Correio #11

28 de dezembro de 2010



Beijos!

A revolução dos bichos de George Orwell

27 de dezembro de 2010




A revolução dos bichos
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das Letras
Edição: 2007
Páginas: 147
Compre no Submarino

Cansados da exploração a que são submetidos pelos humanos, os animais da Granja do Solar rebelam-se contra seus donos e tomam posse da fazenda, com o objetivo de instituir um sistema cooperativo e igualitário, sob o slogan “Quatro pernas bom, duas pernas ruim”. Mas não demora muito para que alguns bichos – em particular os mais inteligentes, os porcos – voltem a usufruir de privilégios, reinstituindo aos poucos um regime de opressão, agora inspirado no lema “Todos os bichos são iguais, mas alguns bichos são mais iguais que outros”. A história da insurreição libertária dos animais é reescrita de modo a justificar a nova tirania, e os dissidentes desaparecem ou são silenciados à força. Instrumentalizada na época da Guerra Fria como arma anticomunista, A Revolução dos bichos transcende os marcos históricos da ditadura stalinista que a inspirou e resplandece hoje, passados mais de sessenta anos de seu surgimento, como uma das mais extraordinárias fábulas sobre o poder que a literatura já produziu.

10 livros favoritos de 2010

26 de dezembro de 2010


Olá guris e gurias, tudo bem? 
Sei que falta uma semana para o fim do ano, mas já vou postar minha lista dos 10 livros que mais gostei em 2010. São livros de vários estilos diferentes lidos ao longo desse ano. Espero que gostem e quem quiser, faça a lista e depois mande o link aqui nos comentários.


1. A Revolução do Bichos



2. O Hobbit



3. Fade



4. Sussurro



5. Doidas e Santas



6. O silêncio das Mariposas



7. O Restaurante no fim do Universo



8. Percy Jackson e os Olimpianos - O Ladrão de Raios



9. Diários do Vampiro - A Fúria



10. Identidade


Beijos!

O Rei e o Camaleão de C.N. David

23 de dezembro de 2010





O Rei e o Camaleão
Autor: C.N. David
Editora: Ideias a Granel
Edição: 2006
Páginas: 120
| Skoob |

O livro compõe-se de duas histórias destinadas ao público jovem e adulto. "O Monge Rei" passa-se em um reino fictício no que se poderia comparar a Idade Média, época de reis, castelos e lutas de espada. Já "O Camaleão" é uma ficção espacial que conta a história de um agente secreto que tem a peculiar característica de seu um transmorfo. Ambas nos remetem àqueles sábados em que a geração que passou sua infância nos anos oitenta assistia a seriados enlatados e colecionava revistas em quadrinhos.

Promoção - As Crônicas de Nárnia

Olá guris e gurias. Tudo bem?
Depois de algum tempo, muitas divulgações e pedidos de acesso ao blog, cheguei aos 400 seguidores.  E como prometido, uma nova promoção. Dessa vez, o livro do sorteio será As Crônicas de Nárnia - Volume Único. E como já fiz uma promoção cultural, essa seguirá os velhos moldes de sorteio. 

REGRAS:
- Ter endereço de entrega no Brasil
- Seguir o blog publicamente
- Preencher o FORMULÁRIO
- Deixar um comentário nesse post com nome de seguidor do blog e também do Twitter

MAIS PONTOS:
- No Twitter, seguir @nine_stecanella e divulgar a seguinte frase [a cada duas horas e preencher o formulário a cada divulgação]

#Promoção: no blog da @nine_stecanella sorteio de As Crônicas de Nárnia. Participe http://migre.me/38S8A

- Divulgar o banner da promoção nas redes sociais [preencher o formulário a cada rede social divulgada com o link de onde está hospedado o banner]


ATENÇÃO:
- A promoção segue até o dia 20 de janeiro
- O ganhador será divulgado aqui no blog e também será avisado por e-mail
- O vencedor terá que seguir todas as regras [é claro] e terá até 48hs para responder o e-mail, caso contrário, um novo sorteio será feito
- O sorteio será feito pelo site random.org



Correio #10

21 de dezembro de 2010






Beijos!

A breve segunda vida de Bree Tanner

18 de dezembro de 2010





A breve segunda vida de Bree Tanner
Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Edição: 2010
Páginas: 191
Compre no Submarino 

“Eu vi a postura dele mudar. Ele se abaixou no telhado, uma das mãos agarrada à beirada. Toda aquela estranha simpatia havia desaparecido – era agora um predador. Isso era algo que eu reconhecia, algo com que me sentia confortável. Porque isso eu entendia. Desliguei meu cérebro. Era hora de caçar. Respirei fundo, inalando o odor do sangue no corpo das pessoas lá embaixo. Não eram os únicos humanos por perto, mas eram os mais próximos. Quem você caça é o tipo de decisão que se deve tomar antes de farejar a presa. Agora já era tarde demais para fazer qualquer escolha.”

