuis que tenho na minha coleção são incrivelmente lindas. Não sei se outra cor se equipara. Espero que gostem e deixem outras sugestões nos comentários!



LIVROS/ SÉRIES/ TRILOGIAS CITADOS NO VÍDEO
A Seleção de Kiera Cass
Starters de Lissa Price
Estilhaça-me de Tahereh Mafi
Soluço Spantosicus Strondus III de Cressida Cowell
O mochileiro das galáxias de Douglas Adams

Beijos!

TBR Jar - novembro (2014)

8 de fevereiro de 2015

Hoje o vídeo é mais um sorteio da TBR Jar. Como vocês puderam ver pelo título do post, ainda estou com minhas leituras atrasadas, mas estou confiante que nestas próximas semanas meu ritmo aumente consideravelmente e eu consiga realizar os demais sorteios até chegar ao mês correspondente. Como estou reorganizando meus livros e esperando pela estante nova, não mostrei o sorteado no vídeo, então me sigam no Instagram para ver o escolhido e acompanhar as leituras do dia a dia. Inscrevam-se no canal e comentem!


Beijos!

O beijo das sombras de Richelle Mead

7 de fevereiro de 2015




O beijo das sombras
#1 Academia de Vampiros
Autora: Richelle Mead
Editora: Nova Fronteira
Edição: 2009
Páginas: 320
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola. Mas isso é só o começo. Em O Beijo das Sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar?

Fangirl de Rainbow Rowell

5 de fevereiro de 2015


 



Fangirl
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Edição: 2011
Páginas: 424
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências. Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?

Favoritos de dezembro (2014)

3 de fevereiro de 2015

Oi gente, tudo bem? O vídeo de hoje é com os meus favoritos de dezembro e sim, está bem atrasadinho. Tive duas semanas conturbadas em janeiro e me afastei por alguns dias da internet, o que atrasou a minha programação de posts. Ainda assim, como vocês gostaram da primeira edição em novembro, resolvi manter a coluna até porque não comento tanto assim sobre os temas em outros vídeos e posts do Estante da Nine.



Beijos!

Document Your Life (janeiro, 2015)

1 de fevereiro de 2015

Oi gente, tudo bem? Este é meu primeiro Document Your Life. Desde o ano passado acompanho alguns vídeos e fiquei empolgada para gravar também depois de assistir a Bel do Algum Infinito. Ainda não sei bem o que gravar, por isso as cenas são de poucos dias (e aleatórias). Acredito que seja uma forma de mostrar cenas do meu dia a dia por aqui e também para me lembrar disso no futuro.



Beijos!