5 trilogias/ séries que preciso concluir

24 de setembro de 2014

Oi gente, tudo bem? O vídeo do dia, que era pra ser uma TAG, virou uma lista. Contei as trilogias e/ou séries que quero concluir em breve. Todas elas já estão na minha estante há algum tempo e escolhi aquelas que estou ou passei da metade.



LIVROS
A esperança de Suzanne Collins
Os reis partidos de Robert Holdstock
Despertada de P.C. Cast e Kristin Cast
O último olimpiano de Rick Riordan
Harry Potter e a Ordem da Fênix de J.K. Rowling

Beijos!

Caninos Brancos de Jack London

23 de setembro de 2014




Caninos Brancos
Autor: Jack London
Editora: Penguin Companhia
Edição: 2014
Páginas: 296
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Parte lobo, parte cão, Caninos Brancos é vendido por seu dono índio ao perverso Beleza Smith. Sofrendo mil tormentos, o animal aprende que para sobreviver é preciso adaptar-se sempre e sempre. Nesta aventura clássica, Jack London mais uma vez traça um empolgante paralelo entre bicho e homem, natureza e civilização.

Oi gente, tudo bem? Depois de dois posts longos sobre Legend e Desafio, acredito que o de hoje será breve (ou talvez nem tanto). Primeiro porque escrever sobre um livro de Jack London requer muita responsabilidade. Ele é um ícone de sua geração e gênero literário. Segundo porque tudo aqui pode parecer estranho e contraditório até o final do texto... Então vamos começar.

Caninos Brancos conta a história de... Caninos Brancos, um lobo filho da mistura de uma cadela com um lobo. As características do pai acabam prevalecendo, mas, apesar disso, Caninos Brancos tem algumas inclinações a parte domesticada da mãe. Quando solicitei o livro para a Companhia das Letras fiz justamente para conhecer o trabalho de Jack London e para saber se a perspectiva de um animal me atrairia tanto quanto um personagem humano.

Devo dizer que gostei demais de Caninos Brancos. Mas a leitura não foi fácil. O livro é dividido em períodos e a parte inicial foi cansativa e pouca atraente para mim. Até pensei em desistir, mas vi muitos comentários positivos sobre a obra de Jack London. Quando de fato a história chega ao nascimento do lobo protagonista, aí sim as coisas acontecerem entre o livro e eu.

Sem dúvida o grande mérito desta história, além de Caninos Brancos, é a narrativa de Jack London. O texto é realista e a atmosfera é tão envolvente que você acompanha tudo como se estivesse a dois passos dos acontecimentos. Sabe quando você assiste a um documentário no Animal Planet ou Discovery? Então, é assim.

Outro ponto interessante é que, apesar de a história ser sobre um lobo, os humanos são extremamente importantes para o desenvolvimento do enredo. Uma vida está atrelada a outra e não vemos apenas a adaptação de Caninos Brancos ao longo das situações mais adversas, vemos também dos homens que o comandam.









Caninos Brancos é um personagem apaixonante. Devo dizer que muito mais que vários protagonistas humanos de livros dos mais variados gêneros. Meus momentos favoritos foram aqueles em que, de certa forma, Jack London se pôs dentro dos pensamentos do lobo. E sim, a forma como ele expressa as memórias de Caninos Brancos é muito realista (se isso faz algum sentido).

Outro aspecto muito legal é que não temos apenas um lobo em sua natureza selvagem. Ao longo da vida, Caninos Brancos precisa se adaptar as mais variadas situações. Desde donos exploradores e abusivos, até o amável e protetor; da falta de comida e isolamento nas florestas congeladas, a abundância de acabar com a vida de outros animais para sobreviver. E nós aprendemos junto com o protagonista que para viver é preciso se adaptar. Sempre. E não importa o quanto a situação é ruim.

A vida de Caninos Brancos é praticamente uma jornada do herói e o final me surpreendeu demais. Não vou contar, claro, para não estragar a surpresa de quem não leu, mas foi muito satisfatório, apesar de bem diferente. Principalmente para o protagonista. E se ao longo do livro temos muitos humanos desprezíveis, Jack London também soube equilibrar com aqueles que são bondosos, apesar de serem minoria.

Sobre a edição da Penguin Companhia, devo confessar, são minhas versões de bolso favoritas. Apesar de a capa não ter orelha, o que favorece os amassados, o livro tem boa fonte e entrelinha, raro na maioria dos títulos neste formato, além de páginas amarelas (Polén Soft). A editora também tem ótimas recomendações quanto a tradução.

Apesar de ter adorado conhecer o trabalho de Jack London e a história de Caninos Brancos, não pretendo ler, em um futuro próximo, outros livros com protagonistas animais. Pode parecer estranho, mas a dificuldade no começo do livro em avançar na leitura deu a dica que de precisarei de um pouco mais de paciência com esse tipo de história. By the way, Caninos Brancos é mais do que recomendado.