O silêncio das mariposas de Juliano Schiavo

16 de dezembro de 2010




O silêncio das Mariposas
Autor: Juliano Schiavo
Editora: Anthology [Multifoco]
Edição: 2010
Páginas: 214
Skoob |

Apenas o silêncio das mariposas pode ser alcançado – mesmo que cause dor e desconforto. E tudo por causa de um beijo, um beijo vampiro, num baile de máscaras, numa noite em que a lua cheia banhava o céu com uma cor prateada. E, neste turbilhão de sensações e metáforas, eis que o drama se inicia e se desenrola numa teia tecida por relatos de uma face sem sexo e sem nome, apenas com uma cicatriz.

Correio#9.3

13 de dezembro de 2010

Adaptação do meme criado pela Kristi do blog The Story Siren.


Beijos!

Fade: Desvanecer de Lisa McMann

9 de dezembro de 2010




Fade: Desvanecer
Autora: Lisa McMann
Editora: Novo Século
Edição: 2010
Páginas: 240
Compre no Submarino

Para Janie e Cabel a viada real está se tornando mais difícil do que os sonhos. Eles estão tentando (em segredo) passar um tempo juntos, mas ainda não tiveram esta sorte. Coisas pertubadoras estão acontecendo em Fieldridge High, mas ninguém quer falar a respeito. Quando Janie penetra os pesadelos violentos de um colega de classe, o caso finalmente se torna claro, mas nada sai como o planejado. A cabeça confusa de Janie e o comportamento chocante de Cabe têm graves conseqüências para ambos. Pior, Janie descobre a verdade sobre si mesma e sua habilidade. E é desolador. Realmente desolador. Não só o seu destino está selado como o que está por vir é muito mais sombrio que seu pior pesadelo.

Percy Jackson e os Olimpianos: Ladrão de Raios - direção de Chris Columbus

8 de dezembro de 2010



Vou começar contando meu drama pessoal com esse filme. Tentei assistir ele uma vez. Quando chegou aos 20 minutos não consegui mais. Não deu. Achei muito forçado. Mas pensei: "ah, não li o livro, deve ser impressão minha". OK. Duas semanas depois fui para a segunda tentativa. Chegou perto dos 40 minutos. Aí perdi a paciência e praticamente jurei não tentar assistir nunca mais! Só que... Eu tive a brilhante ideia de fazer a resenha do livro e, caso esse tivesse um filme que fosse baseado/ adaptado/ versão [assunto para um outro post], escreveria uma resenha deste também. Aloka ,Janine! Então li o livro e precisava ver o filme, graças a essa brilhante regra que eu inventei. 

Então essa resenha terá duas versões! 

1. Para você que não leu Percy Jackson e os Olimpianos - Ladrão de Raios
O filme não passa de aceitável. Mesmo! Tudo bem que a história se passa no século XXI e o Percy descobre isso em uma realidade em que nada faz sentido, mas va lá, colocar Lady Gaga no filme não passou de uma jogada comercial, afinal a cantora é o maior fenômeno musical dos últimos tempos. OK. Aí vem toda a coisa do Acampamento Meio Sangue, a acusação de roubo do raio-mestre e a aventura dos três adolescentes. Tudo nos conformes caso você não tenha lido o livro. Moral da história: Percy Jackson alcança seu objetivo!

2. Para você que leu Percy Jackson e os Olimpianos - Ladrão de Raios
Não, não, não. Isso não é uma adaptação. Isso é, talvez, uma versão. PeloamordeDeus! Do meu ponto de vista, a adaptação não transforma fatos de extrema importância em secundários ou inexistentes! Vamos ao primeiro: Percy sobe nas costas do Minotauro e assim quebra seu chifre o destrói. Não é com a ajuda de uma árvore. Sem contar nas falas dos personagens em uma das primeiras cenas do Acampamento Meio Sangue, todas invertidas. Annabeth não é da equipe rival na caça à bandeira. A aventura deles não é em busca das pérolas. Perséfone é citada brevemente no livro e o Hades não parece com o Ronnie James Dio. Quem fica no submundo é a mãe de Percy e não o Grover. A cena mais próxima do livro é a da Medusa. E só! E no final, Percy decide morar com sua mãe e voltar ao Acampamento Meio Sangue só no verão. No filme, ele fica lá. Enfim, se foi difícil assistir o filme sem ler o livro, depois de ler ficou quase impossível, mas assisti. 

