Dividir e conquistar de Carrie Ryan

13 de novembro de 2013





Dividir e conquistar
#2 Infinity Ring
Autora: Carrie Ryan
Editora: Seguinte
Edição: 2013
Páginas: 2016
Skoob | Goodreads
Compre no Submarino

LEIA TAMBÉM
Um motim no tempo de James Dashner
Depois de garantirem que Colombo descobrisse a América e que a Revolução Francesa fosse um sucesso, Dak, Riq e Sera viajam com o Anel do Infinito para tentar corrigir mais uma falha histórica e salvar a humanidade. O cenário agora é a Paris medieval, e centenas de navios tripulados por guerreiros vikings estão cercando a região, prontos para exigir que a população se renda. Sem saber ao certo que caminho tomar, os três jovens acabam causando uma guerra entre os parisienses e os nórdicos invasores, e se preparam para defender a cidade. Mas a situação se complica quando Dak é capturado e forçado a lutar junto ao exército adversário. Em meio a chuvas de flechas, jatos de óleo quente e ataques de catapultas, os três viajantes só conseguirão sair vivos - e continuar sua missão de restituir a ordem do mundo - se encontrarem um aliado entre os soldados inimigos mais ferozes da história.

Dividir e conquistar é o segundo livro da série Infinity Ring lançada no Brasil pelo selo Seguinte da Companhia das Letras. Os temas centrais são viagem no tempo e história, mas como no primeiro volume, um toque que lembra distopia está presente.

No contexto da série, o futuro em que vivem os personagens é completamente diferente do nosso, principalmente porque vários momentos históricos aconteceram de outra forma e não como conhecemos ou aprendemos na escola. A ideia central é basicamente a de duas crianças que são extremamente inteligentes, com a missão de resolver as fraturas do passado e evitar que uma organização super conservadora tome conta do mundo. Na contramão, esta mesma organização mantém espiões em todos momentos históricos alterados para que tudo permaneça como está.

Nesta aventura, Dak e Sera estão na França e o objetivo é evitar uma invasão viking. Os dois amigos têm um reforço de peso: Riq, que é um expert em línguas e também é o responsável pelo equipamento que permite a comunicação em todas as línguas durante as viagens no tempo. É claro que os planos não saem como o previsto e os três acabam se envolvendo em um enorme problema que coloca em risco suas vidas.


Apesar de cada livro da série ser escrito por um autor diferente, não senti uma mudança brusca entre a narrativa de James Dashner, em Um motim no tempo, e a de Carrie Ryan em Dividir e conquistar. A aventura é diferente, mas características principais dos personagens permanecem. Apesar da inteligência fora do normal de Dak, Sera e Riq, a falta de maturidade se mostra decisiva em vários momentos da história.

A curiosidade dos personagens e algumas atitudes impensadas também dão um gosto extra a aventura. Dak acaba no lado viking enquanto Sera e Riq ficam sitiados na costa francesa. Um tanto de sorte e conveniência ajudam no reencontro, mas até esse momento acontecer, eles vêem a morte chegando umas mil vezes.

O livro é infanto-juvenil e embora seja bem construído e com momentos de aventura, tensão, fuga e amizade, a história não é complexa. Tenha isto em mente se resolver ler a série (que eu indico). Os pais de Dak ainda estão perdidos em algum momento do tempo e as viagens continuam através do mesmo dispositivos.

Eu gostaria que algumas tecnologias do presente dos personagens aparecessem mais ao longo da história e que as pistas sobre o paradeiro dos pais de Dak fossem mais animadoras. Mas este é apenas o segundo livro, então muita coisa pode acontecer nas próximas histórias. Outro detalhe que desejo entender melhor é a sociedade na qual eles vivem. 

A edição da Seguinte é ótima, com uma capa linda (e bem representativa), boa diagramação e revisão. Folhas amarelas, claro. No site da editora é possível jogar um game inspirado na série. Indico para quem gosta de livros infanto-juvenis, ficção científica, história e viagem no tempo.

Beijos!
Foto: Nine Stecanella
*Livro recebido da editora Seguinte
**Ajude o blog comprando pelo link indicado no post ou através do banner do Submarino
as compras pagas geram comissão ao Estante da Nine