E você, já leu algo de Jack London?

Beijos!
Foto: Nine Stecanella
*Livro recebido da editora Companhia das Letras
*Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino;
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine

Desafio de C.J. Redwine

19 de setembro de 2014





Desafio
#1 Desafio
Autora: C.J. Redwine
Editora: Novo Conceito
Edição: 2014
Páginas: 368
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adams guarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou. Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la.

Músicas na estante: Pitty

18 de setembro de 2014

Oi gente, tudo bem? Hoje eu estava com aquela vontade de publicar a coluna sobre música, mas não tinha ideia do que recomendar. Nesses últimos dias não escutei quase nada e por isso minha memória estava um pouco (vejam bem, apenas um pouco) adormecida. Enfim... Fui conferir minha lista de reprodução especial de músicas no Youtube e vi lá um clipe da Pitty. E não é que bateu saudade?! Nada melhor do que compartilhar com vocês minhas canções favoritas, né?! Vamos lá!




Beijos!

Legend de Marie Lu

16 de setembro de 2014




Legend
A verdade se tornará lenda
#1 Legend
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco
Edição: 2012
Páginas: 256
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino
Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos. 

Meta de semana: 13 a 19 de setembro

13 de setembro de 2014

Oi gente, tudo bem? Hoje é dia de meta da semana e apesar do último post ter sido há um mês eu tenho uma boa explicação: agosto foi ruim, fraco e pouco produtivo no quesito leituras (e na vida também). O único ponto positivo é que não aumentei a fila de resenhas atrasadas. Ah! E por falar em resenhas atrasadas, espero colocar todas em dia já na próxima semana. Para isso, conto com a visita e os comentários de vocês, certo?!

A primeira semana de setembro também não foi lá essas coisas, mas consegui concluir dois livros nos últimos dias. O primeiro deles foi A menina mais fria de Coldtown da autora Holly Black. O livro me surpreendeu positivamente e cotei com cinco estrelas no Skoob! Para quem está/ estava cansado de livros jovem-adultos de vampiros, vale a tentativa porque a autora trabalha com uma ideia muito diferente. Na minha classificação pessoal, ele é uma fantasia urbana com uma pitadinha de distopia. Post sobre ele em breve por aqui. 

Outra leitura finalizada na semana foi Restos humanos de Elizabeth Haynes. Foi meu primeiro contato com a autora e gostei da leitura. O início do livro é super envolvente, especialmente para quem já gosta do gênero de mistério e investigação. No entanto, na parte final achei alguns trechos cansativos e o desfecho foi mais pacato do que imaginei. Por conta disso, avaliei com três estrelas no Skoob. Resenha, se tudo correr bem, também na próxima semana.

Novos na estante #4

11 de setembro de 2014

Oi gente, tudo bem? O vídeo de hoje é com os livros que recebi das editoras parceiras nos últimos dois meses. Eu estava contendo as compras, mas agora em setembro aproveitei algumas ofertas e sai do jejum,  então mostro os livros no próximo vídeo. Espero que gostem. Qual deles vocês querem ver primeiro por aqui? 


RECEBIDOS
Infinity Drake: Os Filhos da Scarlatti de John Mcnally
As sete irmãs de Lucinda Riley
Perdendo-me de Cora Carmack
A namorada do meu amigo de Graciela Mayrink
Necrotério de Patricia Cornwell
A maldição dos ancestrais de Matt de La Peña
Cartas de amor aos mortos de Ava Dellaira
Feitiço de Sarah Pinborough
Proibido de Tabitha Suzuma

Beijos!

Músicas na estante: Vera Loca

9 de setembro de 2014

Oi gente, tudo bem? Estou super empolgada para falar sobre a banda de hoje: Vera Loca. Se tu não é do Rio Grande do Sul, talvez não conheça, mas faço campanha desde já para ouvir. A seleção de hoje foi difícil porque eu amo 90% das músicas da banda e gosto muito das outras 10%. E no final tem um extra especial. Vamos lá?!





Beijos!

Leituras de agosto (2014)

8 de setembro de 2014


LIVROS
Caninos Brancos de Jack London
Sombras vivas de Cornelia Funke
Se eu ficar de Gayle Forman (resenha)
Os pequenos homens livres de Terry Pratchett
De repente, Ana de Marina Carvalho

Beijos!

A última música de Nicholas Sparks

2 de setembro de 2014




A última música
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Edição: 2010
Páginas: 397
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

LEIA MAIS
Nicholas Sparks
Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte. O pai de Ronnie, ex-pianista, vive uma vida tranquila na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.