Aí vocês me perguntam: Janine, tu não gostou de nada? Sim, gostei do elenco, embora os personagens dos adolescentes sejam grandes para época do livro, mas gostei deles. Sem mais considerações.

ASSISTA AO TRAILER


Beijos!

Percy Jackson e os Olimpianos: O ladrão de raios de Rick Riordan

7 de dezembro de 2010






O ladrão de raios
#1 Percy Jackson e os Olimpianos
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Edição: 2010/ 2ª edição
Páginas: 387
Compre no Submarino

E se os deuses do Olimpo estivessem vivos em pleno século XXI? E se eles ainda se apaixonassem por mortais e tivessem filhos que pudessem se tornar heróis? Segundo a lenda da Antiguidade, a maior parte deles, marcados pelo destino, dificilmente chegavam a adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.

Caçada de P.C. Cast e Kristin Cast

4 de dezembro de 2010



Caçada
Autoras: P.C. Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século
Edição: 2010
Páginas: 389 
Compre no Submarino

Novos personagens e cenários são inseridos neste quinto livro da série House of Night. Neferet, após conquistar um novo e poderoso aliado, Kalona, vira as costas para a Deus Nyx. Juntos, arquitetam terríveis planos. O passado vem à tona, influenciando escolhas fundamentais. A Morada da Noite é ocupada por criaturas demoníacas, que sob o comando de Kalona, um ser incrivelmente belo, mantém o domínio sobre quase todos os alunos e professores. O único lugar relativamente seguro para Zoey e seus amigos é um local escondido, subterrâneo, onde uma nova raça de vampiros habita. Parece não haver fim para os problemas que continuam a surgir. O mal se abate sobre o centro de Tulsa, gerando não só caos terreno, mas também um grande e doloroso massacre. Será Zoey forte e sábia o suficiente para enfrentar tudo que está por vir?

Correio#9.2

3 de dezembro de 2010

Adaptação do meme criado pela blogueira Kristi do blog The Story Siren.


Beijos!



Mal – humorados: um guia de conduta para com eles

1 de dezembro de 2010







Há pessoas que acordam todo santo dia de mau humor. Considero tal comportamento irritante e irrito-me muito por estar consciente de que sou uma dessas pessoas. Aliás, para ser mais específico, eu não acordo. Eu regresso de uma breve temporada de hibernação. E coitado d vivente que disser: Bom dia! Certo. Com o passar das horas vou me tornando menos insuportável – para os outros e pra mim mesmo – e, dizem alguns, lá pelas 19 horas até passo a ser uma companhia tolerável. Inclusive gostaria de deixar por escrito meu protesto contra o sujeito que considerou uma ideia plausível os viventes urbanos acordarem antes das 9 horas.

OK! É difícil escrever uma resenha sobre o livro de um amigo. Mas não vai ter puxa-saquismo. Conheço o Maurício há tempo suficiente para saber que isso seria uma péssima ideia! São doze contos/ crônicas, que no minimo, te fazem rachar de rir!

Fazem mais que isso! O livro é um exemplo de que como certas coisas se repetem na casa e na vida de qualquer pessoa do planeta. Mesmo! Mudando o cenário e os personagens, mas a essência das ações, estão lá! Na minha, na tua e na casa do vizinho! 

É fácil identificar um personagem do livro com alguém conhecido. Um amigo. Um amigo do amigo. Ou até mesmo você! Vale muito ler não só pelas risadas, não só pela descrição urbana dos guris e das gurias. Vale pela leveza e descontração. Vale por poder carregar ele na bolsa, na mochila ou na pochete e sempre que o mau-humor chegar, abrir e ler! 

O título tem muitos sentidos. Pelo menos para mim! E quem ler, com certeza, vai encontrar suas próprias explicações. O melhor disse tudo é que o livro é uma extensão do Kehrwald [Maurício/ Eduardo/ Alejándro]. Sim, tudo isso que ele escreve, embora ele não tenha dito com todas as letras, é baseado em fatos reais. E se você, que tá lendo essa resenha, tiver oportunidade de conhecer ele, vai perceber que ele é isso mesmo: um mau-humorado com humor!

Sem mais! 

Mal – humorados: um guia de conduta para elesAutor: Maurício Kehrwald
Editora: Maneco
Edição: 2009

Beijos!